PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM)

Página 32 de 35 Anterior  1 ... 17 ... 31, 32, 33, 34, 35  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 1 Jan 2017 - 9:32

01/10/2014
Se pudéssemos fazer uma comparação de nossa vida espiritual com nossa vida física, poderíamos dizer que a cada dia há uma aparente morte. Com o sono do corpo, o espírito se emancipa e tem consciência de sua realidade. Sabe de sua descida à matéria, seus projetos, seus resgates e o que precisa fazer para quitar seus carmas. Somente não tem condições de passar isso para o consciente exterior do seu corpo. O consciente exterior somente tem consciência de suas experiências com os cinco sentidos. As experiências e vivências do espírito estão guardadas no inconsciente, que a ciência dos homens classifica como aquilo que foi esquecido. Na realidade, não foi experienciado pelo corpo físico, mas sim pelo espírito em suas encarnações anteriores. Elas serão lembradas quando o corpo físico que o espírito estiver usando, não precisar mais do Véu de Maya. A cada noite, uma morte, a cada dia novas experiências. Para o espírito, a descida ao corpo é como se fora uma morte, e a cada morte do corpo que está usando, será como uma ressurreição.


02/10/2014
O homem começou a se perder quando saiu do sistema gregário e optou pelo individualismo. Começou a sentir o gosto em amealhar bens para si, mesmo que eles lhe fossem inúteis, mesmo que não tivesse condições de usufruir deles. Estavam apenas endeusando o seu ego, que se vangloriava de os possuir, embora de nada lhes servissem. Junto vieram todos os males da sociedade, que cada vez mais engrossava as fileiras dos adoradores do ouro e da prata. Hoje, estamos vivendo exatamente isso. Pode não ter quase nada, mas o que tem está arraigado em seus pensamentos, palavras e obras. Esses, são aqueles de que Jesus fala: “Não se pode servir a dois senhores”. Esses apenas vegetam, pois não dão nada de seu tempo ao espírito. São muito mais sonâmbulos espirituais do que espíritos reencarnados. Deixaram-se levar pelas atrações da matéria e a ela servem como verdadeiros escravos. Pobres almas, ainda terão que sofrer muito até se convencerem de que são um espírito que no momento tem um corpo e não um corpo que por acaso tem um espírito.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 2 Jan 2017 - 8:59

03/10/2014
A energia divina se esparge por todo o universo, virtualizando todos os seres existentes. Aos nossos olhos, animados ou inanimados, que os olhos de Deus todos são animados e precisam dessas energias para subsistirem. Essas energias se expressam através de luzes, que aos nossos olhos são invisíveis, mas que se compõem de uma infinidade de cores e matizes, chamados de Raios um Chamas. Para o ser humano, sete desses Raios são indispensáveis para o perfeito funcionamento do corpo físico. Podemos aumentar conscientemente a absorção desses Raios, através do pensamento. Isso acontece, porque o pensamento é o poder criador, e a intensidade do pensamento aumenta também a capacidade de nosso organismo em captar essas energias que estão à disposição de quem as queira utilizar. Normalmente, quem se liga com as coisas espirituais, indiretamente também está ligado com os Raios ou Chamas divinos. Quando isso é consciente, há um aproveitamento maior dessas energias.


04/10/201
Ao nos criar como individualidades conscientes, Deus nos outorgou os seus próprios poderes. Como, nada nos deu de graça, vinculou esse poder à responsabilidade pelas nossas criações. Com isso, deixou-nos a liberdade de fazer ou deixar de fazer qualquer coisa, através do Livre Arbítrio. Assim, com o poder criador, através do pensamento, criamos o mundo que nos rodeia, não somente nessa encarnação, mas no conjunto de nossas vidas na matéria, e ainda com respingos na vida em espírito, na erraticidade. Portanto, sofremos as consequências de nossos pensamentos, desde a nossa criação como individualidades conscientes. Enquanto não deixarmos de ser nosso próprio algoz, continuaremos sofrendo as consequências de nossos próprios atos, e teremos também o Véu de Maya a encobrir a nossa memória do passado em vista da ingerência na vida de nossos irmãos de caminhada. É necessário conscientizar-se o quanto antes, que os males que nos afligem são criados pelos nossos pensamentos, palavras e obras.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 3 Jan 2017 - 9:14

05/10/2014
O sustentáculo de nossa evolução espiritual é o tônus vibratório. Esse é o diapasão que determina a constância de nossa caminhada pela matéria. Geralmente, durante a encarnação, não se tem mantido um bom relacionamento com o próprio espírito. Deixamo-lo a ver navios, como se diz. Aquilo que se foi em vida, continua-se a ser após a vida. Ninguém fica assando o demônio só porque deixou o corpo físico. Continuamos a ser exatamente o que se foi até o momento da separação do corpo físico. Somente se poderá modificar essa situação com a mudança do tônus vibratório. Isso é imprescindível para que se possa ver o mundo espiritual com outros olhos, que não os olhos do momento do desencarne. Inclusive muitos espíritos nem percebem os socorristas que os vem receber. Não ouvem o que eles dizem. Seu tônus vibratório está tão vinculado à matéria, que tudo o mais desaparece aos seus olhos. A única forma de acordá-los para vida após a vida é fazendo-o modificar seu tônus vibratório, para que possa comunicar-se como os socorristas do espaço.


06/10/2014
Todo o progresso pressupõe um embasamento anterior. Isso tanto para a atividade física como para a atividade espiritual. Não se consegue fazer uma conta sem saber a tabuada. Para a evolução científica alcançada hoje, talvez não precise mais saber a tabuada, as máquinas o fazem, mas, para se chegar até aqui, muitas gerações precisaram decorar a tabuada. Da mesma forma em se referindo ao progresso espiritual, também se precisou caminhar por muitas estradas perigosas e íngremes para se chegar a esse patamar de desenvolvimento espiritual. Embora, muitos seres ainda estão patinando a dois ou três séculos atrás. A seu tempo também chegarão ao nível em que está boa parte da humanidade atual. O pior entrave para o desenvolvimento espiritual do ser humano, sem sombra de dúvida, está o apego aos bens materiais. Eles, desconectam o espírito de seu objetivo de existência. É como diz Jesus, “Não se pode servir a dois senhores”.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 4 Jan 2017 - 8:47

07/10/2014
Ó, Deus, nosso Pai, ó, Grande Energia, prostro-me diante de vossa infinita bondade para vos adorar, vos louvar e vos bendizer. Vós sois o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim de todas as coisas. Vos suplicamos por essa humanidade tão desequilibrada moralmente. Especialmente entre os governantes e entre aqueles que deveriam incutir princípios e limites entre os adeptos de suas filosofias, preenchem seus corações de ódios e mesquinharias, tornando-os insanos e irracionais em suas atitudes. Vos pedimos que a esses, os faróis da Rádio Luz dirijam o foco de suas emissões dos Raios Divinos, concentrando toda a sua potência nas mentes e nos corações desses dirigentes. Que isso se repita em todas as transmissões dos Raios, pelos faróis das torres da Rádio Luz. Especialmente para os nossos irmãos orientais que cada vez mais demonstram a irracionalidade dos seus atos e palavras. Tentando assim, dessa forma, apaziguar um pouco esses corações desviados do caminho.


08/10/2014
Amor, palavra simples e singela que traz dentro de seu bojo a solução para todas as coisas. Foi a partir dele que Deus criou tudo o que existe no universo. E foi mais longe, criou um ser com o mesmo poder seu, o poder de criar. Esse poder está exarado no pensamento. É com ele e através dele que o ser humano cria a sua própria existência, tornando-se o resultado de suas criações. Essa palavra simples e singela é tão sublime que engloba todos os mandamentos. Jesus assim se expressou: “Ama a Deus e ao próximo”. “Aqui está toda a Lei e os profetas”. É o amor que nos eleva, e é o desamor que nos rebaixa ao nível animal. Ele é o elo de união de todos os seres do universo.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 5 Jan 2017 - 9:06

09/10/2014
A vida na matéria e também fora dela é resultado de nossas criações. Já foi bastante ventilado que o pensamento é o nosso poder criador. Se fizermos uma pequena análise, constataremos que tudo o que é perceptível com os olhos e também aquilo que não é perceptível iniciou no pensamento de alguém. Assim, tudo o que cada ser humano pensou ou pensa, cedo ou tarde, surge no mundo físico, mas já está criado no mundo astral. Dessa forma, criamos, consciente ou inconscientemente, a nossa vida na próxima encarnação. A soma dos pensamentos, em consequência, das criações de todos os humanos, forma as realidades que o planeta, como um todo, terá que viver. Ainda importamos a Deus os problemas que temos, como individualidade, como nação e como planeta. Deus não inventa castigos para os humanos. O universo apenas tira uma xerox de nossos pensamentos e nos devolve o resultado. Se não está satisfeito com a tua vida, muda teus pensamentos, “Conversando com Deus” Neale Donald Walsch.


10 10/2014
O homem na terceira dimensão é o ser mais complicado da criação. A menos que, com muita explicação, consiga aceitar novos conhecimentos. Julga-se possuidor da verdade, e a sua é a única verdadeira. Quando pertence a uma agremiação esportiva ou mesmo religiosa, aferra-se a ela e descarta todas as outras como se não tivessem nenhum valor. Não adiantam as justificativas e a demonstração de outros valores tão ou mais importantes, nada o destrona de seu pedestal, de sua verdade. A menos que, por si só, se convença de que há outras verdades que fugiram à sua aceitação. Então, a busca e descarta tudo o tido como verdadeiro e bom anteriormente. Novamente se prende a que julga a mais pura verdade e descarta tudo o havido anteriormente, como inútil. Não se dá conta de que sua cabeça é pequena demais para açambarcar a verdade. A verdade é muito grande para caber em nossa parca inteligência. As verdades que a nossa consciência exterior detém pode não ser as verdades do outro lado da vida. Onde, só há uma verdade, “Somos todos um”. Somos uma unidade múltipla. Somos uma unidade na multiplicidade.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 6 Jan 2017 - 9:03

11/10/2014
Evolução pressupõe a conquista de degraus evolutivos. Há uma sequência lógica e irremovível que precisa ser superada. Em uma comparação bem simples, é como a subida de uma montanha. A cada passo dado, se percebem coisas que eram escondidas antes. Quanto mais se sobe, mais longe alcança a visão e mais coisas novas se percebem. Da mesma forma, com a evolução espiritual, quanto mais degraus se vence, mais alto se consegue chegar. O espírito não evolui sozinho, junto se eleva também o corpo que lhe serviu de morada. O corpo torna-se mais diáfano, mais sutil, de tal forma que não é mais um empecilho ao espírito, pelo contrário, torna-se um coadjuvante no burilamento espiritual. Pode até cumprir-se as palavras de Jesus, “Onde estiver teu pensamento, aí estará teu coração”. Quando o espírito alcançar um certo grau evolutivo, o corpo ascensiona junto com o espírito.


12/10/2014
Os passos incertos que demos em nossas vidas no corpo físico são consequências da experienciação que precisamos fazer do conhecimento divino. São esses passos que nos introduzem no desenvolvimento espiritual. Os erros são prelúdio dos acertos. Somente espíritos evoluídos não erram mais. Já não têm mais o Véu de Maya a lhes encobrir a memória. Para eles também o tempo, o passado e o futuro, já estão na palma de suas mãos. Não precisam mais experienciar, pois o conhecimento já está todo em sua mente. Nós que ainda precisamos esconder nosso passado, pois muitos foram os passos incertos e suas consequências interferiram no direito dos outros, causando-nos resgates e carmas que precisam ser soldados no anonimato. Se fossem conhecidos, as consequências poderiam ser danosas. Não podemos nos esquecer de que aqui na terceira dimensão nascemos como se fosse a única vida. Assim como crianças, nascidas na simplicidade e na ignorância; precisamos aprender tudo, pois tudo se aprende pela experienciação.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 7 Jan 2017 - 9:31

13/10/2014
A busca pelo divino precisa ser uma opção consciente e permanente. Somos parte integrante desse princípio que norteia a vida de todos os seres. O divino engloba a divindade e todas as criaturas. Afinal, cada criatura saiu do pensamento de Deus. No livro Conversando com Deus há uma passagem que diz “que Deus tomou parcelas de si mesmo e pôs em corpos físicos, para ser o que não é; para poder experienciar quem é”. As religiões todas dizem que somos filhos de Deus. Se somos filhos, teremos que ser Deuses também, embora nos pechem de pecadores. Creio plenamente nisso, como creio também que não existem seres inanimados, como diz a ciência dos homens. Para mim, tudo o que tem movimento tem vida, e tudo o que tem vida tem uma morada de Deus. O átomo possui elétrons que giram em torno de um núcleo. Se gira, tem movimento. Tendo movimento também tem uma morada de Deus. Os homens destroem átomos para encontrar a partícula de Deus, o dito “Bóson de Higgs”. É só abrir os olhos e ver que a estabilidade de um átomo a uma galáxia não pode ser obra do acaso, e, se não for do acaso, só pode ser obra de Deus.


14/10/2014
Nas passagens evangélicas em que Jesus se expressou com o termo eu “EU SOU”, há um mal-entendido muito grande. Talvez tenha surgido nas diversas traduções que foram feitas do texto original. Sempre que Jesus se expressava com esse termo, não se referia à sua pessoa, mas sim à Essência Divina em seu coração. Não sei como é possível entender a relação existente entre duas frases ditas por Jesus: “EU SOU o caminho, a verdade é a vida” e “Não sou eu quem faço é o Pai que está em mim quem faz”. Da forma como é entendida são ensinadas pelas igrejas cristãs, uma anula a outra. Mas, se entendermos que por “EU SOU” Jesus se referia ao Deus que Ele dizia que todos nós somos, então, uma complementa o sentido da outra. A Essência Divina que está no coração de todos os homens, é o caminho, a verdade e a vida, e essa mesma essência é quem faz. Assim, a intelectualização do ensino de Jesus fica bem mais claro e lógico à nossa consciência exterior. Para melhor compreensão, deveria ser: “EU SOU” é o caminho, a verdade e a vida.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 8 Jan 2017 - 9:55

15/10/2014
Jesus, em todo o seu Evangelho, em nenhuma ocasião se apresentou como Deus. Ao passo que, a nós, Ele disse: “Vós sois Deuses”. Não quero, de forma alguma, declinar da divindade de Jesus, porque simplesmente Ele disse “vós sois Deuses” e nesse “vós” Ele também se inclui. Seria inconcebível que a humanidade toda seja Deus, ao menos Deus em evolução, e um único homem, Jesus, seja excluído dessa prerrogativa. O que está errado é as igrejas O considerarem Deus e a todos os outros pecadores, já nascidos com um pecado que não é seu. Um pecado que um ser hipotético, hipoteticamente, tenha cometido. Não é viável, muito menos justo, que eu seja responsabilizado por um suposto pecado cometido por um suposto Adão. Se me disserem que o pecado original seja um pecado que meu espírito tenha cometido em outro corpo, ainda tem um fundo de veracidade. Assim, meu espírito, embora em outro corpo, estaria resgatando a infração cometida em vida passada. Isso é justo, é líquido e é certo.


16/10/2014
O bezerro de ouro continua fazendo estragos na mente do ser humano atual. Há cinco ou seis mil anos ele aflorou na mente do povo de Israel. Por mais que Moisés tentasse extirpá-lo das cabeças e dos corações daquele povo, conseguiu apenas mascará-lo. O cintilar do ouro impregnou-se no coração daquele povo que ainda hoje continua arraigado de tal forma que esse povo ainda é o principal dono do ouro e da prata. Em parte, ainda continua a pagar o tributo daquele bezerro de ouro confeccionado aos pés dos sinais. Mesmo com todos os profetas que surgiram entre o seu povo, não foi o suficiente para fazê-los desapegarem-se dos bens materiais que devem servir apenas para a satisfação das necessidades de sobrevivência do corpo físico, instrumento de experienciação do espírito, na matéria densa. Aliás, não somente o povo judeu está pagando o apego demasiado ao ouro e à prata, mas toda humanidade de um modo em geral.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 9 Jan 2017 - 9:05

17/10/2014
Em algumas passagens dos Evangelhos, o Cristo disse: “Não sou eu que faço, é o Pai que está em mim quem faz”. Precisamos entender claramente o que o Cristo quis dizer com essas palavras. Ele está afirmando que Ele é apenas um instrumento pelo qual Deus, o Pai, age e interage na matéria, no mundo material. É também facilmente dedutível que Jesus, como todos nós também somos, é uma extensão de Deus, posta na matéria para experienciar o conhecimento e concomitantemente evoluir até alcançar, como de Jesus. “Sede perfeitos como perfeito é nosso Pai que está nos céus”. Não podemos nos esquecer de outra passagem do Evangelho em que Jesus diz “Vós sois Deuses”. Com isso, completa-se o círculo para o perfeito entendimento da nossa realidade aqui na matéria. Somos uma parcela de Deus que se torna quem não é, homem, para experienciar o conhecimento e lembrar quem é, “Deus em ação”, ao menos Deus em evolução, posto na matéria na maior simplicidade e ignorância para buscar pelo seu próprio esforço, tornar-se perfeito.


18/10/2014
Na nossa vida de relação, muitas vezes agimos como insanos. Julgamos sermos os possuidores da verdade. A nossa é a única verdadeira, a dos outros não se compra com a nossa. Isso em todos os ramos do conhecimento, e especialmente em se tratando de filosofia religiosa. Aí, cada uma se arvora no direito de ser procuradora de Deus. Só o que ela ensina que é a verdade. A ignorância não está na quantidade de conhecimentos que você tenha, mas na não aceitação das verdades dos outros. Cada qual possui as suas verdades e não precisam ser exatamente iguais às dos outros. O Dalai Lama diz que a nossa cabeça é muito pequena para açambarcar toda a verdade. Cada um possui parcelas de verdade. Somente teremos condições de sabermos toda verdade quando já mestres ascensos. Para chegar lá, teremos que andar por muitas estradas íngremes e pedregosas

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 10 Jan 2017 - 9:10

19/10/2014
O destino do ser humano já está traçado e impresso em seu DNA. Não no DNA de seu corpo físico, mas no DNA de sua estrutura espiritual. Os pais somente fornecem o material genético para a estruturação do corpo físico, mas não fornecem o modelo. Se os pais fornecessem além dos genes também o modelo do novo corpo, os filhos teriam que ser todos iguais, como a ninhada de filhotes de animais. Esses são sempre iguais aos pais. Por que, os filhos de mesmos pais são totalmente diferentes um dos outros? Os pais fornecem os genes e o DNA do espírito fornece o modelo. Este modelo, cada ser humano tem, em suas passagens pelos corpos físicos, esculpido. Em síntese, o modelo é o somatório do que eu fui em vidas passadas mais aquilo que sou agora. Se no agora eu conseguir purificar o corpo em que estou, ressarci os carmas adquiridos em vidas passadas, então, o modelo que estou esculpindo agora, será bem mais perfeito do que aquele onde estou residindo no momento. Cada um cria a cama onde vai se deitar em sua próxima existência. Alguns já começam a se deitar agora.


20/10/2014
“Somos todos um”. Frase pequena, mas que engloba desde a divindade até o menor dos átomos. Há muito tempo que a espiritualidade vem tentando incutir no consciente exterior da humanidade essa grande realidade. O ser humano é muito cabeça dura. Tem dificuldade em se desvencilhar de seus pré-conceitos e abrir sua mente para novos parâmetros que vêm para complementar a evolução da humanidade. O apego demasiado torna o ser humano bitolado, mesquinho e quase irracional. Apego, mesmo às coisas que não resistem a alguns argumentos lógicos e que com facilidade derruba por terra toda essa teoria. Não são capazes de usar a razão para questionar suas teorias, que não têm consistência para explicar minimamente realidades cotidianas da humanidade. Enquanto essa humanidade não se convencer, de que “somos todos um” não conseguirá ultrapassar os limites da terceira dimensão.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 11 Jan 2017 - 9:03

21/10/2014
O período em que o espírito está encarnado, é o período mais difícil da sua vida. Propriamente, nesse período perde o domínio sobre a sua vontade. O consciente exterior é muito rebelde e não aceita fácil um freio. Ainda mais se vem contradizer o que pensa, o que gosta de fazer e suas propensões, especialmente quando não foi preparado para interagir como as coisas do espírito e tenha sido educado exclusivamente para as coisas materiais. Como o consciente exterior não gosta muito de ser mandado, de ser dirigido, prefere pôr o seu espírito para dormir. Aqueles seres humanos que não dão a mínima para as coisas do espírito, os obrigam a dormir. E é isso que grande quantidade de humanos o fazem, embora inconscientemente, mas o fazem. O espírito, para estar desperto, precisa ser alimentado e o seu alimento é a oração e a meditação diárias, que fazem com que o espírito possa interagir junto com o corpo, nas coisas materiais, experienciando assim o conhecimento divino.


22/10/2014
A colheita das sementes que plantamos muitas vezes se torna uma atividade árdua demais. Plantamos toda sorte de pensamento, sentimento, palavras e ações escusas que poderiam até envergonhar qualquer vivente. Mas, como é Lei da Vida, Lei que determina que a cada fato, haverá outros em sentido contrário na mesma intensidade. É líquido e certo que devemos colher os frutos por mais amargos que possam ser. Já que temos a liberdade de pensar e de fazer qualquer coisa, é justo também que tenhamos que pagar pelas coisas menos dignas que tenhamos feito. Sempre, cedo ou tarde, haverá o retorno de nossos pensamentos, nossas palavras e nossas obras que tenhamos praticado. O universo que é o depositário e que contém todas as coisas, recebe essas emanações, tira uma xerox e devolve a quem as emitiu. Assim, não podemos imputar a ninguém a responsabilidade sobre o que nos acontece, senão a nós mesmos. Gosto de dizer que “cada um cria a cama onde vai se deitar” em sua próxima encarnação, quando não é na mesma. Assim, estamos colhendo os frutos das sementes que plantamos.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 12 Jan 2017 - 9:14

23/10/2014
As igrejas acostumaram mal e erradamente seus fiéis, a que tudo se deve a Deus. Propriamente isentando o ser humano da responsabilidade pelos seus atos. Por tudo que der certo, é graças a Deus, como tudo que der errado, é castigo de Deus. Como se Deus fosse o responsável pelas desgraças dos homens. Em realidade, Deus não tem nada a ver com isso. Ele estabeleceu as Leis que regem o universo, e, ao nos criar como individualidades conscientes, nos presenteou com o Livre Arbítrio, que nos torna responsáveis pelos próprios atos, donde teremos o mérito ou o demérito por eles, tendo que ressarcir as infrações cometidas por pensamentos, por palavras e por ações. Aqui está a causa do sofrimento e das dores por que passamos. A nossa vida atual é resultado de nossa vivência em vidas passadas, cujos carmas estamos resgatando agora. Portanto, o que nos acontece de bom ou de mal é resultado de nossos pensamentos, de nossas palavras e de nossas ações. O resto é a ignorância das leis que regem os destinos dos homens e de toda a criança.


24/10/2014
Muitas vezes retornamos a um corpo físico, porque é nele que temos a condição de experienciar o conhecimento e de evoluir espiritualmente. Em diversas encarnações, fracassamos no objetivo traçado, mas também, em outras, fomos vencedores e conseguimos cumprir o planejamento para aquelas encarnações. Somando o negativo, que tivemos ou teremos que quitar, com o positivo que nos eleva, chegamos na posição em que nos encontramos hoje, à margem de uma nova era. Uma era de evolução, onde o planeta, com seus habitantes, passará para uma dimensão superior. Bem ou mal, fizemos a nossa parte que é dar condições a Deus conhecer-se quem é. Pois Jesus disse no Evangelho de João, “Vós sois Deuses”. Como filhos de Deus, somos Deuses também, embora em evolução, mas Deuses. A cada passagem em um novo corpo físico, uma nova oportunidade de experienciar o conhecimento e evoluir espiritualmente.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 13 Jan 2017 - 8:59

25/10/2014
O ser humano gosta de brincar com fogo. Inclusive há uma lei chamada Lei do Círculo, que diz que tudo o que sai dá o seu giro e retorna a quem emitiu. Pela própria experiência do espírito, já sabe quanto lhe custam as transgressões do consciente exterior de seus corpos. O consciente exterior não sabe das coisas dos corpos anteriores do espírito. Somente sente as consequências. Muitas vezes se rebela por não compreender seus carmas a resgatar. Embora seja necessário o início na plena simplicidade e ignorância, para que faça a experienciação dos conhecimentos, sem saber quem realmente é. Assim, embora sofrendo a consequência do desregramento de seus pensamentos, palavras e obras, continue a fazer as mesmas coisas, aumentando seu carma para as próximas existências na matéria. Dessa forma, continua a bater a cabeça na parede, mesmo sentindo a dor, continua a bater a cabeça na parede. Ó, raça difícil de aprender que é ela mesma que cria suas dores e sofrimentos.


26/10/2014
Não temos a facilidade de pensar em relação à eternidade. Este é um fator que não impressiona nosso consciente exterior, que somente tem experiências com coisas falíveis e temporariamente limitadas. O nosso fator de análise é somente em relação ao nosso tempo de vida. O passado, embora apresente alguns fatores, não tem muita expressão. O futuro, nem se pode cogitar, pois representa apenas expectativas. Assim, a eternidade fica um termo vago e não nos dá condições de analisar a nossa vida de espírito, que é como a eternidade. Não tem fim. Com isso, também não levamos em conta que o corpo que hoje o espírito habita é como uma roupa que usamos, e depois de gasta jogamos fora. Esses dois fatores, o transitório (corpo) e o definitivo (espírito) imprimem em nossa razão valores bem diferenciados, pois a razão não consegue sopesar da mesma forma esses dois fatores. Sempre dará maior peso ao que a afeta mais diretamente. Por isso, retornamos enésimas vezes, sempre caindo nos mesmos erros.


Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 14 Jan 2017 - 9:34

27/10/2014
A inconsciência do ser humano, das Leis que regem o universo, o ternam o criador de sua própria derrocada. Ser imediatista que só procura o que lhe dá retribuição imediata, o torna escravo da matéria e do gozo dos bens terrenos. Como consequência seus pensamentos, suas palavras e suas obras se resumem em satisfazer seus desejos imediatistas, mas o abandonam na hora de sua partida para o outro lado da vida, deixando atrás de seu rastro criações destrutivas a si, ao próximo e ao planeta, quando da aglutinação dos pensamentos, das palavras e das obras de todos os habitantes do planeta. Criações que vem como vampiros exigir o quinhão de suas criações, respingando sempre ao planeta, em sua fauna, flora e aos elementais, que são os seres da forma e responsáveis pela sua reprodução. Essas criações deletérias conseguem destruir mais do que o fogo e a água, e são as responsáveis por tantas guerras e contendas que ceifam tantas vidas, nos mais diversos níveis de existência.


28/10/2014
O universo contém todas as coisas, o imaginável e o inimaginável. Tudo o que vemos e o que não vemos. Os elementos que formam todas as coisas materiais e o elemento informe, a energia primeva, que deu origem às coisas visíveis e também às invisíveis. É desse elemento informe que o universo aglutina para executar os nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações. Os nossos pensamentos, nossas palavras e nossas ações são o catalisador que agrega esses elementos tornando-os protótipos de nossas emanações. Somos tão irresponsáveis como tantos pais, que não põem os filhos, mas os atiram no mundo, para que o mundo os crie. Atiramos nossas criações desordenadas no astral, só que, depois, o astral as devolve para que venham cobrar o seu quinhão, como diz Jesus: “A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. Assim, as criações que atiramos no astral, teremos que colher seus frutos, que muitas vezes, retornam como doenças e sofrimentos que teremos que suportar até extinguir ou queimar essas criações.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 15 Jan 2017 - 9:53

29/10/2014
A evolução espiritual é continua e não faz saltos. Cada degrau vencido é uma conquista que não se perde. Pode-se estacionar por algum tempo, mas não se regride. As conquistas se expressam por novas percepções que eram desconhecidas até então. Seria como se estivesse dentro de um quarto fechado e se começasse a abrir uma janela, cada dia abrir-se-ia um grau. A cada grau da janela aberta, algo novo se apresenta à visão, tendo, a cada grau, aberto um acréscimo de percepção e clareza na visão alcançada. A cada grau, a consciência exterior se expandirá, porque foi acrescido ao seu conhecimento algo que não conhecia. Como o conhecimento não se perde, fica acoplado ao espírito e a cada reencarne esse conhecimento do espírito extravasa para o consciente exterior, fazendo com que a cada novo corpo esse surja com mais capacidades e aptidões que lhes eram desconhecidas antes. Assim, surge a evolução intelectual do ser humano e a evolução espiritual do espírito.


30/10/2014
O querer e o desejo são o mais forte empuxe para a evolução, tanto ao nível da matéria como ao nível do espírito. Ao nível da matéria onde a Lei da Evolução apresenta um forte comando para que o consciente exterior esteja sempre voltado para o algo novo, o algo a mais, donde provém a sua evolução nos conhecimentos e nas ciências humanas. Ao nível do espírito, também se processa mais ou menos da mesma forma, como exceção, que o espírito busca sempre a sua evolução espiritual. O seu conhecimento advém da própria divindade, conforme for evoluindo. Outro fator que diferencia a busca na matéria e a busca em espírito é que, na matéria, o ser humano tem o Livre Arbítrio que lhe possibilita fazer ou deixar de fazer qualquer coisa, com a devida implicação de ter que colher o que foi plantado. Ao nível espiritual, não há essa premissa. O espírito não faz o que bem entende, sempre, automaticamente, solicita a permissão a seu superior.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 16 Jan 2017 - 8:49

31/10/2014
A vida na matéria serve para três motivos distintos. Primeiro, para experienciar o conhecimento divino, porque somos uma extensão da Divindade que para conhecer-se quem é, precisa tornar-se quem não é, isso, é homem/Deus. Segundo, para, através dessa experienciação, evoluir com seus próprios recursos e por sua própria vontade. A cada reencarnação, retornar na plena simplicidade e ignorância, tendo que aprender tudo novamente. Assim, pelos seus próprios méritos, conseguir alcançar a evolução espiritual e chegar à mestria. Terceiro, exercer uma atividade que é exclusividade sua, que é o Livre Arbítrio. Nenhum dos outros reinos, nem mesmo quando fora da matéria, alguém possui essa prerrogativa. Os reinos inferiores executam a sua programação. Os reinos superiores e os espíritos desencarnados recebem fora de suas atribuições, a permissão para executar algo. O reino humano tem a liberdade de fazer ou deixar de fazer qualquer coisa, com a plena responsabilidade pelos seus atos. Como diz Jesus, “colher os frutos das sementes plantadas”. Esses três motivos tornam o ser humano Deus em ação.


01/11/2014
Para se alcançar a evolução espiritual não há a necessidade de silenciar o corpo. O corpo, é necessário que nos conscientizamos, é o instrumento pelo qual o espírito alcança a perfeição. Como instrumento, precisa de alimento adequado para ser sadio. Os romanos já diziam: “mens sana in corpore sono”. Para que um espírito se fortaleça, precisa de um corpo sadio. Geralmente, o nosso consciente externo dá a primazia de tudo ao corpo, esquecendo que ele é apenas um instrumento, e esquece, também, que por trás dele há um comando que se chama espírito. Tudo o que o corpo faz deveria objetivar o espírito que lhe dá a sustentação, o funcionamento e até a própria vida. Quando essa troca, essa miscigenação se torna efetiva, então, até o corpo pode dispender de alimentos, porque o próprio espírito o alimenta. O universo que contém todas as coisas se encarrega de lhe proporcionar a alimentação necessária para mantê-lo forte e sadio.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 17 Jan 2017 - 8:51

02/11/2014
A evolução espiritual é uma aquisição individual e intransferível. Ela somente se adquire após a conscientização do consciente exterior de que cada um é um espírito que está encarnado em um corpo físico. Embora o consciente exterior titubeie sobre essa realidade, ela é incontestável. Por isso, a importância de, seguidamente, lembrar esse fato ao consciente exterior. Ele é meio São Tomé. Tem dificuldade de crer. Para que haja evolução coletiva, há a necessidade de que a maioria dos habitantes do planeta se conscientize dessa realidade. Apesar de a evolução ser individual, podemos estender a mão a quem caminhar ao nosso lado para ajudá-lo a conscientizar-se da importância da evolução espiritual. Enquanto cada ser humano puxar para um lado diferente, e não houver unanimidade nessa busca, dificilmente haverá a evolução do planeta a uma oitava superior de evolução. A menos que os rebeldes, os que não se enquadrarem nessa caminhada, sejam degredados para outros mundos.


03/11/2014
O princípio de qualquer coisa sempre é o mais difícil, isso em todos os sentidos. Referindo-se, especialmente, à vida do espírito, de um modo especial, o período na terceira dimensão, pois sobre esse recai com todo seu peso, o carma, que é a consequência do Livre Arbítrio. Esse é o período da experienciação intensiva dos conhecimentos e a consequente colheita do que pensou, falou e fez. É aquela lei da física que diz que “a cada ato há um outro na mesma intensidade, mas em sentido contrário”. Esse é o período mais difícil, pois não se sabe quem se é. Nasce-se em total simplicidade e ignorância. Tem-se como certa a unicidade de existência, que facilmente deduz que se tenha que aproveitar ao máximo as benesses da vida. Muitos são os que passam por essa vida, tropeçando sempre na mesma pedra e não se dá conta que comete sempre o mesmo erro.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 18 Jan 2017 - 7:26

04/11/2014
A busca do conhecimento se reveste de um fator muito importante, a necessidade de ter uma mente aberta para aceitar novos conhecimentos, como consequência da evolução. Todo espírito que fica fechado em sua própria clausura, quando o consciente exterior do corpo é bloqueado por pré-conceitos, o põe a dormir, impossibilitando-o de inteirar-se dessas novas janelas que o plano espiritual abre para incentivar a evolução espiritual dos espíritos encarnados. O ser humano tem um defeito muito grave e que demonstra a sua inferioridade, que é considerar-se possuidor de todo o conhecimento e não admitir que outros possam ter conhecimentos que ele não possui. Com isso, considera-se senhor do bem e do mal. Só tem valor o que pensa e faça. Eu sou o possuidor da verdade; os outros são os outros. Não admitem jamais voltar atrás do que dizem ou fazem. Tem-se como representantes e procuradores de Deus na Terra.


05/11/2014
O consciente exterior é o que mais entrava o desenvolvimento espiritual. Ele é muito apegado às suas experiências e geralmente forma em torno delas uma blindagem quase que irracional. Isso, geralmente, quando se trata de religião e de suas paixões favoritas. A trilogia futebol, política e religião o tornam irascível quando alguém ousa contestá-lo. Foi causa de muitas guerras. Ainda os há em se tratando de religião. O fanatismo se torna um Véu de Maya, com a diferença que o Véu de Maya encobre a memória do passado e o fanatismo encobre a lógica, a razão e o raciocínio. Os fanáticos são escravos intelectuais e racionais de inteligências que no passado formularam seus dogmas e fundamentos, que, para a época, eram viáveis e necessários, mas que hoje esses conceitos são obsoletos e que até demonstram a incapacidade lógica de seus dirigentes em encontrar explicações para a quantidade de problemas que recaem sobre essa humanidade.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 19 Jan 2017 - 9:50

06/11/2014
O tempo, vinculado à existência do corpo físico, somente tem influência sobre ele. O que determina o tempo é o movimento de rotação da Terra sobre seu eixo e em torno do Sol. Essa constante, a que chamamos de tempo, somente é vinculada à Terra. Nem um outro corpo celeste tem um tempo semelhante ao da Terra. Este é um parâmetro específico da matéria. Ao reportarmo-nos ao espírito, ele não representa mais nada. Para tudo o que estiver fora do âmbito da matéria, surge o tempo de Deus. Para Deus, não há passado nem futuro, tudo é o simples agora. O espírito, como uma centelha de Deus, rege-se, também, pelo tempo que podemos chamar de “o não-tempo”, ou, simplesmente, o agora. O homem, indiretamente, também está, embora na matéria, vinculado ao tempo de Deus, pois tudo o que faz, pensa, fala e age está também no agora. Passado já não existe mais, só restam as consequências do agora. O futuro nunca virá. Então, também precisa agir e interagir no agora, porque se não for no agora, estará fora do tempo.


07/11/2014
Não há outra fórmula para que essa humanidade consiga alcançar a sua evolução espiritual, a não ser a expressa por Jesus no evangelho de João que diz, “Vós sois Deuses”. Da forma como se aplica esse conhecimento não importa. Se for de forma consciente, a evolução será mais rápida, mais efetiva. Se for de forma inconsciente, isso é, sem conhecimento do consciente exterior, mas praticado como se o conhecesse, também alcançará, talvez em um tempo mais longo, mas será uma evolução efetiva também. O conhecimento fará com que seja uma evolução buscada conscientemente com todas as forças da alma e em comum-união com o espírito que sempre intuirá à consciência exterior a melhor forma de agir. Quando for inconsciente, mas se age sempre de forma correta, o próprio espírito intui o consciente exterior, dando sempre a impressão que isso provém de sua própria mente, facilitando, dessa forma, a aceitação do objetivo intuído.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 20 Jan 2017 - 9:06

08/11/2014
A passagem para o outro lado da vida, na chamada quase morte, ocorre quando o espírito, após retornar ao corpo, relata que via, no final de um túnel, uma luz. Os interpretadores dessa situação esqueceram de um fator muito importante. Em torno da crosta terrestre, até a uma distância que não sei precisar, há o umbral. Local onde se concentram as emanações desqualificadas dos pensamentos, das palavras e das obras dos humanos de todos os tempos. Local para onde vão os espíritos inferiores, que em sua vida no corpo físico foram seres de moral baixa ou que infringiram a Lei de Deus. Os cristãos chamam esse lugar de inferno. Aqueles humanos que passaram para o quase morte, veem no final do túnel, que nada mais é do que a escuridão desse local, uma luz que tanto pode ser do penumbral ou do Plano de Luz. Um dos grandes problemas que a humanidade enfrenta é que está vivendo mergulhada dentro do umbral, convivendo com o que de mais desprezível o homem exalou de sua alma torpe, desprezível e irresponsável para com a sua própria essência.


09/11/2014
O desconhecimento de como funciona o mundo espiritual faz com que todas as religiões se autodenominem representantes e procuradores de Deus na Terra. Todas agem como dirigentes de time de futebol. Criam fanáticos e não discípulos, muito menos filhos de Deus. Estabelecem-se regras e ordenamentos exigindo o cumprimento sob pena de serem até excluídos do rol dos eleitos. Esquecem, os dirigentes, que, antes de serem desta ou daquela agremiação religiosa, somos todos filhos de Deus. Somos filhos de Deus não por pertencermos a esta ou aquela religião, mas por sermos todos humanos e termos tido todos o mesmo princípio, saído da mente de Deus. Eu diria um pouco mais: somos uma parcela da Divindade posta na matéria para experienciar o conhecimento divino. No Evangelho de João, o Cristo disse: “Vós sois Deuses”. Não sei se há alguém que consiga contestar essas palavras. Do outro lado da vida, não há religiões, porque “somos todos um”, tanto aqui, como lá.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 21 Jan 2017 - 9:38

10/11/2014
O equilíbrio do espírito desencarnado quando retorna ao mundo espiritual, depende exclusivamente da aceitação de sua nova situação. Enquanto não se desligar das coisas que tinha aqui na Terra, de seus bens, de sua família e de outras coisas de que tinha apego, não estará livre para seguir a sua preparação para um novo reencarne. A constante lembrança daquilo que deixou aqui na Terra é um empecilho que o impossibilita de fixar o seu pensamento em sua busca pela evolução, que no momento está em se preparar, através do estudo, a planejar um novo período na carne. No momento em que o corpo morre, não há mais o Livre Arbítrio. Essa é uma prerrogativa exclusiva dos espíritos encarnados, ou seja, a liberdade de fazer ou deixar de fazer qualquer coisa, com a devida responsabilidade pelos seus atos. No mundo espiritual, tudo que quiser fazer, terá que ter a devida autorização, porque estará isento da responsabilidade pelos seus atos.


11/11/2014
O desígnio de Deus para o ser humano é tornar-se luz como Ele é luz. Utilizado parcelas Suas, colocou em corpos de carne, em total simplicidade e ignorância, tendo que aprender tudo através de sua própria experiência. Isso lhe dava o poder de criar-se, e recriar-se e recriar-se novamente, partindo sempre de seus próprios pensamentos, palavras e obras. Esse poder que ainda não foi entendido pela grande maioria dos seres humanos, lhes dá a condição de criadores de seu próprio ambiente e mundo onde vivem. Sofrem constantemente as consequências de suas criações, mas não se dão conta de que são os resultados das sementes que plantaram e que agora têm que colher. Há dois mil anos foi vaticinado pelo Cristo que disse: “A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. Dizia mais: “Se o teu pé ou mão é motivo de escândalo, corta-os fora, é melhor entrar na vida com um só pé ou uma só mão do que com dois, ser lançado no fogo do inferno”. “Se o teu olho for motivo de escândalo, arranca-o, é melhor entrar na vida com um só olho do que com dois e ser lançado no fogo do inferno”.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 22 Jan 2017 - 9:47

12/11/2014
A corrida do ser humano, sem rumo, somente atrás do dinheiro, do ouro e da prata, torna-o um ser avaro, orgulhoso e mesquinho, somente o satisfaz o que lhe rende lucros. No momento em que ele deixou-se apanhar pelo individualismo, nada mais o satisfaz. Somente o interessa estar acima dos outros. É por isso que nosso planeta se encontra em tal estado de ebulição, tanto social como geoclimático. Enquanto perdurar seu egocentrismo, maior desarmonia causará à sociedade e ao próprio planeta, que sofre a consequência de uma mente desequilibrada, criando com seus pensamentos e palavras torpes a desarmonia em todo ambiente que o rodeia. Podemos citar aqui um ditado popular que que diz, “A natureza é sábia, tarda, mas não falha”. Agora, já começa a devolver ao ser humano a consequência de suas criações. Criou a devastação, destruiu tudo que pode, agora recebe a seca, ao lado, trombas de água nunca vistas, que destroem tudo por onde passa. Ali adiante, o fogo que queima a fauna e à flora. Tudo isso é colheita das sementes que homem plantou; e a colheita é obrigatória.


13/11/2014
O poder que é emanado pelo pensamento está ligado à intensidade com que é emitido esse pensamento. Está, mais ou menos, ligado à lei da física que diz: “A cada ato, há um ato em sentido contrário na mesma intensidade”. Quando o pensamento é superficial, instável e de baixa intensidade, o seu resultado também o será. Quando esse pensamento for intenso, profundo, o seu resultado será devastador. Talvez não imediatamente, mas no decurso do tempo. Isso pelo simples fato de que o pensamento emitido, dá o seu giro pelo astral, onde estão os pensamentos e criações de toda humanidade, de todos os tempos, e engloba as energias de mesma intensidade e retorna ao seu emissor e criador, cobrando o seu quinhão. Muitas vezes, essas cobranças surgem como doenças que a medicina não consegue detectar ou simplesmente lhe atribuem um apelido. No fundo, isso está vinculado ao que Jesus chama a atenção sobre “Os pecados por pensamentos, palavras e obras”, que hoje chamaríamos mais claramente de criações pelos pensamentos, palavras e obras.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 23 Jan 2017 - 8:41

14/11/2014
Os conhecimentos, assim como todas as ciências humanas, precisam ser buscados com afinco e persistência. Nas escolas humanas, se o aluno não se dedica a intelectualizar as ciências, nunca conseguirá entendê-las perfeitamente. Assim como os conhecimentos esotéricos que são liberados para a humanidade não são exclusividade para uns ou outros, mas para todos os homens. Acontece que grande parte desses não se interessa por esses conhecimentos. Alguns simplesmente por desinteresse, outros, porque julgam desrespeitar os ditames da filosofia religiosa que praticam, tendo-os como regra infalível e que não podem de forma alguma declinar delas, sob pena de deflorá-las. Esquecem-se de que os conhecimentos liberados servem para a humanidade como um todo, independentemente de qualquer filosofia religiosa, pois esta é apenas uma agremiação como qualquer time de futebol. Os conhecimentos sempre são em benefício de toda humanidade, sem exclusão de ninguém.


15/11/2014
O processo depurativo por que temos que passar em vista de nossas infrações à Grande Lei e de nossas criações, em vidas passadas, pode-se desenrolar de duas formas. Na primeira, resgatando os carmas correspondentes, um a um, até a sua total liquidação. Ou, da segunda forma, através da Chama Violeta, a Chama da transmutação, que desintegra e transmuta tudo o que fizermos de errado em vidas passadas. Essa é a melhor maneira de retirar de sobre nossos ombros o peso dos resgates que sempre são muito pesados e difíceis de suportar. Como diz Ariom, “A Chama Violeta retira as cascas, fazendo com que o EU SOU ilumine-se”. Essas cascas são o resultado de nosso mau proceder e criações de nossos pensamentos, palavras e obras, de nossas vidas passadas, que se acumularam sobre a Essência Divina em nosso coração.


Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 24 Jan 2017 - 8:31

16/11/2014
A evolução espiritual é o objetivo final de todo o espírito humano. Foi criada por uma necessidade de Deus se experienciar, e como Deus não poderia fazê-lo, tomou parcelas de Si mesmo, tornando-se quem não é, homem/Deus, para poder experienciar quem é, Deus. Para poder cumprir esse objetivo, não poderia saber quem é, por isso, o ser humano nasce na maior simplicidade e ignorância, tendo que aprender tudo através da própria experiência e com isso evoluir até alcançar a sua mestria. Assim, de etapa em etapa, retorna novamente a um corpo físico, com a memória de quem é embotada pelo Véu de Maya, para que, a cada reencarnação, comece tudo novamente, tendo a impressão de que esta é a primeira e única vida na matéria. Para melhor cumprir essa tarefa, recebeu o Livre Arbítrio, podendo fazer ou deixar de fazer qualquer coisa, tendo sobre isso a responsabilidade pelos seus atos, com o mérito ou demérito sobre seus pensamentos, palavras e obras, tendo que sempre colher os frutos das sementes plantadas.


17/11/2014
Todas as conquistas que o ser humano alcançar dentro das ciências humanas são apenas uma migalha da conquista da mestria. Simplesmente porque as conquistas da ciência são passageiras, referem-se somente à matéria, ao mundo físico. Ao passo que a conquista da mestria é o apogeu que se detém pela eternidade. Assim como várias civilizações que povoaram a Terra em tempos remotos, suas conquistas materiais se extinguiram junto com a civilização a que pertenceram. Podem até estar, por hora, inacessíveis à nossa civilização. Podem até um dia ser conhecidas e utilizadas por outras civilizações. As conquistas dos humanos que vieram naquela época, como relação à atividade espiritual, ainda está e continuará para a eternidade estampada em sua testa, testificando sua evolução, sua mestria. As aquisições evolutivas não se perdem, simplesmente se agregam e permanece com o próprio espírito. Embora, enquanto no corpo físico, poderá ficar escondida debaixo do Véu de Maya.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 25 Jan 2017 - 9:23

18/11/2014
Os revezes que a vida nos apresenta, por mais que tentemos enfrentar e solucionar, são consequências de nossas criações. Temos que abrir a mente e o coração para procurar entender e não continuar a cair novamente na mesma armadilha que caímos em vidas passadas. Enquanto nosso consciente exterior não entender que a causa que originou todos os percalços de nossa vida atual tem origem em nossos pensamentos, palavras e obras de nossas vidas passadas. Ali está o fato causador. Atiramos para o astral tantos descompassos, tantas criações que se acumularam de tantas outras energias semelhantes e agora retornam para cobrar o seu quinhão. Não podemos imputar a ninguém a colheita daquilo que plantamos. Não podemos esquecer que o Livre Arbítrio não é apenas uma questão de semântica. Não, ele é uma realidade que nos induz à responsabilidade pelos nossos pensamentos, palavras e obras. Até quando continuaremos a agir como cegos, surdos e mudos às cobranças que o universo nos faz de nossas próprias criações?


19/11/2014
No início da nossa vida, com certeza, Deus nos protegia com seu manto protetor. Crescemos e Ele continuou a nos alimentar, facilitando a aquisição do nosso alimento, como ainda faz com as aves do céu, como diz Jesus, “As aves do céu não semeiam nem colhem, no entanto, o Pai do céu as alimenta”. Certamente passamos por essa fase também. Crescemos mais um pouco e alcançamos a idade da razão, da escolha, do Livre Arbítrio e da responsabilidade pelos próprios atos. Exigiu-nos procura pelo próprio alimento, como diz o Gênesis, “Comerás o pão com o suor do teu rosto”. Cá estamos nós, andando trôpegos pela estrada da vida, porque ainda não somos capazes de discernir o nosso crescimento, ainda não fomos capazes de entender que Deus quer que façamos jus ao salário do trabalhador. Por isso, aos poucos, não nos deu mais alimento na boca, tampouco disponibilizou as mãos cheias, porque precisávamos conseguir o alimento através do trabalho. Possibilitou-nos que plantássemos com a responsabilidade da colheita dos frutos.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 887
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 32 de 35 Anterior  1 ... 17 ... 31, 32, 33, 34, 35  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum