ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  Ezequiel em Ter 19 Mar 2013 - 0:39

Começo este tópico sem dizer absolutamente nada...

Sei que são dos 4 elementos, interage na natureza.

Mas minha dúvida é mais profunda ( e olha que já li até no livro do André Luiz).

Mas gostaria de saber quem são eles e onde se "encaixam" na natureza?

Existem elementais do Éter? O tão falado 5 elemento.

Olha qualquer comentário é bem-vindo

Abrçs,

Ezequiel

Ezequiel

Mensagens : 19
Data de inscrição : 30/03/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  Convidad em Ter 19 Mar 2013 - 1:08

O que eu posso dizer sobre os Elementais é o que aprendi acerca deles na Gnose.

Elementais são os "espíritos" dos seres dos reinos inferiores.

São mônadas que estão passando por um processo de evolução nos reinos inferiores, sempre galgando novas escalas na senda do progresso.

Na base do processo evolucional temos os elementais dos quatro elementos, os quais não estão vinculados de maneira notória a um organismo tridimensional, mas sempre estão exercendo funções importantes em relação ao elemento ao qual estão servindo. Temos seres como os gnomos, que são elementais da terra... Fadas, que são elementais do ar... Todos eles tem funções de agir junto ao equilíbrio dos elementos aos quais atuam.

Nas próximas escalas da evolução, temos elementais vinculados a organismos específicos, como por exemplo os elementais dos vegetais superiores e os elementais dos animais - para a gnose, o "espírito" dos animais pode ser classificado como um elemental.

Por último, após cumprir todas as etapas de evolução nos reinos inferiores, o elemental é "promovido" a espírito humano e pode encarnar em um corpo humano.

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Ter 19 Mar 2013 - 10:25

Ezequiel,

Como eu já disse, tenho uma facilidade com esses reinos que no meu entender não tem nada de inferiores, como o reino das pedras, das plantas, das águas das terras, dos mares, rios e oceanos, ventos, chuvas. São seres dos reinos paralelos ao nosso, de evolução paralela e normalmente não encarnam no reino humano, raramente isso acontece. Eles formam nossos corpos físicos também e são inteligentes, você pode até falar com eles.
Eles não tem o livre arbítrio mas, se percebem que, por alguma razão, foram atrasados pelos seres humanos em sua evolução, podem reagir com violência.
É muito perigoso "mexer" com eles, se não estiver preparado.
O Amor é a linguagem que eles entendem.
Amar as árvores, as plantas, os rios, o vento, a água, os animais é o primeiro passo.
Amor.
São Francisco chamava os elementos da natureza de irmãos, sabia a linguagem dos pássaros. Os pássaros são os elementos de ligação entre os homens e Deus. Quando você vê um pássaro antes de uma revelação é porque a mensagem é Divina. Eles são alados e sua ligação com os Anjos é representada pelas asas. Saber a linguagem dos pássaros é algo extremamente precioso, faz parte de um conhecimento que não dominamos mais. Os Mestres da Grande Fraternidade Branca dizem que os pássaros foram criados por eles e que os defeitos que eles podem apresentar são deformações nossas.
Em dezembro, tive uma experiência muito... como direi? amorosa com uma passarinha. Tenho uma costureira que tem um casal de passarinhos. Não sei de que raça eles são. Mas andam soltos pelo local. Anteriormente estive lá e percebi que ao ir trocar de roupa em outra sala, os dois me acompanharam, curiosos. Comentei com a costureira. Ela me disse que eles são bem curiosos . Uma semana depois voltei e estava de tênis e a passarinha ficou bicando os cadarços em cima do meu pé. O passarinho entrou em desespero e começou a piar muito em cima da gaiola enquanto a costureira falava ao telefone. A passarinha então, se afastou e procurou no jardinzinho um gravetinho e veio até perto do meu pé e colocou cuidadosamente o gravetinho perto do meu pé e aí voltou para junto do passarinho. A costureira estava ocupada e eu estava seguindo a movimentação dos passarinhos e por isso notei que ela estava me dando um presente. Assim, de longe, o melhor presente de Natal que eu podia receber. Eu nem tenho uma ligação forte com passarinhos mas imaginar que aquele ser minúsculo com um cérebro idem foi capaz de um gesto de amor desses me deixa feliz cada vez que me lembro.
Comentei na hora com a costureira e ela me disse que ela não faz isso com ninguém que ela gostou mesmo de mim!
Bom, também a alquimia é a transmutação dos elementos. O segredo da alquimia está no alquimista. Transformar chumbo em ouro.
Encontrar a pedra filosofal.
São os modos iniciáticos de se falar sobre a transformação que ocorre nos elementos do corpo do alquimista.
Há um espírito em cada elemental da natureza? não, são seres que evoluem em grupos de almas assim como os animais.

Um abraço,

fadinha

As fadas não são bruxas. As bruxas apresentam aspectos da sombra.

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Ter 19 Mar 2013 - 10:46

São os 4 elementos?

«Cântico das Criaturas»,

de S. Francisco de Assis

Altíssimo, Omnipotente, Bom Senhor
Teus são o Louvor, a Glória,
a Honra e toda a Bênção.

Louvado sejas, meu Senhor,
com todas as Tuas criaturas,
especialmente o senhor irmão Sol,
que clareia o dia e que,
com a sua luz, nos ilumina.
Ele é belo e radiante,
com grande esplendor;
de Ti, Altíssimo, é a imagem.

Louvado sejas, meu Senhor,
pela irmã Lua e pelas estrelas,
que no céu formaste, claras.
preciosas e belas.

Louvado sejas, meu Senhor.
pelo irmão vento,
pelo ar e pelas nuvens,
pelo sereno
e por todo o tempo
em que dás sustento
às Tuas criaturas.

Louvado sejas, meu Senhor,
pela irmã água, útil e humilde,
preciosa e casta.

Louvado sejas, meu Senhor,
pelo irmão fogo,
com o qual iluminas a noite.
Ele é belo e alegre,
vigoroso e forte.

Louvado sejas, meu Senhor,
pela nossa irmã, a mãe terra,
que nos sustenta e governa,
produz frutos diversos,
flores e ervas.

Louvado sejas, meu Senhor,
pelos que perdoam pelo Teu amor
e suportam as enfermidades
e tribulações.

Louvado sejas, meu Senhor,
pela nossa irmã, a morte corporal,
da qual homem algum pode escapar.

Louvai todos e bendizei o meu Senhor!
Dai-Lhe graças e servi-O
com grande humildade!

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Ter 19 Mar 2013 - 23:51

Olá Ezequiel,

só depois que fechei o computador me lembrei das suas perguntas acima.

"Mas minha dúvida é mais profunda ( e olha que já li até no livro do André Luiz).

Mas gostaria de saber quem são eles e onde se "encaixam" na natureza?

Existem elementais do Éter? O tão falado 5 elemento."


Eu não li os livros do André Luis.

Os elementais formam tudo na Terra. Toda a matéria é formada por elementais.Estão em nossas células, nas células dos vegetais em cada gota d'água, formam as labaredas do fogo, cada grãozinho minúsculo de terra, as pedras, os vulcões, os mares, a luz.
Já ouviu falar que a água reage aos sentimentos?
Existe um estudo feito por um japonês, não me lembro agora do nome dele, em que fotografou a água reagindo às nossas emoções. São os elementais da água que reagem, eles tem inteligência, sentimento.
Já ouviu falar que nosso corpo tem uma inteligência? sim, temos um elemental do corpo e milhares de minúsculos elementais menores na escala deles que formam nosso corpo.
Agora me lembrei de um anúncio antigo onde o agricultor falava com as alfaces e elas respondiam crescendo bonitas e ele ficou rico e comprou um alto-falante para falar com todas elas ao mesmo tempo.
Com quem ele falava?
Com os elementais da alface.
Uma plantação de alface tem um elemental em escala mais evoluida que toma conta de todos os elementais da alface.
Esse elemental mais evoluido faz parte de um outro grupo de elementais mais evoluidos que tem um Deva (são Anjos) que os coordena e tudo sai à perfeição rigorosamente iguais os pés de alface.
Agora se você me conhecer um dia, vai descobrir que converso com meu carro que é formado por um elemental também e por milhares de minúsculos elementais que formam todas as partes do carro. Digo para meu carro: adoro você, gosto da forma como me serve tão bem, da forma que você é, gosto de tudo em você, mas um dia vou vender voce para uma pessoa que vai gostar de você tanto quanto eu porque vou comprar um carro mais novo e útil como você... e por aí vai.
Eu sei... uma doida! mas não tenho dificuldades em vender ou comprar carros.
Todos os lugares tem elementais, mas existem elementais que representam um grupo deles e, pela sua grande evolução, são chamados de Anjos ou Devas. Devas é como os anjos são chamados no induísmo.
Quando é de um local ou representa algo como por exemplo, a Primavera (existe o espírito da primavera, chama-se Amarilis) chamamos de Anjos Devas.
Osíris, do Egito, era um Anjo Serafim mas também chamado de O Deva dos Devas, um anjo muito evoluido. Era também chamado O Deus da Agricultura. Ísis, sua esposa era maga e também um Anjo Serafim.

Está percebendo? eles não se encaixam apenas na natureza, eles são a natureza. De uma certa forma é difícil de explicar porque existem 3 planos para um estudo didático nos separando em:
plano físico,
plano mental e
plano espiritual.
Mas isso é apenas para compreendermos, tudo isso é tão interpenetrado que não dá para separar.

Existem os elementais do Éter? o tão falado 5o elemento.

Sim, o éter é chamado de 5o elemento e o 5o elemento é o espírito. Colocado no ápice da estrela de 5 pontas.
Existem elementais que formam o espírito?
Não sei responder, está muito longe da minha compreensão.
Existem elementais que formam a luz visível.
Dizem que nossa mente é dividida em 7 graus. Nós, a maioria dos terrestres que não são gênios de carteirinha, ocupamos o 4o grau...como entender algo muito além da mente?
Mas aí também há uns vislumbres do espírito, uma interpenetração.
A dádiva.
Poderia chutar mais ou menos uma resposta mas acho que está fora da minha compreensão.
Por enquanto.

fadinha




fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Sex 29 Mar 2013 - 22:15

1166 - MAGO BRANCO
- Por Omraam Mikhael Aivanhov* -

Os caminhos da magia interconectam-se no espaço/tempo, através das energias da Natureza.
O mago é aquele que se sintoniza com a natureza e lhe extrai as essências energéticas e a forc¸a com que norteia seu trabalho.
Admirando a Natureza, ele procura beijar o sol, a lua e as estrelas.
Logo, mago branco é todo aquele que procura ver em todas as criaturas: o sol, a lua e as estrelas.
Por isso, ele beija e admira a todos como emanações da própria natureza.
Quem quiser ser mago branco, que comece a admirar os semelhantes e a ver neles a expressão da Natureza que, por sua vez, é a expressão do próprio Criador.

Paz e Luz!

(Recebido espiritualmente por Wagner Borges – Texto extraído do livro “Viagem Espiritual – I” – Editora Zennex.)

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Ter 2 Abr 2013 - 14:03

Olá

continuando com as idéias acima...

"Mas minha dúvida é mais profunda ( e olha que já li até no livro do André Luiz).

Mas gostaria de saber quem são eles e onde se "encaixam" na natureza?

Existem elementais do Éter? O tão falado 5 elemento."



Tudo é energia. A matéria também é uma forma de energia com uma baixa vibração.

O éter também pode ser entendido como o espaço entre os elementos que constituem o Universo e serve como condutor de ondas de energia, energia de microondas, luz, calor, eletricidade...servindo o éter nesse caso como um elo entre a matéria e a energia. Acho que hoje é chamado de matéria escura que ninguém conseguiu definir bem, quem sabe no futuro próximo?

Porém o éter... ele conduz a energia, a luz...mas não é essa energia que ele é. Talvez o éter seja um tipo mais material de energia que pode conduzir tipos superiores de energia, por exemplo, a energia mental.
Porque a diferença entre todas essas formas de energia, da pedra à luz está na vibração.

Sabemos que nada está parado, tudo se move, ao analizarmos uma pedra, um lápis ou um braço, vemos que as moléculas (átomos, prótons, neutrons, Íons...) se movem mas que há variação na velocidade dessa vibração. Aos nossos olhos e sentidos são densos e parados.

Onde se encaixa o 5o elemento (o espírito) nessa escala de vibração? certamente o espírito está em uma escala muito superior (em velocidade) de vibração que fica invisível para nossos olhos físico que enxergam pouco até no sentido do som (alguns os animais ouvem e o homem não) e das cores, por exemplo, sabemos que se a cor estiver numa alta vibração, não enxergamos.
Que dirá ver o espírito? os chacras, por exemplo, mesmo quando vibram em uma velocidade menor, só se for clarividente para enxergar. As 7 cores visíveis se colocadas em uma roda e rodá-las formam o branco e dizemos que o branco é a reunião de todas as cores...que nós enxergamos porque foram colocadas em uma velocidade maior. Então, a cor na velocidade maior ou vibração, é diferente. Por exemplo o ultravioleta. Tem propriedades diferentes também.

A emoção, por exemplo, emite um tipo de vibração que pode ser sentida e transmitida por todos, mas não pode ser vista porque vibra numa velocidade muito alta. Por exemplo um jogo disputadíssimo em um estádio de futebol ou um filme de suspense quando a emoção gerada por todos é quase física, dizemos que poderíamos cortá-la com uma faca de tão materializada. A emoção é uma manifestação cheia de vibrações, todo mundo concorda mas ninguém vê por causa da velocidade.

Certas manifestações paranormais também são assim, quase palpáveis, quando não...quase palpáveis.

Muita viagem até agora? pode ser.

fadinha








fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  Luiz em Ter 2 Abr 2013 - 14:52

Fadinha.

Excelente seu trabalho de coleta de dados e informações, desmistificando o aquecimento global, vindo de encontro ao que postei anteriormente.

Obrigado e forte abraço.



Desculpe Fadinha postei no lugar errado, vou corrigir.
avatar
Luiz

Mensagens : 2931
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 59
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Ter 2 Abr 2013 - 23:05

Imagine, Luiz,

não se preocupe.
Abraço,

fadinha

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Qua 3 Abr 2013 - 11:52

Retomando o assunto:

Olá

continuando com as idéias acima...

"Mas minha dúvida é mais profunda ( e olha que já li até no livro do André Luiz).

Mas gostaria de saber quem são eles e onde se "encaixam" na natureza?

Existem elementais do Éter? O tão falado 5 elemento."



Tudo é energia. A matéria também é uma forma de energia com uma baixa vibração.

O éter também pode ser entendido como o espaço entre os elementos que constituem o Universo e serve como condutor de ondas de energia, energia de microondas, luz, calor, eletricidade...servindo o éter nesse caso como um elo entre a matéria e a energia. Acho que hoje é chamado de matéria escura que ninguém conseguiu definir bem, quem sabe no futuro próximo?

Porém o éter... ele conduz a energia, a luz...mas não é essa energia que ele é. Talvez o éter seja um tipo mais material de energia que pode conduzir tipos superiores de energia, por exemplo, a energia mental.
Porque a diferença entre todas essas formas de energia, da pedra à luz está na vibração.

Sabemos que nada está parado, tudo se move, ao analizarmos uma pedra, um lápis ou um braço, vemos que as moléculas (átomos, prótons, neutrons, Íons...) se movem mas que há variação na velocidade dessa vibração. Aos nossos olhos e sentidos são densos e parados.

Onde se encaixa o 5o elemento (o espírito) nessa escala de vibração? certamente o espírito está em uma escala muito superior (em velocidade) de vibração que fica invisível para nossos olhos físico que enxergam pouco até no sentido do som (alguns os animais ouvem e o homem não) e das cores, por exemplo, sabemos que se a cor estiver numa alta vibração, não enxergamos.
Que dirá ver o espírito? os chacras, por exemplo, mesmo quando vibram em uma velocidade menor, só se for clarividente para enxergar. As 7 cores visíveis se colocadas em uma roda e rodá-las formam o branco e dizemos que o branco é a reunião de todas as cores...que nós enxergamos porque foram colocadas em uma velocidade maior. Então, a cor na velocidade maior ou vibração, é diferente. Por exemplo o ultravioleta. Tem propriedades diferentes também.

A emoção, por exemplo, emite um tipo de vibração que pode ser sentida e transmitida por todos, mas não pode ser vista porque vibra numa velocidade muito alta. Por exemplo um jogo disputadíssimo em um estádio de futebol ou um filme de suspense quando a emoção gerada por todos é quase física, dizemos que poderíamos cortá-la com uma faca de tão materializada. A emoção é uma manifestação cheia de vibrações, todo mundo concorda mas ninguém vê por causa da velocidade.

Certas manifestações paranormais também são assim, quase palpáveis, quando não...quase palpáveis.

Muita viagem até agora? pode ser.

fadinha




fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Seg 22 Abr 2013 - 23:43

DEVAS:

08.7.1 - REINO DÉVICO:

– Compõe-se de seres, consciências e hierarquias de elevado grau de pureza e propicia a manifestação da Vida. Denominado simbolicamente “exército do som”, trabalha com vibrações. Seu campo de ação é bastante abrangente, pois vai desde os arquétipos até as formas concretas. De certo ângulo, representa a “consciência do corpo etérico” do Logos. Toda a circulação de energia em um Universo é efetuada e assistida pelos devas.

Como os demais reinos que correspondem à lei da hierarquia, sua estrutura funcional é escalonada e cada patamar encarrega-se de tarefas distintas e complementares: captação e transmissão de Idéias arquetípicas, construção de moldes etéricos para a concretização delas, ajuste permanente do padrão criado ao original, destruição de formas ultrapassadas, entre outras funções. O Reino Angélico é um setor do Reino Dévico.


- DEVAS:

– Os Devas seguem linha evolutiva paralela à humanidade e tem como uma das suas principais tarefas a manipulação das substâncias. Mantém estreita ligação com as forças da Natureza (elementais) e tem condições para isso, pois estão isentos da influência de impulsos retrógrados. Segundo os desígnios das energias criadoras, constroem e destroem imagens, formas e estruturas, plasmam os moldes etéricos – base do que existe no mundo manifestado – e os preenchem; permitem, desse modo, que padrões arquetípicos se exteriorizem.

São essencialmente espíritos construtores e transformadores dos níveis de consciência, podendo, para isso, destruir estruturas ultrapassadas. Não dispõem de corpos físicos densos, e os níveis etéricos são, para eles, as fronteiras de contacto com a vida concreta. Os devas constroem o que é visível, o que constitui a imagem de um conjunto energético. São consciências magnânimas, e só com pureza o homem pode contata-las.

Trabalham com a energia de símbolos e arquétipos; não tem mente como a humanidade a conhece e, portanto, seu processo criativo não se baseia em seqüências de pensamentos e raciocínios.

Tampouco se submetem ao conceito de tempo: vivem por inteiro no eterno presente, nele percebem e desempenham suas tarefas; sua consciência tem a mesma dinâmica do impulso que recebem do Alto e, por isso, estão sempre atualizados. Quando um indivíduo desempenha certas tarefas do Plano Evolutivo, é imprescindível que estabeleça ligações internas corretas com o reino dévico.

Os Devas compõem uma Hierarquia potente, com grande diversidade de escalões. O termo deva costuma ser aplicado a qualquer dos seres desse reino: desde um pequeno ente construtor de moldes etérico-físicos, até grandes arcanjos, que sustentam a vida manifestada de galáxias inteiras. No Ocidente, em geral chama-se anjo à maioria desses seres; entretanto, os anjos são apenas um setor do reino dévico. Os devas vivem basicamente nos níveis etéricos cósmicos; porém assumem ampla gama de tarefas, mesmo nos níveis concretos.

Fonte:
http://www.portalangels.com/elementais2.htm




Bibliografia:

O Reino dos Devas e dos Espíritos da Natureza - Geofrey Hodson

Dicionario Seres Fantasticos - J. Felipe Alonso



fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Ter 23 Abr 2013 - 13:14

Obs.: só os seres humanos tem livre arbítrio quando estão vivenciando sua evolução aqui na Terra. Os Elementais (elementos da natureza) e os Devas (os anjos são divisões dos Devas) não tem livre arbítrio. Essa história de "livre" arbítrio está mal contada, se errarmos pagamos o carma do nosso erro, só podemos acertar.

fadinha

Os Elementais da Natureza



O nome Elemental significa "Espírito Divino". El=senhor; mental=vibração mental superior. Estes são os espíritos da natureza.

Deus, por interferência amorosa de Seres de Luz, concedeu a três Reinos, paralelamente, a oportunidade de evolução.
Estes três Reinos são: Elemental, Angélical e Humano.

A história nos conta sobre os seres elementais, desde a mais remota antiguidade.
E, os antepassados de toda a humanidade legaram inúmeros relatos a respeito dos mesmos.
No início da humanidade na Terra, os seres da natureza, encarregados de cada elemento, cuidaram para que tudo fosse feito com exatidão e ordem:


1)- A Terra ainda numa massa de gases de matéria incandescente radioativa, coube aos elementais do fogo executarem seu trabalho;
2)- Na época dos grandes ventos, os elementais do ar, zelaram pela evolução desses gases de modo a tornar o ambiente apto a receber formas de vida:
3)- Quando esses gases se precipitaram sobre a água, os elementais da água modificaram o aspecto denso desse líquido;
4)- Então, iniciou-se a solidificação, surgindo aos poucos os continentes que foram fertilizados pelos elementais da terra.



A criação representa um todo inseparável, uma corrente cujos elos não podem ser rompidos.
Os Elementais são os dinamizadores das energias das formas e integram-se aos Elementos da Natureza:

Elemento Terra:

Esse elemento e seus dinamizadores trabalham para que a humanidade tenha corpos perfeitos, e possam desenvolver suas atividades espirituais a nível cósmico.
A ação qualificadora destes seres é representada por vulcões e terremotos.
No nosso corpo, este elemento é representado pelos sais minerais.
Livres da ganância nos aproximamos dos Seres da Terra.
Trabalhando com a terra temos: Gnomo, Duende, Fada, Dríade, Elfo, Pã, Flor do Campo (c. florz.), Curupira, Saci.
Dirigentes do Elemento Terra: Pelleur e Virgo.


Elemento Água:

Este elemento e os seres que fazem parte dele, estão relacionados ao nosso corpo Emocional, tendo a função de depurá-lo.
No plano físico, são grandes agentes de purificação da atmosfera e principalmente na agricultura.
Sua ação qualificadora é demonstrada em enchentes, maremotos etc.
No corpo humano, o elemento líquido representa 70% do seu volume.
Livres das fraquezas, através da firmeza, nos aproximamos dos Seres da Água.
Trabalhando com a água temos: Ondina, Nereida, Sereia, Naiade (grécia), Uiara, Mãe D’água.
Dirigentes do Elemento Água: Netuno e Lunara.


Elemento Fogo:

Esse elemento, e todos os seres que habitam o mesmo, representam a maior força possível, uma vez que são a expressão do próprio Fogo Sagrado de onde provém as várias chamas atuantes nos universos.
A ação qualificadora deste elemento provém das atividades vulcânicas e grandes queimadas.
No corpo humano, esse elemento funciona através da temperatura, expressões emotivas e psíquicas.
Dominando as paixões, o ser humano aproxima-se desses seres.
Trabalhando com o fogo temos: Salamandra, Njami (Sibéria), Ucha (Índia) Boitatá.
Dirigentes do Elemento Fogo: Hélios e Vesta. (Força Criadora).




Elemento Ar:

Esse elemento e seus dinamizadores, são de extrema importância para a manutenção da vida no plano físico. Sem o Ar, o ser humano não pode sobreviver.
A atividade benéfica dos Seres do Ar é sentida na brisa, no impulso dos barcos, navios e aviões.
Sua atividade qualificadora está nos furacões, ciclones, tempestades.
No corpo do homem o ar está na respiração, no alento divino.
Com a constância, o homem aproxima-se dos seres do ar.
Trabalhando com o ar temos: Silfo, Silfide, Íris (Grécia), Indra (Índia), Bórea (Grécia).
Dirigentes do Elemento Ar: Thor e Aries.


EVOLUÇÃO

A escalada da evolução, parte dos pequenos elementais da terra seguindo até os dirigentes de grandes extensões e compreensão, chamados Devas e Elohim.


Elohim:

São os dirigentes do Reino, ponto alto da Hierarquia Elemental.
Trabalham junto aos Mestres Ascensionados e Arcanjos.
São doadores do modelo divino para formação dos espaços materiais.



Deva:

Palavra sânscrita que significa “Ser Brilhante”.
São encarregados da dinamização de grandes áreas como: mares, florestas, cadeias de montanhas, grandes árvores, tendo a seu encargo a instrução de seres menores no trabalho da natureza.

Veladores Silenciosos:


Estes seres cuidam da proteção energética de Planetas, Sistemas, Universos, Galáxias.
São encarregados também da recepção dos apelos dos seres humanos, energizando-os e elevando-os ao Pai, recolocando-os qualificados e atendidos diretamente ao alcance da humanidade.


A INVISIBILIDADES DESSES SERES

Os materialistas, não acreditam na existência dos Seres da Natureza alegando não serem visíveis.
A invisibilidades desses seres é explicada pelo fato de serem formas etéricas, habitantes de planos energéticos com múltiplas graduações, não perceptíveis aos olhos humanos.
Muitas observações mostram que os Elementais usam duas formas distintas:
O Corpo Astral Permanente.
Um veículo etérico materializado Temporariamente.

As ações resultantes do seu trabalho, sim, são visíveis.

Como exemplo, podemos citar a Comunidade de Findhorn (Escócia).
Num local totalmente impróprio para a agricultura, fizeram surgir, com sua orientação, flores, verduras, árvores frutíferas etc.
Na ocasião (1962), este fato chamou atenção das autoridades governamentais do país, que mandaram examinar o local.
Nos exames foi constatada ausência de qualquer ingrediente químico e que a terra havia sido enriquecida de forma natural e inteligente.
Participemos junto aos Elementais na evolução do Planeta Terra.
Assim teremos efetuado nosso papel como co-criadores universais.


FAMÍLIA CÓSMICA


Temos uma família cósmica que nos acompanha na caminhada da Evolução.
(....................)
Estes terão de encarar o desafio de enfrentar os estímulos energéticos do mundo ao redor.
É importante revigorar a conexão com a energia do gnomo pessoal andando descalço no barro ou grama. Passar algum tempo junto a plantas e árvores.
São ligados ao Arcanjo Uriel.
O Rei do Elemento é Ghob. O Elohim é Tranquilitas (O Guerreiro que marcha).

6º Raio – Rubi / Devoção-Paz.


FILHOS DA ÁGUA

Nestes predomina o intenso envolvimento emocional.
Necessitam da aproximidade com a água.
A imersão total é o ideal, pois fortalece a ondina pessoal, uma vez que a água é sua força equilibradora.
São ligados ao Arcanjo Gabriel.
O Rei do Elemento é Niksa.
O Elohim é Claire (A Harmonia x Conflito = crescimento). 4º Raio – Branco / Ascensão-Pureza.

Obs.: eu, fadinha, pertenço a esse raio, o branco.

FILHOS DO AR

Nestes predomina a ordem mental e o envolvimento social.
Para recarregar o elemento primordial e fortalecer o silfo pessoal, precisam de ar puro e eletricamente carregado.
Topos de montanha, locais afastados da umidade, onde o ar é seco e vivificante, é muito bom para reconectá-los.
São ligados ao Arcanjo Rafael.
O Rei do Elemento é Paralda.
O Elohim é Vista (O que protege o segredo).

5º Raio – Verde / Verdade-Cura.


FILHOS DO FOGO

As pessoas do fogo necessitam de muito sol e atividades vigorosas para realimentar seus veículos.
Necessitam passar bastante tempo ao ar livre.
Os lugares onde o sol brilha com força e intensidade são essenciais a sua saúde e ligação com a salamandra pessoal, bem como com os demais elementos.
São ligados ao Arcanjo Miguel.
O Rei do Elemento é Djinn.
O Elohim é Hércules (O que abre portas).

1º Raio – Azul / Vontade-Poder.

“Se queremos um mundo melhor, temos de começar a pensar sério sobre o que é que cada um de nós precisa SER e FAZER para que isso aconteça”. (AMORC) http://www.hajaluz.com.br/elementais.htm


Quem são os Elementais?

São energias espirituais que habitam os elementos da Natureza:
TERRA ÁGUA FOGO AR
gnomos ondinas salamandras silfos


O Universo é cheio de energias, entre elas, os humanos, os anjos, e os elementais.
Os elementais não tem corpo físico tão denso como o dos homens, nem tão sutil como o dos anjos. Posicionam-se entre ambos, com corpo energético, mente e espírito.
Uma definição melhor é fornecidas nas descrições das quatro classes de elementais fornecidas pelas tradições de vários povos e pelas concepções de sábios, estudiosos e iniciados.
Se você quiser invocar um elemental, uma das regras fundamentais para se obter sucesso nessas invocações é respeitar a Natureza.



Obs.: eu, fadinha desaconselho totalmente a invocação dos elementais. Pode ser perigoso, a não ser que tenha essa missão de contato mas é um reino (o dos elementais) totalmente à parte de evolução do nosso.
Mas o Anjo Deva e os seres que regem os elementais é outra conversa. Esses sim, podem ser invocados.
Agora os elementais podem ser atraidos através de oferendas mas que não tenha nenhuma troca, nenhuma intenção por trás disso.
fadinha



fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Qui 16 Maio 2013 - 12:07

continuando...

Quem são os Elementais?

São energias espirituais que habitam os elementos da Natureza:
TERRA ÁGUA FOGO AR
gnomos ondinas salamandras silfos


O Universo é cheio de energias, entre elas, os humanos, os anjos, e os elementais. Os elementais não tem corpo físico tão denso como o dos homens, nem tão sutil como o dos anjos. Posicionam-se entre ambos, com corpo energético, mente e espírito.

Uma definição melhor é fornecidas nas descrições das quatro classes de elementais fornecidas pelas tradições de vários povos e pelas concepções de sábios, estudiosos e iniciados. Se você quiser invocar um elemental, uma das regras fundamentais para se obter sucesso nessas invocações é respeitar a Natureza.



Terra-Gnomos

Os elementais que vivem no corpo atenuado da Terra que se denomina éter terrestre agrupam-se sob a denominação geral de Gnomos. Assim como existem muitos tipos de seres humanos evoluindo através dos elementos físicos objetivos da natureza, também há muitos tipos de gnomos desenvolvendo- se através do corpo etérico da natureza.

Os Gnomos são chamados espíritos das árvores, os "homenzinhos velhos da floresta". Eles constroem casas com substâncias que se parecem com o alabastro, o mármore e o cimento, mas a verdadeira natureza desses materiais é desconhecida no plano físico.

Afirma- se que cada arbusto, cada planta, cada flor tem o seu espírito da natureza, que freqüentemente usa o corpo físico da planta como sua habitação.

Quando uma planta é cortada e morre, seu elemental morre junto com ela, mas enquanto existir o menor traço de vida nesta planta, ela mostrará a presença do elemental guardião. Os Gnomos sempre se colocaram à disposição dos homens, desde que este nunca usasse seus poderes de maneira egoísta para adquirir o poder temporal. Uma atitude desta, faz com que estes elementais se voltem com toda sua fúria àquele que os decepciona.

Os Gnomos são governados por um rei, pelo qual têm um grande amor e referência. Seu nome é Gob; daí seus súditos serem frequentemente chamados gobelinos. Os Gnomos casam-se e têm famílias, e as mulheres gnomos são denominadas gnomidas. Alguns usam roupas tecidas do elemento em que vivem. Em outros casos a sua vestimenta é parte deles mesmos e cresce com eles como o pêlo dos animais. Afirma-se que eles sejam muito gulosos e que gastam uma grande parte do tempo comendo; mas ganham o seu alimento através de um trabalho diligente e consciencioso.

Muitos são de temperamento meio avarentos e gostam de acumular coisas escondidas longe, em plantas secretas. Existem provas abundantes de que as crianças pequenas freqüentemente veêm gnomos, na medida em que seu contato com o lado material ainda não está completo e que elas funcionam, mais ou menos conscientemente, nos mundos invisíveis.

Com os pés descalços, pisando na terra e ao final da tarde, faça sua Invocação aos gnomos: "Eu vos saúdo, Gnomos, que constituís a representação do Elemento Terra. Vós que constituís a base e fortaleza da Terra, ajudai-me a transformar, a construir todas as estruturas materiais, assim como uma raiz fortifica a árvore frondosa Gnomos, possuidores dos segredos ocultos, fazei-me perfeito e nobre, digno do vosso auxílio.

Mestres da Terra, eu vos saúdo fraternalmente. Amém". Com esta Invocação pode-se obter ajuda na aquisição de riquezas e bens materiais, sempre que solicitadas em primeiro lugar para o mundo, para as pessoas que necessitam, para os mais próximos e não somente para você.




Água-Ondinas


Assim como os gnomos estão limitados em sua função aos elementos da terra, as Ondinas, os elementais da água, funcionam na essência invisível e espiritual chamada éter úmido.

A beleza parece ser uma característica comum dos espíritos da água. Onde quer que as encontremos representadas na arte e na escultura, são sempre cheias de graça e simetria. Controlando o elemento água - que sempre foi um símbolo feminino - é natural que os espíritos da água sejam com mais freqüência simbolizados como fêmeas.

Existem muitos grupos de Ondinas. Algumas habitam cataratas, onde podem ser vistas entre os vapores; outras têm o seu habitat nos pântanos, charcos e brejos, entretanto outras, ainda, vivem em claros lagos de montanha. Em geral quase todas as ondinas se parecem com seres humanos na forma e tamanho, embora aquelas que habitamos rios e fontes tenham proporções menores. Normalmente elas vivem em cavernas de corais ou nos juncais à margem dos rios ou das praias.

As Ondinas servem e amam sua rainha, Necksa. Elas são antes de tudo seres emocionais, amigáveis para com a vida humana e que gostam de servir à humanidade. Às vezes são representadas cavalgando golfinhos marinhos e outros peixes grandes, e parecem ter um amor especial pelas flores e plantas, às quais servem de maneira tão devotada e inteligente quanto os gnomos.

Os antigos poetas diziam que as canções das ondinas eram ouvidas no vento oeste e que sua vidas eram consagradas ao embelezamento da Terra material.Esta Invocação deverá ser feita, com os pés descalços, em direção ao Norte e próximo de água corrente ou com uma vasilha de água fresca e cristalina:

“Eu vos saúdo, Ondinas, Que constituís a representação do elemento Água; Conservai a pureza da minha alma, como o o Elemento mais precioso, da minha vida e do meu organismo. Fazei-me pleno de sua criação fecunda, e dai-me sempre intuição de forma nobre e correta. Mestres da Água, eu vos saúdo fraternalmente. Amém.” Com esta Invocação, pode-se obter amor, intuição, sensibilidade e tudo aquilo que a água pode nos dar.



Fogo -Salamandras


O terceiro grupo de elementais são as Salamandras, ou espíritos do fogo, que vivem no éter atenuado e espiritual que é o invisível elemento do fogo. Sem elas, o fogo material não pode existir; um fósforo não pode ser aceso e nem a pólvora produzirá suas chispas.

O homem é incapaz de se comunicar adequadamente com as Salamandras, pois elas reduzem a cinzas tudo aquilo que se aproximem. Muitos místicos antigos, preparavam incensos especiais de ervas e perfumes, para que quando queimados, pudessem provocar um vapor especial e assim formar em seus rolos a figura de uma Salamandra, podendo assim sentirem sua presença.

Afirma-se que muitas Salamandras são vistas na forma de bolas ou línguas de fogo correndo através dos campos ou irrompendo nas casas. Para muitos aqui no Brasil, costuma- se chamar estas aparições de "fogo-santelmo". Mas, a maioria dos místicos, afirmam que as Salamandras são seres gigantes, imponentes e flamejantes em roupas fluidas, com uma armadura de fogo.

Elas são as mais poderosas dos elementais e têm como seu regente um magnífico espírito flamejante chamado Djim, terrível e aterrorizante na sua aparência. Os antigos sábios sempre foram advertidos para manter-se a distância delas, pois os benefícios derivados do seu estudo freqüentemente não eram proporcionais ao preço que se pagava por eles. Elas possuem especial influência sobre as criaturas de temperamento ígneo e tempestuoso.

Tanto nos animais como no homem, as Salamandras trabalham através da natureza emocional por meio do calor corpóreo, do fígado e da corrente sangüínea. Sem sua assistência, não haveria calor. A Invocação deverá ser feita nas primeiras luzes do Sol ou com a chama de uma Vela, pois o Elemento Fogo deve estar presente.

“Eu vos saúdo, Salamandras, que constituís a representação do elemento Fogo, peço, que com vosso trabalho, fornecei a mim poder para resolver tudo, de acordo com a vontade divina, alimentando meu fogo interno, Aumentando minha chama trina do coração. E assim formar um novo universo. Mestres do Fogo, eu vos saúdo fraternalmente. Amém” Pode-se obter, com esta Invocação, mais força de vontade, coragem, vigor, entusiasmo e bons empreendimentos. Atua no trabalho e na espiritualidade.


Ar-Silfos

No último discurso de Sócrates, tal como foi preservado no Fédon de Platão, o filósofo condenado à morte diz: ".....acimada Terra, existem seres vivendo em torno do ar tal como nós vivemos em torno do mar, alguns em ilhas que o ar forma junto ao continente; e numa palavra, o ar é usado por eles tal como a água e o mar o são por nós, e o éter é para eles o que o ar é para nós.
Mais ainda, o temperamento das suas estações é tal, que eles não tem doenças e vivem muito mais tempo do que nós, e têm visão e audição e todos os outros sentidos muito mais agudos que os nossos, no mesmo sentido que o ar é mais puro que a água e o éter do que o ar.
Eles também têm seus templos e lugares sagrados em que os deuses realmente vivem, e eles escutam suas vozes e recebem suas respostas; são conscientes da sua presença e mantêm conversação com eles, e vêem o Sol, a Lua e as estrelas tal como realmente são.
E todas suas bem- aventuranças são desse gênero".


Eles são os mais altos de todos os elementais, já que seu elemento nativo é o de mais alta taxa vibratória. Vivem centenas de anos, frequentemente atingem um milênio de idade e nunca parecem envelhecer. O líder dos silfos é chamado Paralda e afirma-se que vive na mais alta montanha da Terra.

Alguns acreditam que os Silfos se reúnem em torno da mente de um sonhador, dos artistas, dos poetas,e os inspiram com seu conhecimento íntimo das maravilhas e obras da natureza. Seu temperamento é alegre, mutável e excêntrico.

A eles atribuem a tarefa de modelar os flocos de neves e arrebanhar as nuvens, tarefa esta que desempenham com a ajuda das Ondinas, que lhes fornecem a umidade.

Esta Invocação deverá ser feita às primeiras horas da manhã e de preferência, caminhando, com os pés descalços, em lugar tranqüilo, portando um Incenso do aroma que você preferir ou de seu anjo da Guarda.

“Eu vos saúdo, Silfos, que constituís a representação do ar e dos ventos, portadores das mensagens para toda a terra, eu deposito em vós a minha imensa confiança, pois meus pensamentos, são sempre positivos, voltados para o amor de todas as coisas existentes. fazei de mim a imagem do esplendor da Luz. Fazei deste pensamento, meu milagre! Mestres do Ar, eu vos saúdo, fraternalmente. Amém”
Com esta Invocação, pode-se obter a condução de pensamentos positivos, para uma determinada pessoa, para resoluções de negócios ou para uma situação preocupante.



Manifestação



Os elementais não têm conhecimento do bem ou do mal, cumprem suas funções e obedecem ordens. Não são conselheiros pois não são essas suas tarefas. Ajudam dando informações dos próprios elementos, por ex: "Esta planta está morrendo", "Este cristal está sujo", "O ar está poluido", "O mar está perigoso", etc.
Os elementais normalmente se apresentam aqueles que possuem uma maior sensibilidade para poder vê-los, na forma em que imaginamos que eles sejam.

Por exemplo: As maiores informações que recebemos sobre os gnomos, é que eles são aqueles homenzinhos medievais. Assim sendo, um gnomo vai ler a nossa mente, receber a imagem que produzimos a respeito dele e assim ele irá se apresentar a nós. E assim, acabamos nos esquecendo que em cada região, os elementais irão se apresentar de forma diferente.

Na Europa, temos as sereias como mulheres de pele clara, cabelos loiros e olhos azuis, porque lá as pessoas tem essa imagem como a de uma sereia (ou Ondina). E a nossa Iara? Ela também é uma Ondina. No entanto tem a aparência de uma índia, porque quem á via tinha essa concepção do que seria uma sereia.

As pessoas do interior não vêem o tal homenzinho medieval(gnomo), e sim o saci-pererê, porque nunca tiveram acesso a livros que falam deste tipo de gnomos que se apresentam nas formas de homens medievais. O importante de tudo isso, é sabermos preservá-los perto de nós.

http://www.essencialsites.com.br/Os%20Elementais.htm




fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  Piettro Decarlo em Qui 16 Maio 2013 - 15:34

Pertinente ao assunto , fiquei bem intrigado com este vídeo , pois parece um gnomo.Poderia sê-lo real ?? http://www.youtube.com/watch?v=GYOBx2czWi0
avatar
Piettro Decarlo

Mensagens : 35
Data de inscrição : 21/01/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Sab 18 Maio 2013 - 18:16

Olá Pietro,

boa pergunta.
Seriam elementais?
Sinceramente não sei. Do que eu conheço dos elementais, não parece. Também não sei nada sobre filmagens. Parece que foi a câmera do hospital que captou e não está nítido.
Os elementais tem uma vibração mais alta que a nossa visão não alcança normalmente e, a não ser que estejamos em um nível cerebral chamado alfa, é muito difícil vê-los. É como os apitos para cães, por exemplo, que nossos ouvidos não captam por estar em uma vibração mais alta e os cães certamente captam, porque tem audição mais apurada que a nossa.
Os elementais são muito fugidios para a nossa visão. Quando conseguimos percebê-los vemos uma sombra muito rápida pelo canto do ôlho.
Certa ocasião eu morei em um apartamento que era no primeiro andar e tinha uma varanda que dava para um jardim que a prefeitura plantou, só de árvores frutíferas. Minha cunhada já havia morado nesse apartamento e dizia que ele era encantado, havia elementais lá e que eles ligavam a tv tarde da noite. Ela dizia que, sem querer, quebrava toda a louça. Ela brincava que parecia que um grego estava encostado nela.
Ela dizia também que tudo sumia lá e que para achar, ela oferecia uma maçã para eles e em seguida, achava.
Eu achava um absurdo.
Mas daí fui morar no apartamento. Depois de um tempo, comecei a notar a presença deles: uma sombra muito veloz passava por mim e ia em direção a um vaso de flores que eu sempre mantinha no chão, sumindo nela. Eu via algo muito rápido, do tamanho de um rato grande, tão veloz que ficava me indagando: o que foi isso? era só uma sombra.
Eles amam as plantas e as vivificam. Muitas vezes você repara que, estando tudo fechado e sem vento, no vaso de plantas, dentro de casa, uma folha começa a balançar sozinha...são eles.
Certa vez, nesse apartamento, eu cheguei em casa distraída (sempre acontece quando você está distraído) abri a porta e olhei diretamente para a porta de vidro fechada que separava a varanda da sala e lá estava um, parecido com um que minha cunhada havia trazido de Natal para mim, encostado na porta e ele falava algo impossível de entender, parecia um pipilar de passarinho. Notei que sempre ouvia esse barulhinho.
Também notei que eu quebrava muita louça apesar do cuidado que tomava. Isso não é bom. Sumiam as coisas...então comecei a dar maçã e cenoura (eles amam cenouras) para eles e dizia sempre que dava porque queria e não para que eles achassem coisas para mim. A maçâ ficava, depois de uma semana ou mais como se estivesse desidratada, enrugada, murcha, mas não estragada. A cenoura ia mais rápido, ficava como cenoura desidratada. Eles retiram o néctar, o cheiro, algo vital da fruta. Certa vez ofereci uma abóbora inteira daquelas vermelhas de casaca dura, ficou meses e foi murchando e ficando enrugada...

Mas, nesse apartamento, mal acostumados pela minha cunhada, eles tinham um comportamento anômalo. Certa vez deu uma tempestade muito forte e minha filha tinha um patinho de brinquedo em uma estante que tocava uma musiquinha quando a gente apertava a patinha dele. O patinho, no meio da tempestade, lá no corredor, estávamos no quarto e podíamos ver, começou a tocar a musiquinha sozinho. Pensei que a tempestade cheia de raios havia criado um campo magnético e o patinho foi induzido e cantava por isso.
Daí minha filha que era criança, devia ter 7 anos, ficou com medo e eu dizia que não era nada, mas, o patinho passou a tocar sozinho a musiquinha quando passávamos perto dele, por exemplo...sem tempestade.
Depois de um tempo ocorrendo sempre isso, troquei as pilhas dele pensando que fosse isso, mas nada, o patinho continuou a tocar na hora que ele bem entendia então eu dei o patinho por que minha filha ficava apavorada.

Em outra ocasião, nesse mesmo ap., eu tinha ganho um cristal em forma de pirâmide...eles adoram as formas piramidais...era um cristal grande e eu fui olhar bem dentro dele e vi lá dentro um serzinho parecido com esses dos desenhos europeus, formado de pontinhos brilhantes e que me olhava também e quanto mais eu olhava, mais nítido ele ia ficando. Foi a única vez que pude encarar e o duendezinho não sumiu. Acabou que esse cristal puxou a energia negativa e depois de anos ele ficou lotado de figuras não tão belas e eu não sabia o que fazer, depois de todas as tentativas de limpesa, sem sucesso de me livrar daquelas figuras, joguei o cristal na água corrente.

Tive muitas experiêcias com eles, mas nenhuma parecida com essa do vídeo, isto é, nunca vi eles fazerem isso...porém tenho a propriedade da psicocinesia...as coisas podem sair voando sem que eu tenha controle sobre elas. Certos seres se aproveitam disso. Por essa e mais outras, resolvi que devo desenvolver o controle. Entendo perfeitamente aquela passagem bíblica onde Jesus percebe que a energia saiu dele e uma mulher foi curada de um fluxo de sangue. É uma energia que você sente que se expande em volta.

Se você ler algo sério sobre isso verá que existem os Regentes Planetários que são grandes Anjos Deva, enviados por Deus para esse planeta de forma física. Esses regentes planetários tem a vibração correspondente ao elemento que ele rege. Por exemplo Osíris no Egito era um Anjo Serafim que regia as plantas e veio ensinar o homem egípcio a cultivar, colher, plantar. Ele era chamado de O Deva dos Devas.
Seu simbolismo é o da morte e renascimento.
Os Anjos Deva que controlam todo esse processo da criação dos elementais.
Os elementais criam tudo em nosso planeta sendo nosso corpo físico um elemental vivificado pelo nosso espírito...que você pode sentir ao passar a mão no topo da cabeça onde existe uma área mais quente por onde entra a energia que vai fazer nosso coração bater e que vem de Deus, a Presença Eu Sou, formando um cordão que nos liga a Deus e Deus estará mais perto ou mais longe de nós conforme nos lembramos ou não Dele.

um abraço,

fadinha



fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  Piettro Decarlo em Dom 19 Maio 2013 - 2:26

Olá fadinha.Interessantes suas experiências , mas , não poderia serem espíritos zombeteiros no apartamento ?Nunca morei em nenhuma residência que tivesse fenômenos espirituais.Fascinante este seu dom , é necessário controlá-lo para mantê-lo em equilíbrio.Parabéns por este presente divino rs.

Mudando de assunto , agora que citou sobre os Devas.Sobre a hierarquia relacionado aos seres deste Universo , ainda não detenho de muita informação.Pelo que conheço , seria : estado vegetal , estado mineral , animal , humano e angelical(se existir subsequentes e vc conhecê-las ,por favor me diga rsrs).Os Devas se encontrariam no Angelical ?Se sim , então não é necessário tanto avanço intelectual para ingressar à fase angelical , tendo somente que o espírito deter de boa índole , moral elevada e estar em contato com o caminho do bem ?A fase angelical não necessita de vasto conhecimento teórico e inteligência sobre-humana ?Acho fascinante os mistérios que este Universo possui rsrs.Desculpe por tantas perguntas, mas tento sempre aprender com quem sabe mais que eu.Obrigado fadinha Smile
avatar
Piettro Decarlo

Mensagens : 35
Data de inscrição : 21/01/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Sab 25 Maio 2013 - 15:27

Oi, Pietro.

Poderiam serespíritos zombeteiros. Espíritos zombeteiros existem em todos os lugares mas eles tem limitações, graças a Deus. Nesse caso não eram, eram elementais.
Você sabe que Grandes Iniciados sempre fizeram uso dos elementais. Eles faziam um círculo no chão com uma varinha e invocavam os elementais e davam tarefas para eles. O mago devia dominá-los, caso contrário estaria em apuros.
Um iniciado como Jesus demonstrou que dominava os elementais da água, andando sobre ela. Existem magos que dominam as chuvas, os ventos, os raios, trovões a água, o fogo. Nossos índios xamãs que dominam a chuva. Olha, o que eles dominam são os elementais que compõem o elemento água.
Muito perigoso é desviá-los de seus caminhos. São eles que provocam as grandes catástrofes naturais e também as pequenas catástrofes que certas pessoas vivem.
Eu já morei em casa que era mal assombrada, juntando elementais com espíritos atrasados. Foi, de certa forma hilário, de certa forma desconcertante, de certa forma apavorante. Porém acontece porque percebo.
Podemos falar que tudo é formado por elementais. Até nosso corpo. Nosso corpo é plástico, podemos fazer com que nos obedeça, existem mil técnicas agora conhecidas para isso.

Os Anjos é que se encontram como divisão dos Devas. Devas são Grandes Regentes Planetários. Anjos e Devas tem uma evolução á parte da humana. Os elementais são regidos pelos Devas e eles aprendem a sempre configurar com perfeição o mesmo molde, por exemplo, a flor do pessegueiro, sempre da mesma forma, sempre expressando o mesmo modelo.
Volto a escrever sobre isso.

um abraço,


fadinha

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Sab 15 Jun 2013 - 14:50

Pietro, você disse:

Mudando de assunto , agora que citou sobre os Devas.Sobre a hierarquia relacionado aos seres deste Universo , ainda não detenho de muita informação.Pelo que conheço , seria : estado vegetal , estado mineral , animal , humano e angelical(se existir subsequentes e vc conhecê-las ,por favor me diga rsrs).

Não entendi. Quais seres passariam por todos esses estados? nós? acho que não, Pietro...apesar de diversos ramos do conhecimento pregarem a evolução da consciência humana através das pedras, vegetais e animais, não acredito nisso. Segundo Saint Germain (na dúvida sempre fico com Ele) a consciência humana jamais evoluiu através de animais. Mas foram usados animais na composição dos nossos corpos, não sei como.
Os animais tem alma grupo e evoluem também através do amor, o amor que você tem pelo animal e algumas vezes acontece de você notar que o animal tem por você também. Aí, esse animal específico está se preparando para outro estágio de evolução, muitas vezes não mais aqui, nesse plano.
A alma grupo animal também se beneficia dessa evolução da mesma forma que nós, ao evoluirmos beneficiamos a humanidade com nossa evolução. Só de evoluirmos já estamos fazendo um bem porque fazemos evoluir tudo o que está à nossa volta.
Agora os Anjos e elementais tem uma evolução totalmente à parte da humana, formam uma evolução paralela, não possuem livre arbítrio, mas às vezes podem entrar em contato conosco (os elementais nos imitam) e o ser humano com sua malícia pode fazer com que se atrasem na sua evolução. Aí...
Raramente um elemental ou um Anjo encarnam como seres humanos e aí para tarefas específicas ou por determinação superior.

Se sim , então não é necessário tanto avanço intelectual para ingressar à fase angelical , tendo somente que o espírito deter de boa índole , moral elevada e estar em contato com o caminho do bem ?A fase angelical não necessita de vasto conhecimento teórico e inteligência sobre-humana ?Acho fascinante os mistérios que este Universo possui rsrs.

Nossa evolução é muito mais complicada do que parece e como disse acima e isso é certo, nós somos de evolução diferente dados Anjos e não seremos Anjos no futuro...
Porém não é apenas tendo boa índole e moral elevada e praticarmos o bem (no nosso conceito) que evoluímos.
Meu caro Pietro, é muito mais complicado tudo isso. Por exemplo: o que é ter moral elevada? cada sociedade, cada povo tem um modo de pensar sobre o que é moral. Nós mesmos em determinadas fases da nossa história, dentro do nosso pequeno conhecimento vamos evoluindo e o que era certo ontem hoje não é mais - não que hoje estejamos certos- mas é que os costumes vão evoluindo e o homem vai se perdendo nesse caos, já nem sabe mais o que é certo ou errado, nos fiamos em costumes arcaicos para estabelecermos nossa conduta. Será o certo mesmo?
Muita perquirição metafísica?
Mas, estudando os conceitos de grandes grupos iniciáticos podemos ter melhor visão sobre isso, o que é mais constante, o que seu coração concorda... 
Eu fui atlante, depois indiana em encarnações muitíssimo antigas e depois fui grega e depois fui egípcia...mas fico com os conceitos egípcios que foram herdados dos sacerdotes atlantes e dos extraterrestres que habitaram o Egito há cerca de 22 000 anos.


Um abraço,


fadinha

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Sab 15 Jun 2013 - 15:03

Pietro,

complementando o que eu disse acima, li esse texto do IPPB que posto abaixo e que demonstra como as pessoas se enganam ao pensar sobre o que é mérito ou não. Muitos pensam que é só levar uma vidinha cinza de ermitão que estará salvo...engano.

fadinha

1262 - OS DOIS ANCIÃOS

       
- Por J. J. Benítez -
 
Sentado no limiar dos dias, dois anciãos aguardavam a visita da morte.
Seu tempo estava se esgotando. Ambos haviam nascido na mesma terra, no mesmo ano e em famílias com idêntica condição social.
O primeiro, concluída sua preparação para a vida, escolheu uma companheira. E foi pai de uma grande prole. Seus netos também contavam-se nos dedos de várias mãos.
Sua propriedade e seu patrimônio foram crescendo a partir do zero. E conquanto a ruína e a calamidade tenham assolado sua casa por diversas ocasiões, aquele homem sempre soubera levantar-se.
E embora a sombra da dúvida frequentemente invadisse seu coração, o primeiro dos anciãos procurou a verdade muitas vezes. Mas jamais teve consciência de havê-la encontrado e muito menos de havê-la possuído.
O primeiro ancião chegou à praia da vida com a alma fatigada - arrasada de tanto cair e pôr-se de pé. Desalentada após os esforços empreendidos com os problemas... Sem saber ao certo se sua vida fora um êxito ou um fracasso. Curvado sob o peso de tudo que desejara aprender e não pelo que já conhecia. Decepcionado, em resumo, porque jamais tivera a Verdade ao alcance de suas mãos.
O segundo ancião ao contrário, teve uma vida tranquila. Jamais chegou a concluir seus estudos. Mas tampouco preocupou-se especialmente com isto, e deixou-se levar pela inércia da vida. Viveu primeiro dos bens dos pais e, por último, dos bens de seus irmãos e amigos. Viveu sozinho. Não aceitou a responsabilidade de uma família nem quis enfrentar os problemas de quem tem filhos. Não quis correr riscos. Tampouco jamais foi visto na linha de frente da aventura ou dos negócios. Sua vida acabou reduzindo-se ao círculo de seus próprios pensamentos e costumes, ambos tão limitados quanto corretos. E também ele chegou ao fim do caminho, sem cansaço nem melancolia. Sem dúvidas especiais. Sem frio nem calor, sem problemas...
Chegando o momento, apresentou-se diante de ambos a face sem traços do Anjo da morte... Ele envolveu o primeiro ancião e convidou-o a entrar na grande nau, já pronta para uma nova viagem.
Com o segundo ancião foi diferente, ele foi repelido pelo Anjo.
Quando este lhe perguntou o motivo, o mensageiro da luz respondeu:
“Para solucionar os problemas do outro lado, é preciso haver aprendido primeiro a resolver os deste”.
Talvez a evolução pessoal não dependa exclusivamente do passar dos anos...
 
 (Texto extraído do “Livro dos Sonhos” – do jornalista, pesquisador e escritor espanhol J. J. Benitez - Editora Record).

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Dom 16 Jun 2013 - 12:54

Aqui outro ponto de vista sobre os Devas. Como já vimos, os Anjos são considerados como divisão dos Devas.

fadinha

DEVAS

[url][/url]
Os Devas poderiam ser enquadrados como Anjos, mas são eles os responsáveis pelos seres elementais e por conseqüência os quatro reinos, Terra, Ar, Água e Fogo. Por este motivo achei melhor enquadrá-los no reino dos Elementos.



Os seres chamados devas pelos hindus, são denominados anjos pelos demais, e também filhos de Deus. Pertencem a uma evolução diferente da que rege a humanidade, uma evolução na qual podem ser vistos como um reino logo acima da humanidade.

Jamais serão humanos, porque a maioria deles já está além desse estágio, mas há alguns, entre eles, que foram humanos no passado.
Os corpos dos devas são mais fluídicos do que os dos homens, sendo a textura da aura, por assim dizer, mais frouxa. São capazes de expansão e contração muitíssimo maiores e têm certa qualidade ígnea que os torna nitidamente distinguíveis do ser humano comum.
A forma dentro da aura de um deva, que é sempre aproximadamente uma forma humana, é muito menos definida do que a do homem: o deva vive mais na circunferência, mais em toda a sua aura do que o homem. Os devas aparecem, habitualmente, como seres humanos de tamanho gigantesco. Têm uma linguagem colorida, que não pode ser provavelmente definida como a nossa linguagem, embora sob certos aspectos seja mais expressiva.
Os devas estão, quase sempre, à mão e dispostos a expor e a exemplificar assuntos, ao longo de sua própria linha, para qualquer ser humano suficientemente desenvolvido para apreciá-los.
Embora relacionados com a terra, os devas evoluem através de um grande sistema de sete cadeias, sendo o todo dos nossos sete mundos como um só mundo para eles. Muito poucos, entre os da nossa humanidade, alcançaram o nível do qual é possível reunir-se à evolução dos devas. A maioria dos recrutas do reino deva tem vindo de outras humanidades do sistema solar, umas inferiores e outras superiores à nossa.



O objetivo da evolução dévica é elevar sua fileira mais avançada a um nível muito mais alto do que o pretendido pela humanidade em período igual.

As três grandes divisões inferiores dos devas são:



1) Kamadevas, cujo corpo inferior é o astral;
2) Rupadevas, cujo corpo inferior é o mental inferior;
3) Arupadevas, cujo corpo inferior é o mental superior, ou causal.

A manifestação dos Rupadevas e Arupadevas no plano astral é, pelo menos, tão rara como para uma entidade astral é a sua materialização no plano físico.
Acima destas classes, há quatro outras grandes divisões, e acima e além do reino dévico estão as grandes hostes dos Espíritos Planetários.

Certas evocações mágicas podem atrair-lhes a atenção, mas a única vontade humana que pode dominar a deles é a de uma certa elevada classe de Adeptos.
Em regra, parecem pouco conscientes de nosso mundo físico, embora um deles possa ocasionalmente prestar-lhe assistência, mais ou menos como o faríamos quando em auxilio de um animal. Compreendem entretanto que, no presente estágio, qualquer interferência com os assuntos humanos tende a produzir mais mal do que bem.



É desejável que se mencione, aqui, os quatro Devarajas, embora eles não pertençam, estritamente falando, a qualquer das nossas classes.
Esses quatro passaram por uma evolução que, certamente, em nada corresponde à da nossa humanidade.
São eles os agentes do Karma do homem durante sua vida terrena e têm assim um papel muito importante no destino humano. As grandes deidades kármicas do Cosmos, os Lipika, pesam as ações de caa personalidade ao fim de sua vida astral e dão por assim dizer o molde de um duplo etérico inteiramente apropriado ao seu karma, para o próximo nascimento do homem. Mas são os Devarajas que, tendo o comando dos "elementos" dos quais o duplo etérico deve ser formado, arranjam suas proporções de forma a preencher inteiramente as inteções do Lipika.


Fonte:www.eusouluz.iet.pro.br

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  Luiz em Dom 16 Jun 2013 - 22:59

SEU ANJO SABE
Quando você está cansado e desencorajado
Por esforços que não deram frutos
Seu Anjo sabe o quanto você tentou..

Quando você chorou por longo tempo
Com o coração cheio de angústia
Ele contou suas lágrimas...

Se você sente que sua vida está perdida
E que muito tempo também se perdeu,
Ele está confortando você...

Quando você está solitário
E seus amigos estão muito ocupados
Para um simples telefonema,
Ele acompanha você..

Quando você sente que já tentou de tudo
E não sabe por onde recomeçar,
Ele tem a solução...

Quando nada mais faz sentido
E você se sente frustrado e deprimido,
Ele tenta lhe mostrar respostas...

Se de repente Tudo lhe parece mais brilhante
E você percebe uma luz de esperança,
Nesse momento,
Ele soprou nos seus ouvidos...

Quando as coisas vão bem
E você tem muito para agradecer,
Ele está festejando com você..

Quando algo lhe traz muita alegria
E você se sente refortalecido,
Ele está sorrindo para você...

Quando você tem um propósito a cumprir
E um sonho para seguir,
Ele abre seus olhos e o chama pelo nome...

Lembre-se de que onde você estiver
Seja na tristeza ou na felicidade,
Mesmo que ninguém mais saiba,
Seu Anjo sabe.."


http://www.portaldosanjos.net/2009/04/seja-bem-vindo.html








Pequena contribuição que faço, encontrei isso por acaso, em um site chamado de portal dos anjos, se for de alguma ajuda ? Fica aqui uma contribuição.


Forte Abraço
avatar
Luiz

Mensagens : 2931
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 59
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  Piettro Decarlo em Seg 17 Jun 2013 - 15:19

Olá fadinha !Uau, quanta informação que conseguiu !!É até demais para meu pequeno cérebro rsrs.Agradeço de coração as resposta que me deu que me ajudaram a compreender um pouquinho mais da grandiosidade que é a vida e a genialidade do Criador.Gostei muito da história do ancião , me elucidou algumas coisas.

Interessante você dizer que não passamos por outras fases como mineral , vegetal e animal , pois a lógica da evolução é que para chegar a um nível 10x, deve-se passar por níveis anteriores ( 1x , 2x, 3x...), e creio isto ser uma lei universal inexorável para qualquer existência.Acho (eu pelo menos)que tenho muito pouco conhecimento acerca das leis do Universo para tentar inferir sobre este assunto evolutivo.A lógica humana ainda é obsoleta. Sad

Adorei as imagens que postou, são muito bonitas.Pergunto-me como pode existir tanta informação sobre Devas, etc , se ao menos podemos vê-los ?São mensageiros que nos ensinam ?

Obrigado pelas respostas fadinha, abraço ! Smile
avatar
Piettro Decarlo

Mensagens : 35
Data de inscrição : 21/01/2013
Idade : 27

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Ter 18 Jun 2013 - 14:36

Pietro,

na verdade nem foram tantas assim...existem muito mais.



Interessante você dizer que não passamos por outras fases como mineral , vegetal e animal , pois a lógica da evolução é que para chegar a um nível 10x, deve-se passar por níveis anteriores ( 1x , 2x, 3x...), e creio isto ser uma lei universal inexorável para qualquer existência.Acho (eu pelo menos)que tenho muito pouco conhecimento acerca das leis do Universo para tentar inferir sobre este assunto evolutivo.A lógica humana ainda é obsoleta.

Adorei as imagens que postou, são muito bonitas.Pergunto-me como pode existir tanta informação sobre Devas, etc , se ao menos podemos vê-los ?São mensageiros que nos ensinam ?




Aí eu pergunto para você: existe lógica na evolução?



Eu penso que não. Porque nós que estamos aqui na Terra, viemos de formas diferentes para cá. Há essa história que os elohins nos fizeram do barro, há a história de seres de Vênus que vieram, para ajudar e ficaram porque criaram carma. Há os seres de Capela...são tantas histórias.



Vieram de Capela e se transformaram em mineral?

Vieram de Vênus e se tornaram vegetais? quando alcançariam a forma hominal?
Não teriam que cumprir a evolução?

Existem várias teorias sobre a criação do homem: somos seres espirituais e vivemos em um corpo físico, formado pelos 4 elementos.
 
Nós viemos dos macacos? é claro que não! aponte o macaco que se tornou homem... e porque não continuaram se tornando homens?...simplesmente não se prova essa teoria "científica" porque nunca encontraram o elo da ligação entre um e outro, o macaco que se tornou homem.

Existem várias teorias sobre a evolução do homem. Algumas grandes escolas colocaram o seu pensamento sobre isso.

Por exemplo, a alquimia parte da concepção que tudo se origina de Deus. Correto? e, que se há um Criador, tudo que há no Universo emana dessa mesma fonte e tudo obedece as mesmas leis, princípios e características e então a alquimia não considera a matéria como uma coisa em si, tendo a existência separada da mente do Todo.

Diz que a matéria é energia condensada, ( o plutônio, o rádium) e esse plano da matéria compreende uma forma sutil e tênue que seria o éter (o quinto elemento) de substância extremamente tênue e elástica que penetra todo o Universo.

Hoje, vejo os cientistas muito interessados na "matéria escura" que une todo o espaço entre os corpos celestes.

Acima do éter está a energia.

Acima do plano da energia está o plano mental.

Acima do plano mental está o espiritual, a força Divina.

Porém todos tem vida, mente e espírito...daí a conclusão que a Terra é um ser vivo.

Mesmo os Anjos e acima deles os Mestres e Deuses, tão elevados, todos respondem a um processo de evolução e progresso cósmico...e ainda são apenas criações da Mente do Todo (Deus).

A Alquimia acredita, que formamos uma unidade e na unidade temos a nossa individualidade.



Vou interromper um pouco mas aproveitar para dizer para você que os Anjos e os Devas podem ser vistos e se comunicar com os seres humanos.

Talvez seu interesse seja porque dentro de si tem a certeza que pode se comunicar com eles.

É um grande caminho, cheio de alegrias, um dos mais amenos que conheço.



fadinha

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  fadinha em Qua 19 Jun 2013 - 11:47

Um pouco mais sobre a Alquimia:
 
Saint Germain é um grande alquimista. Ele ensina o uso do "fogo" violeta  e das outras chamas para transmutar nosso corpo físico , mental e  etérico. O segredo da alquimia está na transformação do alquimista de chumbo em ouro, usando o fogo que é também um elemental. Nosso corpo físico é formado pelos elementais que formam os 4 elementos: terra, ar, fogo e água. O fogo transmutador tanto pode ser o fogo Violeta (ou outras chamas) como pode ser a respiração e a temperatura do corpo humano. A Alquimia, através da transmutação pelo coração (sentimentos) transmuta o corpo físico que é interpenetrado pelo espírito, prolongando a juventude e a vida.
Tirei trechos do texto que vou apresentar aqui mas vou dar o endereço do site porque é muito elucidativo. Hermes, o Tres vezes Grande do Egito.
 
http://hermessociety.org/index.php?option=com_content&task=view&id=100&Itemid=30
 
Particularmente gosto de estudar em Teurgia, Magia e Alquimia...porém sou aberta para outros conhecimentos unindo e fundindo tudo em algo que para mim faz sentido.
 
fadinha
 
 
ALQUIMIA ESPIRITUAL
 
SIMBOLOS PERENES E TRANSFORMAÇÃO PESSOAL
 
As grandes religiões defendiam que existe um mundo natural e outro sobrenatural. Ora, a  alquimia, tal como a tradição hermética, diz que não há dissociação entre o “mundo natural” e o “mundo supranatural” ; não existe divisão entre espírito e matéria. Para as religiões tradicionais, nomeadamente o cristianismo, este postulado é uma autêntica subversão. Uma disciplina que vem dizer que “podemos provar fisicamente que não existe diferença entre espírito e matéria” é a maior das heresias. É evidente que para os alquimistas de filiação tradicional, o primeiro passo da sua auto-iniciação, era provar a si próprios, não apenas no domínio da sua própria consciência e do seu próprio ser, mas também no laboratório, no domínio físico, que espírito e matéria são indissociáveis, que natureza, espírito e matéria não são dissociáveis.


            Qual é, então, o fascínio que a alquimia exerce sobre pessoas tão inteligentes, ao longo dos tempos ? Reis, príncipes, cardeais, nobres, burgueses e tantos outros, sentiram-se fascinados ou chamados a ela. Aceitaram o desafio de provar que, não só no seu próprio campo de consciência, não havia divisão entre espírito e matéria, entre consciência e mundo, entre consciência e natureza, como também fisicamente, na natureza, não havia divisão entre espírito e matéria, ou seja, o espírito e a matéria eram indivisíveis na própria natureza.


As religiões tradicionais, nomeadamente a tradição judaico-cristã, afirmavam que Deus criou o mundo em sete dias, depois deixou-o à sua sorte, ficando no céu a ver o espectáculo da criação. As teologias tradicionais separam o que é divino do que é mundano, o sagrado do profano – e toda a economia religiosa gira em torno desta separação. Separando o divino do não divino, o sagrado e o profano, é evidente que estão criados os ingredientes fundamentais da velha problemática do bem e do mal. As religiões precisam de uma separação entre consciência e corpo, no homem, entre espírito e matéria na natureza, para poderem desenvolver uma teologia do bem e do mal. Só numa perspectiva dualista, de divisão, é que se pode estabelecer uma teologia do bem e do mal. Mas se se considerar um modelo monista, integral, de que a consciência e o mundo, espírito e matéria, estão intrinsecamente integrados e são um só, obviamente não se pode estabelecer uma teologia do bem e do mal.
(.................)
 
Encontramos a alquimia na China, na Índia, na Mesopotâmia, no Egipto, na tradição judaica. Encontramos alquimia em todas as grandes tradições, justamente porque a alquimia representava esse desafio “herético”, é uma provocação à cultura dualista de cada época. As grandes religiões e o poder instituído diziam que existia um poder no alto, que é diferente dos que estão em baixo ; existe um poder no alto que é Deus, e em baixo existe a natureza ; existe um poder no alto que é o espírito, em embaixo existe a matéria ; existe um demiurgo em cima, e o resto é criação. Não é por acaso que este tipo de pensamento é o sustentáculo dos poderes instituídos, exactamente porque cria a divisão nas sociedades. Na Índia, por exemplo, a sociedade está dividida em castas – uma verdadeira discriminação social e manutenção de privilégios, baseada no princípio quaternário, o dos quatro elementos.
 
(.............)
 
Para o alquimista a natureza é uma estrutura orgânica, uma estrutura viva, quer se trate de uma pedra ou de um planeta. De acordo com a visão do alquimista, uma pedra é parte do mistério da consciência, do mistério da vida. Ou seja, aquela linha que divide e separa o vegetal do animal, ou do mineral, não existe na alquimia. No pensamento tradicional da alquimia não existe a divisão entre orgânico e inorgânico, eliminando assim qualquer contradição entre eles. Nesta visão, existe um elemento comum orgânico e inorgânico. No pensamento alquímico, uma pedra não é orgânica nem inorgânica, é outra coisa. Habituados que estamos em raciocinar em termos de hemisfério direito e esquerdo, perdemos de vista que laboramos na base de uma estrutura dualista de pensamento. Qualquer informação que vem pelos sentidos é imediatamente processada como dualidade.
É possível provar que Deus e a Natureza são uma e a mesma coisa, e são inseparáveis. Deus não descansou ao sétimo dia. Tudo aquilo que a consciência criou, nela ficou intrinsecamente implicada, nessa criação. O criador não criou a natureza e separou-se dela. O criador e a natureza são uma e a mesma coisa. A consciência e o mundo são uma e mesma coisa. A proposta da alquimia é descobrir, por meios materiais, por meio do laboratório, por meio da experimentação, a comprovação desse mistério, que é aquilo que tradicionalmente se chama a Pedra Filosofal – a comprovação em laboratório de que o criador e a criação são inseparáveis. 
 
(............)
 
O que é que acontece na Primavera ? Existe um ímpeto irresistível de reprodução das espécies. No final do Inverno, as sementes começam a germinar e, na Primavera, há uma verdadeira explosão de matéria verde. Os animais, em geral, começam o seu ciclo de reprodução. Muitas vezes, os seres humanos são arrastados nesse tipo de entusiasmo e também se lançam na aventura da reprodução. Na Primavera, a biologia está muito mais activa – é como se houvesse uma onda vital de fundo na natureza que percorre transversalmente toda a  criação, todo o universo, todo o cosmos. A questão, para os alquimistas, era a seguinte : o que é que reproduz este ímpeto ? Porque é a natureza explode nesta espiral criativa ? Que força é esta, independente das explicações meteorológicas, do sol começar a subir cada vez mais no horizonte, dos dias irem ficando mais longos e quentes, até finalmente chegarmos ao dia mais longo do ano, quando o sol atinge o zénite, no solstício de Verão ? Os alquimistas viram que a Primavera representava algo extremamente importante : mas onde, na terra ou no céu ? Eles sabiam que a natureza, toda a atmosfera planetar, aquilo a que chamamos “a atmosfera respirável do planeta”, e não só, ficava saturada de um tipo de energia muito especial, que não ocorre em qualquer outra parte do ano. Há, com os equinócios e os solstícios, um ciclo, um pulsar do ano. É na Primavera que se manifesta esse princípio, que nos leva a perguntar :  “Que princípio é esse que o demiurgo, que o criador, usou para criar e dar vida às coisas ? “. Os alquimistas disseram : “Esse mistério físico, químico, biológico, da criação pode ser descoberto na Primavera”. Como é que o alquimista resolve este mistério ? Os alquimistas diziam o seguinte : “Se, nos três meses da Primavera, a atmosfera do planeta fica saturada de um princípio vital, de um tipo completamente novo, que se reflecte nessa explosão de criação a nível do planeta, sobretudo em determinadas latitudes, então, inventemos um suporte, uma espécie de acumulador de energia, que fique completamente saturado dessa energia. Inventemos um material acumulador, do tipo de uma pilha, que fique completamente carregado dessa energia”. Estes processos laboratoriais são os processos de saturação, que reforçam o princípio de saturação, até a matéria de base seja puramente transfigurada, se transforme naquele ponto em que espírito e matéria se revelam experimentalmente, em laboratório, como uma e a mesma coisa.
            O que se passa na natureza, passa-se no homem, ou como dizia Hermes Trismegisto :  “O que se passa em cima, passa-se me baixo ; o que está em cima, é como o que está em baixo”. Portanto, é estabelecendo uma relação de saber entre o céu e a terra, que as coisas se podem organizar num processo de transfiguração, e de experimentação de que espírito e matéria são indivisíveis, tanto no homem como na natureza.
(........................)
O ser humano é uma espécie biológica incompleta – ele não exactamente um ser humano ; precisa de outro elemento da natureza, muito mais potente, que assegure a sua completude, a sua totalidade, a sua auto-realização. De facto, na alquimia, é esse princípio de redenção, de transformação, que é integrado no processo orgânico e psicológico.
            A transformação começa no coração. No início, segundo a psicologia da tradição alquímica, o coração representa duas coisas. Representa a psique humana, aquilo a que se chama “identidade pessoal”, ou consciência de si próprio em termos psicológicos, e tem dois modos de funcionamento : um modo operativo, que é residual, e outro, ligado á acção transformadora. O lado do coração que tem a chamada “pulsão de morte” está ligado á memória, a tudo o que é passado, a tudo o que é residual enquanto passado. O outro lado do coração representa outra instância, ligada á consciência. Na área da memória, há a memória propriamente dita, o passado, mas também o futuro, isto é, a nossa memória projectada enquanto desejo, criando um futuro imaginário ou de fantasmagoria. O outro lado do coração é a porta, no psiquismo humano, da consciência pessoal psicológica que tem afinidades com o processo de transformação. No ser humano há dois processos : um ligado ao passado e às expectativas do futuro imaginário, e um outro ligado à acção transformadora da consciência, ou seja, o processo de humanização propriamente dito, que está ligado ao presente, ao momento. Para s e ser, para termos um sentimento de ser, enquanto indivíduo, não podemos recorrer ao passado nem à projecção, e isto chama-se meditação, potenciando o lado solar do psiquismo humano, que tem fortes afinidades como princípio de consciência. Nas escolas de topo da meditação, que são escolas transpsicológicas que não acreditam na evolução psicológica do ser humano, e consideram a consciência psicológica como um beco sem saída, os processos meditativos da consciência têm que ver com lugar que a consciência ocupa. A noção de ser não se cria nem se estrutura, nem a partir do passado, nem a partir da auto-projecção – ela cria-se na condição não-dualista do ser.
(...................)
 
E tudo é definido pelo vazio do coração, ou seja, o coração torna-se recipiente de todas as transformações. E isso quer dizer o princípio de consciência e o coração constituem dois pólos que se atraem irreversivelmente, desde que o indivíduo crie as condições psicológicas para esse casamento, ou núpcias alquímicas. É um processo em que o princípio de aspiração da consciência psicológica do momento se pode unir ao princípio de consciência propriamente dito. Isto quer dizer que a maior parte dos seres humanos não tem consciência, mas é um “simulacro” de consciência, que é a consciência psicológica em geral. Se estivermos presos da memória pessoal e da projecção fantasmática do futuro, não há espaço para um novo tipo de consciência no espaço do coração; criar, pela aspiração, disponibilidade e abertura ao novo, aqui e agora –  isso é meditação. E isto é a alquimia – esta é a alquimia que nos transforma e  permite encarnar plenamente a consciência.

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  estel em Qua 19 Jun 2013 - 15:42

Irmãzinha, lendo os seus posts, cheguei a conclusão que não sei nada!

Você tem um conhecimento e estudos de dar inveja (inveja boa, né).

Tô impressionada.

Vou precisar viver uns 500 anos só para adquirir um pouquinho desse conhecimento.


Obrigada por partilhar.


Abraços,
Estel.

estel

Mensagens : 280
Data de inscrição : 08/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ELEMENTAIS - O QUE SÃO?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 2 1, 2  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum