PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM)

Página 33 de 35 Anterior  1 ... 18 ... 32, 33, 34, 35  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 26 Jan 2017 - 9:55

20/11/2014
Estamos na estrada, tentando aprender a monitorar o poder criador estabelecido por Deus em nosso DNA. Passamos éons de tempo criando fantasmas para puxar nossas pernas. Por todo esse tempo, ainda parece que não aprendemos. Nossos pensamentos, muitas vezes desclassificáveis, nossas palavras outras tantas vezes impróprias para qualquer ouvido e nossos atos insanos foram as sementes que plantamos em nossas vidas passadas, e nesta ainda continuamos a plantar as mesmas sementes, que rendem frutos azedos e até certo ponto intragáveis. O ser humano precisa urgentemente redirecionar suas atitudes para sair desse redemoinho que o mantém sempre no mesmo lugar. A roda do tempo continua a girar, não para, para esperar os retardatários. A vida e a evolução precisam continuar e aqueles que não conseguem acompanhar essa evolução, ficarão para trás. Serão como aqueles que há muitos milhões de anos foram degredadas dos seus planetas, para a Terra, por não acompanhar a evolução, que não espera ninguém.


21/11/2014
A passagem para uma nova dimensão, no caso dos terráqueos, à quarta e depois à quinta, traz junto uma mudança muito grande na estrutura orgânica do corpo físico, que serve de instrumento para o espírito agir e interagir na matéria densa. A primeira modificação, que já começou, boa parte da humanidade já a tem concluída, que é alteração de nossa estrutura genética, que, de duas hélices, passará a doze. Isso começa a desencadear modificações orgânicas imperceptíveis, que começam a preparar o corpo físico para a nova etapa evolutiva, onde não terá mais o peso de um escafandro, mas a leveza de uma ave capaz de planar ao sabor do vento. O corpo se tornará um auxiliar, um companheiro, um amigo do espírito, participando com ele numa evolução mais rápida, sem a inocorrência de resgates por deslizes quando da utilização dos pensamentos, palavras e obras, porque não terão mais, em grande parte, a incidência do Véu de Maya a lhes encobrir sua memória de espírito.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 27 Jan 2017 - 8:27

22/11/2014
Um fator importantíssimo de que a maioria da humanidade não se conscientizou o suficiente é o Livre Arbítrio. Esse dom que somente o ser encarnado possui. Bem entendido, somente o espírito, quando dentro de um corpo físico, é detentor dessa prerrogativa. Aqui está o que diferencia o ser humano de todos os outros reinos. Mesmo os espíritos desencarnados não o detêm. Igualmente, os outros reinos não físicos, que são os elementais, os Devas, os Anjos com todos suas categorias e os Elohins, não são contemplados com esse dom. Em vista disso, jamais alguém que não seja classificado como ser humano, pode usar o Livre Arbítrio, como também interferir no do ser humano. Nem mesmo Deus, da forma como é entendido pelas mais diversas religiões. Por isso, Deus não dá nem tira nada de ninguém. Os pedidos que se faz a Deus, aos mestres e aos anjos nada mais são do que a nossa conexão com a energia, que está sempre à disposição de quem a procura e a recebe de acordo com seus méritos. Em síntese, Deus não dá, é eu que fui buscar na fonte de tudo, que podemos chamar de universo ou simplesmente de Deus.


23/11/2014
O corpo físico é o auxiliar do espírito na execução de sua principal atividade que é a de experienciar o conhecimento Divino. O espírito, fora do corpo, não tem condições de fazê-lo. Esse instrumento indispensável, por ser material, precisa cumprir as fases de toda a matéria que consideramos viva; nasce, cresce, se reproduz e morre. Mas, como diz uma lei da física, “Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”. Embora a matéria desapareça, a energia dela continua nos registros akásicos, podendo a qualquer momento ser acessada. Além dos registros akásicos, fica também registrada no Corpo Astral do espírito, que na próxima encarnação, esse Corpo Astral será o modelo do novo corpo, transferindo para ele a energia dos corpos anteriores. O DNA dos pais somente serve para formar a matéria do novo corpo físico, mas a essência vem do Corpo Astral, do espírito. Essa essência, quando o espírito alcançar a mestria, ascensiona também.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 28 Jan 2017 - 9:52

24/11/2014
O socorro do mundo espiritual sempre é dado a quem pedir. Foi o Cristo que o disse: “Pedi e recebereis, buscai e achareis, batei e abrir-se-vos-á”. É certo, que o pedido deve ser equitativo à necessidade. Se pedir extravagâncias, é certo que não receberá. Mas, o que for pedido fundamentado por uma necessidade, com certeza será atendido. Precisamos estar atentos, pois quando se recebe, há a necessidade da retribuição. Especialmente na vigia aos pensamentos, palavras e obras. São eles os responsáveis por nossas dores e sofrimentos. Eles são as sementes plantadas e que os seus frutos precisam ser colhidos. A colheita, de modo geral, é feita na próxima encarnação. Aquilo que estamos pagando ou colhendo hoje é resultado de sementes plantadas em vidas passadas. Por isso, a necessidade de vigiar os pensamentos para não incorrer no mesmo erro, sob o qual se está pedindo socorro ao mundo espiritual. Quando se recebe o socorro, cuidar para não incorrer no mesmo erro.


25/11/2014
Por falta de conhecimento de nossa ligação com a Divindade, por incapacidade intelectual dos povos antigos, que nos passaram os conhecimentos que embasam as teologias de nossas religiões, pela incapacidade dos teólogos em buscar novas formas de entender essa ligação, ainda estamos patinando em nossa evolução espiritual. Os dirigentes das religiões não buscam soluções para as intrincadas vivências de certos seres humanos, que destronam totalmente suas filosofias, jogando por terra conceitos que julgavam intocáveis. A incapacidade de juntar entrelinhas do ensino do Mestre Jesus, deixando o seu Evangelho semicompreendido. Fixam-se em conceitos espaços, sem juntar as pontas desses conceitos com outros que dariam uma compreensão mais cabal do ensino do Mestre Jesus. Nomeiam a Jesus como Deus e nos pecham de pecadores, sendo que Jesus disse: “Vós sois Deuses”. Ou não entenderam a mensagem ou a escondem para poder melhor dominar o consciente exterior de seus seguidores, que mais são preguiçosos mentais do que buscadores de sua própria evolução.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 29 Jan 2017 - 9:41

26/11/2014
Um fator que estabelece a grande dificuldade ao espírito humano alçar voos para as alturas é a vivência dentro do que chamamos de umbral. Esta faixa, que não posso precisar a largura, e que envolve todo o nosso planeta Terra, é constituída das energias dos pensamentos, palavras e obras de todos os humanos que já passaram por aqui, deixando o seu exalar fétido de seres malformados moralmente. Esse asqueroso exsudamento envolve todos os seres que vivem aqui, tentando arrastar a todas as mentes à mesma faixa vibratória sua. Essas energias, também, dá para dizer, possuem inteligência, dentro de sua capacidade, e que por ora o ser humano não tem condições de intelectualizar, mas somente sente o seu efeito nefasto, que arrasta a todos aqueles que, relapsos, deixam-se dominar pelas más tendências humanas, que, em realidade, são as necessidades dos espíritos que ainda habitam essa faixa, que as religiões cristãs chamam do inferno. Os pais que não dão princípios nem limites aos seus rebentos, desde a mais tenra idade, tornam-se, também, responsáveis pelo desvario dos seus filhos, pois entregam-nos despreparados ao mundo, que é a expressão máxima da influência dessas energias plasmadas e alimentadas no umbral.


27/11/2014
As criações da humanidade, que se encontram estacionadas no umbral da Terra, estão à procura de outras energias semelhantes e, também, à procura de seu criador. Há uma arma que os aborígenes australianos usam, chamada de bumerangue, ela tem a característica de, sempre, após lançada, retornar ao lançador. Essas criações que se encontram no astral da Terra têm essa mesma característica. Aguardam pelo tempo que for necessário, mas sempre retornam a quem as criou, não importa quantas encarnações depois de terem sido criadas. Há duas formas de extinguir em essas criações. Primeiro, pelo carma, onde retornam a quem as emitiu, transformadas em doenças, até serem consumidas totalmente. Segundo, pela transmutação através da Chama Violeta, emitida pelos criadores dessas criações, até consumi-las totalmente no Fogo Sagrado. O emitente dessas criações terá que ter muita força de vontade, muita determinação para emendar-se, a fim de ter êxito na transmutação dessas criações. Precisa obedecer às palavras do Cristo, “vai e não peques mais”.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 30 Jan 2017 - 9:18

28/11/2014
O ser humano, criação Divina única no universo, pelas características das prerrogativas imantadas por Deus no DNA de sua criadora, tornando-o diferenciado de todo o restante da criação. Em primeiro lugar, está o Livre Arbítrio, característica que só o ser humano possui. Para nenhum outro reino foi dado tal dom, tornando-o responsável pelos seus atos, sendo ao mesmo tempo livre de fazer ou deixar de fazer qualquer coisa. Com isso sendo obrigado a colher os frutos de suas criações. Em segundo lugar, está o Véu de Maya que ao reencarnar, traz o esquecimento do passado, tendo que, a cada descida à matéria, reiniciar sempre na mais pura simplicidade e ignorância. Tudo terá que aprender novamente, em vista de que o consciente de seu corpo físico somente tem lembranças daquilo que vivenciou. Em terceiro lugar, está incumbido de experienciar o conhecimento Divino para que Deus possa conhecer-se quem é.


29/11/2014
O planeta, como toda humanidade que o habita, está passando por um grande período de transformações. Eu consigo perceber claramente e acho que toda pessoa nascida antes de 1950 ou 1960, se tentar observar o andar do tempo, as características com que se apresenta o correr do dia, a percepção da velocidade do tempo, inclusive a coloração do nascente e do poente solar, pode perceber claramente que isso não acontecia no tempo de moço. Somente em razão desses fatores, dá para perceber que algo muito grande está acontecendo, lentamente, mas efetivamente. Isso tudo é presságio de mudanças físicas, e não só físicas como também a nível espiritual. Está começando o final de nossa civilização como tal, e iniciando uma nova transformação que mudará todos os parâmetros que determinam a estrutura da própria civilização. Isso é bom, porque dará um freio às imoralidades e dará um elã muito forte na arrancada para uma evolução espiritual mais efetiva. Em síntese, uma alteração energética, tanto da Terra como de seus habitantes e inclusive em seus corpos físicos.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 31 Jan 2017 - 9:02

30/11/2014
Na evolução, precisamos distinguir dois ramos. O primeiro é a evolução espiritual que se processa de um modo contínuo e individual. Cada ser criado tem a sua trajetória definida e imutável, já impressa no DNA de cada ser, que partindo da plena simplicidade e ignorância serve-se da experienciação para evoluir e, a cada passo galgado, abre-se uma chave de luz que o impulsiona para um passo à frente. Essa evolução prende-se muitas às palavras do Cristo, “Ama a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo”. O segundo, a evolução material, a evolução de cada espécie, que propriamente tem uma evolução específica, que depende, por sua vez, dos indivíduos. Quanto mais forte, mais sadios forem os genes que formam um novo corpo, maior carga evolutiva carregará o novo ser. Se os genes forem fracos, amorfos, haverá a decrepitude do ser resultante, fadado facilmente às doenças e à degeneração. Fatalmente desaparecerá. Assim que se faz a seleção natural, os que evoluem e os que desaparecem. Charles Darwin baseou a sua teoria somente do ponto da evolução das espécies.


01/12/2014
Na descida do espírito à matéria, é submetido ao esquecimento de seu passado. O Véu de Maya, como se costuma chamar esse esquecimento, condiciona o espírito quase que como a sensação de um nascimento. Vê-se dentro de um escafandro de carne, sem reconhecer nada e ninguém. Somente possui, acordado, o instinto de sobrevivência que o empurra para satisfazer a sua primeira necessidade que é a alimentação. Instintivamente, também chora, como que a gritar “estou com fome”! Satisfeita essa necessidade, dorme, oportunizando a que os outros instintos se desenvolvam e aos poucos vai demonstrando a sua personalidade, que nada mais é do que o afloramento de seu espírito, que extravasa para o corpo físico. Hoje, até se pode dizer que boa parte dos nascimentos, embora seus corpos ainda não possam expressar, já são dotados de grandes capacidades, possibilitando-lhes desde a mais tenra idade, fazer um Raio X energético das pessoas que o rodeiam.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 1 Fev 2017 - 9:06

02/12/2014
A vida na matéria se reveste, a cada encarnação, de facetas novas. O espírito, para alcançar a sua mestria precisa experienciar todas as facetas da atividade humana. Em outras palavras, precisam passar de reis a mendigos. Isso engloba propriamente todas as facetas da atividade humana. Essa experienciação é indispensável para que o espírito experiencie o conhecimento divino, para que Deus consiga conhecer-se quem é, pois nós, como parcelas da divindade, exercemos a atividade para que Deus se conheça. Aliando-se a isso, essa experienciação faculta o espírito adquirir conhecimento e assim evoluir por seus próprios méritos. A evolução espiritual se conquista passo a passo. Ela não faz saltos, nem procura atalhos. Se processa lentamente através de um tempo longo, contado em milênios, eras ou quiçá em éons de tempo. Somente quem conhece esse tempo é Deus, que o tem todo na palma de sua mão. Pois para Ele, não há passado nem futuro, tudo é o eterno agora. É nesse agora que evoluímos. É nesse agora que nos tornamos Deus em ação.


03/12/2014
“O vento (no hebraico usa-se a mesma palavra “RUAH” para “espírito, alento, hálito Divino, sopro de vida e ‘vento”) sopra onde quer ouves a sua voz, mas não se sabe de onde vem nem para onde vai”, palavras de Jesus, para fazer o povo entender a situação do espírito humano. Nunca se sabe de onde vem, nem para onde vai o espírito. Eu já diria que o espírito vai para onde o leva o seu peso específico. Isso não depende do querer, mas do ser. Aquilo que o espírito é, é o que determina para onde ele vai. Independentemente de onde vem, ouve-se a sua voz, isto é, pode comunicar-se com outros seres humanos. O espírito, em realidade, determina para onde vai, de acordo com o seu querer e esse é o determinante de sua localização. Não existe espaço e tempo para o espírito. Estará onde o seu pensamento o levar. As distâncias são medidas pela velocidade do seu pensamento.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 2 Fev 2017 - 8:34

04/12/2014
Todos os seres humanos foram criados com as mesmas características. Elas foram implantadas em seu DNA. A cada passo evolutivo vencido, abrirá uma nova conexão que identifica o estágio evolutivo alcançado. Assim, nunca é perdida a evolução. Não há regressão, pode-se experienciar numa reencarnação com nível inferior à anterior, isso pela necessidade evolutiva e nunca no sentido de retrocesso. A diferenciação extrema que existe entre os habitantes desse planeta o comprovam. Os mais ágeis alcançam antes seus objetivos, outros mais lerdas, demoram-se muito em alcançá-los, tendo que retornar ao corpo várias vezes para consegui-los.


05/12/2014
A vida entre dois mundos, o mundo da forma e o mundo da verdade. O mundo da forma é esse mundo da matéria, onde o espírito, como um exilado, precisa cumprir um planejamento feito antes de sua descida ao mundo da forma. Esse é o mundo da ilusão, onde tudo parece, mas não é. Tudo parece ser eterno, mas deixa de ser no momento em que o espírito retorna para o mundo do espírito. A ilusão de ter, geralmente se sobrepõe ao ser. O ser é muito vago, foge à compreensão da maioria dos seres humanos. O mundo da forma embota a percepção do mundo da verdade, dando a impressão de que ele é o único verdadeiro. O mundo da verdade é o mundo do espírito, onde tudo é visível, nada pode ser escondido. É o mundo onde aparece estampado na testa a real situação evolutiva de cada ser. Onde o superior não precisa ser eleito ou nomeado, é sempre aquele que apresentar maior luz, maior evolução. Onde desaparecem os títulos, as glórias e as medalhas. Onde se apresenta como realmente se é.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 3 Fev 2017 - 8:50

06 /12/2014.
As andanças pelas mais diversas regiões, civilizações e línguas tem um único objetivo que é experienciar o conhecimento. Precisamos ser plenos, e a plenitude não se consegue em uma ou cem encanações. Precisa-se trilhar todos os caminhos. Precisa-se usar todos os tipos de calçados. Precisa-se falar todas as línguas, não somente as atuais, mas a de todos os tempos. Precisa-se experienciar, em síntese, todas as atividades humanas. Isso tudo precisa nos levar ao encontro da Divindade. Não o Deus hipotético ensinado pelas religiões, que está lá no céu, mas o Deus que mora no coração de cada ser. Ao nos criar, Deus quis que toda essa evolução fosse consequência do esforço de cada ser. As conquistas fossem o resultado do esforço individual. Dessa forma se consegue experienciar e vivenciar todo conhecimento Divino. Assim, estamos frutificando os denários recebidos quando de nossa criação como individualidades. Quanto tempo é necessário para lá chegar, não importa. O que importa é o que se conseguiu.


07/12/2014
As mortes coletivas geralmente são resgates coletivos e os espíritos que desencarnam nessas condições planejaram essas situações. Sabemos que nada no universo acontece por acaso. O acaso, simplesmente não existe. Tudo é obra das Leis Naturais, como diz a lei da física, “A todo o ato, há um outro ato em sentido contrário e na mesma intensidade”. Esquecemos facilmente dessa lei. Não prestamos atenção aos nossos pensamentos, palavras e obras. Deixamos, embora, involuntariamente, que eles criem as mais diversas criaturas. Não nos acostumamos a policiar nossos pensamentos, com isso lançamos no astral tudo que é tipo de energia, que o universo tira uma xerox e devolve para quem os emitiu. É especialmente daí que surgem tantos problemas que temos que solucionar. Os resgates coletivos são a colheita do que foi plantado também coletivamente ou com energias semelhantes.


Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 4 Fev 2017 - 9:30

08/12/2014
Um dos grandes empecilhos para que o ser humano possa tranquilamente dedicar-se à sua evolução espiritual é a faixa de energia umbralina que envolve a Terra. Essa energia criada pelo exsudamento dos pensamentos, palavras e obras dos próprios humanos, encobre da Terra com vibrações baixíssimas, levando o ser humano a baixar também o seu tônus vibratório. Essas criações agem como uma nuvem de gafanhotos a sugar as energias de quem as criou, cobrando o seu quinhão. A Terra somente terá condições evolutivas mais favoráveis quando esse umbral for dissolvido pelos próprios criadores dessas energias ou por um grande esforço do plano superior, com a utilização da Chama Violeta. Essa, terá condições de transmutar toda essa carga negativa que envolve a humanidade ora encarnada. Para isso, precisamos unir forças para espalhar o mais possível, pelos quatro cantos do planeta, a conscientização dessa arma poderosa contra as energias umbralinas.


09/12/2014
Os passos incertos que demos em nossas vidas passadas, com certeza, têm diferenciado a nossa presente existência. A vida se fixa como os elos de uma corrente. O elo que está atrás é o que suporta o esforço do que vai à frente. Assim, a vida depende do esforço anterior para vencer o que vem à frente. A continuidade deve ser constante. Como vou pôr um telhado em uma casa que não têm alicerces bastante resistentes para suportar? É importante, no agora, fixarmos a nossa atenção especialmente nas coisas do espírito, como diz Jesus, “Juntar tesouros que a traça não corrói e o ladrão não rouba”. Porque sabemos que as coisas materiais fenecem junto com corpo, ao passo que as coisas do espírito nos acompanharão para a eternidade. Essa é a filosofia que precisa fixar-se fortemente em nosso consciente exterior, para que ele se dê contas da importância que precisa ser dada à outra perna de nosso agregado, que é a perna do espírito. O corpo e o espírito precisam evoluir juntos.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 5 Fev 2017 - 10:04

10/12/2014
A busca pela evolução espiritual deve ser contínua. Mas o espírito, ao reencarnar, encontra ambientes totalmente adversos a esse objetivo de sua descida à matéria. Dificilmente encontra ele uma família harmonizada, onde zelem pelo bem-estar material e também espiritual dela. Hoje, o apego às coisas materiais tornou-se de primaz importância. Poucas são as famílias onde as coisas da alma são lembradas e cultivadas. Boa parte da humanidade, não se dá conta de que tem uma alma; se sabe, nem está aí. Julgam que podem fazer com Deus o que fazem com os homens. Pedem um perdão e está tudo quitado. Insanos, não se dão conta de que também são Deuses, como diz Jesus. Não se dão conta de que são os criadores de seu futuro, do mundo que os rodeia, da cama onde vão se deitar, na próxima encarnação. Não se dão conta de que aquilo que semearem, amanhã terão que colher. O mandamento maior, “Ama a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a si mesmo”, é coisa de carola.


11/12/2014
A coroação do empenho e da dedicação em se adquirir uma graduação em uma ciência humana chama-se doutorado. Da mesma forma, a dedicação e o empenho em se adquirir a evolução espiritual chamamos de mestria. Quando o ser estiver apto a dominar todas as atividades da matéria, tiver demonstrado essa capacidade, estará apto a ser um mestre. Isso se consegue com muito sacrifício e dedicação. Nada se consegue por acaso. Tudo é uma questão de objetivo, uma meta que se persegue por um longo tempo. Quando se engrena nessa caminhada, vai-se constatando que cada vez se torna mais fácil transitá-la. Podemos até fazer uma comparação com uma ave. No momento em que consegue dominar suas asas, podem alçar voo para o infinito, assim, como o condor que pode planar a grandes alturas, durante muito tempo, pois consegue dominar as correntes de ar, mesmo sem bater as asas.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 6 Fev 2017 - 8:34

12/12/2014
O desleixo com que o ser humano trata a sua vida espiritual facilmente descamba para a obsessão. Esses humanos, pela sua baixa vibração, atraem com facilidade esses espíritos em mesma faixa vibratória, que começam a sugar a energia animalizada do encarnado, muitas vezes, levando-o até à exaustão. Os espíritos obsessores se alimentam da energia animalizada do humano e, assim, grudam-se nele, tornando-se seu hospedeiro. Ainda mais, quando esses dois espíritos têm alguma coisa a resgatar de vidas passadas, motivo pelo qual o obsessor se aproveita para tirar a desforra. A única forma do obsidiado libertar-se é modificando o seu tônus vibratório, sair do nível vibratório do seu obsessor. Para isso, precisa de muita força de vontade e manter-se em vigília, para evitar que torne a ser presa desses espíritos de baixo teor vibratório. Ou, também, poderá utilizar muito a técnica das Chamas, especialmente com a Chama Violeta, que transmuta a energia negativa.


13/12/2014
EU SOU o pensamento e o sentimento criador perfeito presente em todas as mentes e corações de todo o mundo, em todas as partes. Decreto de Saint Germain, que elucida a importância do pensamento como poder criador, que está à disposição do ser humano para que ele possa exercer a sua função de experienciar o conhecimento Divino, assim, criando o seu mundo particular, criando o seu céu ou o seu inferno. O consciente exterior do ser humano precisa conscientizar-se dessa grande verdade, que passa desapercebida da maioria da humanidade; de seu poder criador. É ele que nos torna “Deus em ação”. Se formos fazer uma análise, tudo que o homem construiu, manipulou e inventou, tudo, absolutamente tudo, foi engendrado no pensamento e executado pelo sentimento. Outra coisa importante, também, e que não é dada a mínima importância pelo ser encarnado, é que todo o pensamento ao nível astral criar forma, e mais tempo ou menos tempo, retornará a quem a criou, exigindo o seu quinhão.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 7 Fev 2017 - 9:06

14/12/2014
“Atire a primeira pedra aquele que estiver sem pecado”, palavras de Jesus, que precisariam estar escritas na testa e no coração de todos os seres. A ninguém foi dado o direito de julgar quem quer que seja. Até em outra passagem do Evangelho, Jesus diz, “Quem de vós me nomeou juízo”? Portanto, se o próprio Cristo se nega a julgar as atitudes de alguém, por não se considerar autoridade para tanto, muito menos nós teremos autoridade alguma para julgar qualquer coisa. Assim, todo o julgamento que fizermos será contra a Lei do Amor e da Caridade. Está se impingindo sobre alguém uma pecha indevida, da qual não temos o poder de declinar. Por outra, todo juramento é o extravasamento do pensamento, como tal ele cria forma no astral e poderá prejudicar o julgado se a sua energia for semelhante ao do julgamento. Caso a energia do julgado repelir a criação do julgamento, esse retorna a quem emitiu o julgamento, onde terá que ressarcir o dano e exorcizar a criatura criada.


15/12/2014
Os ensinamentos passados pelos principais Mestres que pisaram neste planeta, muitos caíram sobre as pedras, conforme palavras de Jesus. Especialmente os conhecimentos trazidos durante o século XX. Proporcionalmente, são poucos os humanos que absorveram esses conhecimentos. Foram seres de mentes abertas, que reconheceram neles ensinamentos importantes para polir a espiritualidade dessas gerações tão apegadas às coisas materiais. Ou, então, fiéis de filosofias religiosas que se considerando o “fiel da balança”, o “supremo suprassumo do conhecimento”, o “detentor de toda verdade”, não permitem que seus fiéis sequer cogitem a possibilidade de inteirar-se de novas luzes que poderão encobrir o seu domínio. No entanto, esses novos conhecimentos liberados, saídos do “domínio de secreto” servem para auxiliar o ser humano a andar mais depressa na sua evolução espiritual, que precisa ser ultimada com urgência, pela proximidade de grandes transformações que não mais permitirão as antigas energias, eivadas de ódios, paixões e apegos às coisas materiais, continuarem neste planeta.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 8 Fev 2017 - 9:16

16/12/2014
Nada acontece por acaso. O acaso é só a ignorância das leis que regem o universo e as individualidades. Tudo tem um motivo de ser. Esse motivo é gerado em vidas passadas. Quando alguém é o gerador de um acidente, ou ele está à procura de ressarcir um dano que lhe causaram ou está sendo influenciado por um desencarnado. Também nessa situação cabem as palavras de Jesus, “É necessário que haja escândalos, mas ai daquele por quem vem o escândalo”. Os grandes acidentes também pode-se dizer estão incluídos nesse parâmetro. São resgates coletivos a que se submetem espíritos com o mesmo resgate, que se juntam para poderem coletivamente resgatar um dano, que, coletivamente causaram no passado, pode ser um passado recente ou longínquo. Muitas situações, assim, têm sido reveladas pelos próprios espíritos que escolheram aquela forma de resgate. Mesmo assim, ainda valem as palavras de Jesus, “Ai daquele por quem vem o escândalo”. Ou podemos dizer, ai de quem acendeu o estopim que causou o acidente.


17/12/2014
A consciência exterior do ser humano é muito saltitante, está sempre esvoaçando ao sabor do vento. Não se fixa em nada que não tenha sido experienciado pelos cinco sentidos. Está sempre propensa a inclinar-se para o lado que mais lhe renda lucros. O objetivo hipotético não chama a sua atenção. Está muito mais fadada a crer naquilo que os outros dizem, do que fazer um esforço para buscar suas próprias conclusões. Isso se aplica à maioria da humanidade, que não demonstra sabedoria em analisar as coisas antes de tomar qualquer conclusão. Mas, ao revés disso, há também muitos espíritos encarnados que estão muito bem despertos e comandam as atitudes exercidas pelo instrumento de que se servem para interagir na matéria densa. Esses são os desbravadores, a quem o Comando do Planeta Terra abre as comportas do conhecimento Divino para que sejam os espalhadores pelos quatro cantos do planeta dessas ferramentas que impulsionam o desenvolvimento espiritual da humanidade.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 9 Fev 2017 - 9:29

18/12/2014
Essa humanidade atual precisa acelerar a sua evolução espiritual. Estamos nos aproximando céleres para uma encruzilhada que nos direcionará para dois caminhos. Um desses caminhos é o da subida à quarta e quinta dimensões. O outro leva ao degredo de todos os espíritos que não alcançarem evolução suficiente para seguir pelo primeiro caminho. A Terra também terá sua ascensão a uma energia superior, que será um empecilho a portadores de energias inferiores de continuarem aqui. É como se fosse água e óleo, não se misturam. Essas almas, que não poderão continuar aqui, migrarão para outros orbes em início de evolução, como foi a Terra há alguns éons de tempo, quando as primeiras centelhas de vida foram trazidas para cá. Aos que seguirem pelo caminho da quarta e da quinta dimensões, terão uma aceleração em sua evolução espiritual, pois seus corpos não terão a densidade como a atual. Serão corpos bem mais sutis e leves, que não impedirão ao espírito de locomover-se com muita velocidade. Assim como diz Jesus, “Onde estiver teu pensamento, aí estará também o teu coração”.


19/12/2014
As benesses que o plano espiritual destina ao ser humano estão disponíveis a todos os seres que se dispõem a utilizá-las. Independem do ser humano apenas as energias necessárias para a subsistência do corpo. As demais sempre dependem do querer e do dispor-se a utilizar essas energias. Essas energias se referem mais ao espírito, às necessidades dele para desenvolver-se espiritualmente. O ser humano que não busca conscientemente esse alimento para o seu espírito, está fazendo-o dormir. É necessário conscientizar-se da importância dessas energias, que hoje chamamos de Raios ou Chamas Divinos. Esses Raios precisam ser buscados e aplicados conscientemente sobre o nosso corpo para que a energia divina cumpra a sua prerrogativa. Assim como para o corpo humano, a cada doença, há algum remédio que se aplicado corretamente surtirá o efeito desejado. Os Raios ou Chamas, a nível astral, são de resultados instantâneos, ao passo que, para o corpo físico, o resultado pode ser demorado, pela quantidade de interferências externas, que escondem o seu efeito.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 10 Fev 2017 - 9:20

20/12/2014
A necessidade de equilíbrio é muito importante, especialmente com relação à espiritualidade. Com relação à matéria, também tem importância muito grande, embora não tanto como a espiritualidade. O equilíbrio para a espiritualidade se prende ao fato de ela ser de duração infinita, é uma progressão contínua. Não pode fazer saltos. Da instabilidade resulta o carma, que são situações que precisam ser resgatadas, porque, como diz Jesus, “Não passará nem um til, nem um jota da Lei, sem que tudo seja cumprido”. Portanto, todo o resgate precisa ser quitado, porque tudo terá que ser cumprido. Assim, perde-se tempo e atrasa a evolução espiritual do ser. Geralmente um deslize puxa o outro, e forma-se como que uma bola de neve, necessitando esforço redobrado para conseguir-se vencer esse cai/levanta, cai/levanta sem fim.


21/12/2014
Pela nossa falta de sabedoria, somos imprevidentes. A sabedoria não é conhecimento, mas sim tornar o conhecimento útil para as nossas necessidades. Por falta de sabedoria, criamos necessidades inexistentes. Necessidades que mais satisfazem o orgulho e o ego do que úteis à nossa vida. A vida é simples, nós é que a complicamos. Criamos um monte de desejos, necessidades e encargos que ela se torna pesada, e, muitas vezes, temos que a arrastar pelo resto de nossos dias. Quanto mais simples for a nossa vida, mais fácil se torna vivê-la. As necessidades que criamos são para o corpo, que fenece a curto espaço de tempo se comparado com a longevidade do espírito. Se dermos em nossa vida mais atenção ao espírito, que é eterno, menos necessidades terá o corpo, por que seriam facilmente satisfeitas, conforme palavras de Jesus, “Buscar em primeiro lugar o reino de Deus e sua justiça, que tudo o mais vos será dado de acréscimo”. Essa é a verdadeira sabedoria: “juntar tesouros que o ladrão não rouba e traça não corrói”.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 11 Fev 2017 - 9:06

22/12/2014
Dizia o Dalai Lama que a verdade é muito grande para caber em nossa cabeça. Ela não suporta. Mas cada ser humano possui parcelas da verdade. Realmente, muitos poucos conseguem utilizar dez por cento da capacidade cerebral. Os noventa por cento ficam ociosos, aguardando o desenvolvimento. O ser humano, com raras exceções, parece possuir uma preguiça mental que trava o desenvolvimento de sua capacidade cerebral. É também por isso, a grande dificuldade de novos conhecimentos encontrarem eco, especialmente nas religiões estabelecidas. Geralmente seus adeptos preferem pensar com a cabeça dos outros. O que o fundador da igreja ou o dirigente disser, é lei. Não fazem questão nenhuma de perquirir, de julgar a veracidade dos fatos apresentados. Disseram, é verdade, mesmo que fatos incontestes digam o contrário. São incapazes de analisar os fatos e ver que não condizem com o conteúdo pregado. Mesmo, assim, ficam com a pregação. É mais fácil dizer amém, do que usar a razão e a lógica para contestar ensinos que não condizem com a realidade. Dizia o Cristo, “Deixem, são cegos dirigindo outros cegos, ambos cairão no fosso”.


23/12/2014
As religiões repetiram tantas vezes que nossa consciência exterior quase sem nega a pensar o contrário. Deus dá isso, Deus dá aquilo, Deus tira, Deus castiga, Deus condena ao fogo do inferno por toda a eternidade. Deus faz um milagre aqui, outro acolá. Eu classificaria isso como tomar o nome de Deus em vão. Tudo isso vai contra as Leis de Deus, estabelecidas para reger o universo e as individualidades. Se Deus fizesse tudo isso, estaria sendo injusto, a menos que faça a todos os seres humanos. Se Deus não der a todos as mesmas coisas, seria injusto e, sendo injusto, não seria Deus. O que Deus deu aos humanos? Digamos que apenas três coisas: uma parcela Sua, o Livre Arbítrio e o poder criador através do pensamento. Tudo o mais é resultado desses três atributos que recebemos. Sempre nos esquecemos de uma lei natural que diz: “A cada ato, há um ato com a mesma intensidade e em sentido contrário”. Portanto, tudo o que nos acontece é consequência daquilo que fizemos, agora ou em vidas passadas. Algumas vezes se paga agora, aquilo que agora fizemos, mas, se não agora, com certeza na próxima vida na matéria.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 12 Fev 2017 - 10:00

24/12/2014
Mesmo após dois mil anos da descida do Cristo à Terra, mesmo depois de tantos repetirem, lerem e discutirem o seu ensinamento, parece que as mentes dessa humanidade ainda não foram bastante capazes de vivenciar tamanho conhecimento. Embora muitos tenham descido ao circo ou imolados nas fogueiras, haja vista todo esse tempo, ainda a grande maioria dos homens não conseguiu fazer sua mensagem fixar-se em seus corações. Hoje, a cristandade comemora o Seu nascimento, mas quem o convidará para a ceia em sua homenagem? Quem lembrará de suas palavras? Ninguém lhe deu abrigo ao chegar neste mundo e parece que ainda continuam a negar-lhe. Jesus veio para este mundo para nos ensinar que, embora no mundo, não era do mundo. Nós também estamos no mundo, mas não somos do mundo. Somos seres em trânsito, e queremos carregar, nas costas, as coisas do mundo. Ele dizia, “As raposas têm suas tocas, os passarinhos têm seus ninhos e o Filho do Homem não tem nem uma pedra para repousar a cabeça”. No entanto, o universo se curvava às suas palavras. O seu olhar fazia tremer os corações.


25/12/2014
Hoje é o dia que se comemora o nascimento de Jesus. O maior dos mestres que pisou a Terra, foi predito por muitos profetas em muitos séculos, não encontrou sequer um berço para ser deitado, precisou dividir a companhia com animais e somente teve uma manjedoura como berço. Ele não viera para as coisas materiais e, durante toda sua vida, demonstrou que sua primeira preocupação eram as coisas no Pai. Atribuía tudo o que fazia como obra do Pai, reconhecendo-se apenas em ser um instrumento a Seu serviço. Neste dia, dobro meus joelhos e inclino minha cabeça a esse menino que, embora o mais infamante local que encontrou para vir ao mundo, o universo acusou a sua chegada, foi sentido por pessoas de outras paragens, por pastores, pessoas humildes e mais sensíveis, e até os anjos do céu cantaram alegres a sua chegada. Que neste dia, em que a cristandade comemora seu nascimento, Ele possa ressurgir também em nossos corações.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 13 Fev 2017 - 8:41

26/12/2014
A maioria das religiões que ora vigem sobre este planeta parece que não está preocupada em formar pessoas ligadas com a Divindade, mas uma tropa de fundamentalistas, que não aceitam nem admitem que haja alguém que pensa de forma diversa da sua. Formam donos da verdade, procuradores e representantes de Deus na Terra. Essas religiões não formam cristãos, mas escravos mentais de filosofia religiosa atrasada, que não são capazes de juntar dois versos da Escritura Sagrada, que poderá demonstrar completamente suas deduções eivada de silogismos que apenas servem para enredar pessoas crentes e com preguiça mental para logicamente deduzirem a impossibilidade de muitas de suas afirmações. Ludibriam seus adeptos com supostos milagres que mais cheiram a charlatanismo do que uma religião séria. Esses tornam-se incapazes de se desvencilharem das armadilhas semânticas a que são submetidos. Dizia o Cristo, “Deixa, são cegos dirigindo outros cegos, ambos cairão no poço”.


27/12/2014
O conhecimento aleatoriamente é liberado para seres em condições de experienciar, usufruir e dividir para o restante da humanidade, que tenha também mentes abertas para os receber, na medida de sua intelectualização, e aplicar para seu benefício e também para a humanidade. Os conhecimentos podem ser de cunho material ou de cunho espiritual. Os conhecimentos de cunho material servem para o desenvolvimento intelectual da humanidade, nos mais variados ramos das ciências. Os conhecimentos de cunho espiritual destinam-se a toda a humanidade. Não há necessariamente de estar vinculado ao desenvolvimento intelectual. Diferentemente do conhecimento material, esse não depende de pré-requisitos intelectuais; depende muito mais da disposição e busca desses conhecimentos para a sua própria evolução. O ser poderá não entender das letras, mas entender perfeitamente as coisas que se referem ao espírito.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 14 Fev 2017 - 9:14

28/12 2014
Os sacrifícios que temos que suportar todos os dias, quer sejam físicos, quer sejam morais ou espirituais, são sempre a queima das exsudações negativas de nossas vidas passadas. Não teriam um outro motivo de ser. Podemos ver, em muitas situações, pessoas que poderiam até se revoltar, mas estão, digamos assim, sempre de bem com a vida. São pessoas que, embora pareça viver em meio a um turbilhão de tribulações, sempre encaram de bom humor e paciência os revezes da vida. Pode-se até afirmar que pessoas assim só estão aqui para nos mostrarem que, com todos os percalços da vida, vale a pena viver, e viver bem. Existe um ditado popular que diz, “Aquilo que não tem solução, solucionado está”. Há outro, também, que diz, “Se te derem um limão, faça uma limonada”. Este deve ser o sentido da vida. Com exceção de poucos, a grande maioria de humanos sobre o planeta está aqui para limpar-se de suas catarses de vidas passadas. A melhor forma de fazê-lo, é baixar a cabeça e ir em frente. Ou, como dizem por aí, “pé na tábua”.


29/12/2014
Entre os poderes dados por Deus a todos os humanos, está o poder de criar através do pensamento. Essa atividade, além de incompreendida, é mal utilizada. O ser humano, malformado, somente se interessa pelos bens materiais, o ouro e a prata. Dificilmente se empenha em adquirir bens que “o ladrão não rouba e a traça não corrói”. Ele precisa aprender a criar e cocriar o alimento para o espírito, que não se coaduna com os bens materiais. Aí estão as palavras de Jesus para o confirmar, “Não se pode servir a dois senhores”. Como um dos senhores, o dos bens materiais, nos abandona no final da vida do corpo, temos que transferir boa parte de nossos interesses às coisas do espírito, que nos acompanham para a eternidade. Precisamos aprender a criar e cocriar aquilo de que precisamos para a nossa subsistência e para a nossa evolução espiritual. Dizia o Buda Gautama, “Precisamos andar pelo caminho do meio”, é onde está a evolução espiritual, a mestria.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 11

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 15 Fev 2017 - 9:41

30/12/2014
Podemos ver, se tivermos a capacidade de abrir os olhos, e não sermos como diz Jesus, “Têm olhos, mas não veem, têm ouvidos, mas não ouvem”, e percebermos a situação em que se encontra o planeta. Dá para se dizer que, no hemisfério sul, em toda a parte, há tormentas desproporcionais, como em um caso aqui no Brasil, onde, em quatro horas, choveu a quantidade de chuva prevista para três meses. As enchentes se proliferam por todas as partes, causando prejuízos sem conta. No hemisfério norte, as nevascas também estão desproporcionais, causando toda sorte de contratempos. Não está acontecendo que a Terra está se lavando das feridas e contaminações que os homens lançaram sobre seu solo? Está sim, e preparando-se para as grandes transformações por que irá passar, especialmente na adaptação para as novas energias que irá receber, onde os velhos parâmetros não mais serão aceitos, e quem não se enquadrar dentro desta nova energia irá embora por livre e espontânea vontade ou será degradado.


31/12/2014
Hoje encerra-se mais um ciclo solar. Boa parte da humanidade terráquea, ansiosa, aguarda o momento da transição. Mas, como sói acontecer, irão continuar com seus velhos hábitos, seus velhos costumes, seus velhos pensamentos e seus velhos sentimentos. Poucos são os que conseguem perseguir novos objetivos, e revisar suas vidas, e modificar seus costumes. Muito se fala em novos objetivos, mas quem os cumpre? Como diz aquele velho ditado, “Tudo continua como dantes no Quartel de Abrantes”. Enquanto a humanidade não modificar seus corações, continuará no Quartel de Abrantes. As mesmas buscas dos bens materiais. As mesmas buscas em satisfazer o orgulho e a vaidade. A mesma corrida atrás do ouro e da prata. Os mesmos ouvidos tapados as intuições de seu Eu Superior. Ó homem, os bens materiais deixar-te-ão no momento do teu retorno, de mãos vazias, ao mundo espiritual. Vê, se nessa virada, lembra-te de quem te acompanha para a eternidade.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 16 Fev 2017 - 9:02

INTRODUÇÃO
Novo ciclo de tempo, novas ideias, novos parâmetros e novos tempos. Como diz uma propaganda da Rede Globo, o ciclo será aquilo que eu fizer dele. Aliás, estou convicto de que cada um cria o seu próprio mundo. Aquilo que eu criar, será. Há uma frase no livro “Conversando com Deus” que diz: “Se não estás satisfeito com tua vida, muda teus pensamentos”. É disso que precisamos; mudar o foco de nossos desejos, vontades e buscas. Somente assim teremos um fim deste ciclo que inicia um pouco melhor do que aquele que terminou. Dessa forma haverá a evolução, não a evolução material, mas a evolução espiritual, aquela que acompanha o espírito pela eternidade, ao passo que a material nos abandona junto com o corpo. Não podemos nos esquecer de que somos uma dualidade ‘espírito/matéria’. É em cima disso que precisamos estabelecer as nossas metas.



01/01/2015
A roda do tempo completou seu giro e hoje inicia mais um ciclo solar. É a hora de pôr na balança todo o ciclo que acabou e sopesar, na nossa consciência, os prós e os contras desse período. Está na hora de levantarmos a cabeça e buscarmos mais as coisas do espírito, pois já andamos muito tempo olhando as coisas da matéria, que atrasaram demasiadamente a nossa evolução espiritual. O tempo que temos talvez seja curto demais. Se não andarmos em marcha acelerada, será, talvez, tarde demais. Já deu para notar que o tempo não espera ninguém. O ciclo catalogado pelos Maias já se encerrou. Ainda temos mais algum tempo, sem poder precisar quanto, mas sabemos que ele é curto. É nesse espaço que se fará a “separação do joio e do trigo, dos bodes das ovelhas”, como diz Jesus. Já podemos perceber com facilidade que o tempo acelerou, está tornando-se cada vez mais curto. Portanto, urge acordarmos para essa realidade, para não sermos pegos de surpresa, porque “não sabemos nem o dia nem a hora”, como diz Jesus.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 17 Fev 2017 - 8:43

02/01/2015
Precisamos nos conscientizar de que somos os criadores da nossa própria vida. Hoje, nossa vida é a criação do que fizemos em nossas vidas passadas. As religiões cristãs não aceitam a reencarnação. Não posso saber onde encontraram, na Escritura Sagrada, algo que a inviabilize. Pelo contrário, Jesus afirma de forma categórica: “Quem não nascer da água e do espírito não entrará no reino dos céus”. A igreja entendeu erroneamente que “Nascer da Água” era ser batizado. E, os que não forem batizados, irão todos para o inferno? Parece-me essa uma interpretação leviana e irresponsável, pois seleciona os eleitos por um pouco de água derramada na cabeça da criança ou do adulto. Jesus sabia das coisas, e era um homem direto em suas palavras. Jamais teria usado o “nascer da água” como batismo. Se o fosse, a teria usado. O que mais é possível entender por “nascer da água” do que ficar por nove meses numa bolsa de água, no ventre materno? É dessa forma, nascendo da água, que criamos a nossa vida na matéria.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 18 Fev 2017 - 10:03

03/01/2015
A Vida na matéria é o local onde vamos experienciar os conhecimentos e ao mesmo tempo evoluir. São nossos principais objetivos de existência. Na matéria é onde estamos, sem ter conhecimento de quem realmente somos. Quase a totalidade dos humanos ainda está debaixo do Véu de Maya, que lhe impede a descoberta de quem é, de quem foi e para que está nesse corpo, que não lhe dá a mínima condição de descobrir a sua individualidade. Se intelectualizamos algo, é através de outros, cujas mensagens esparsas podem dar uma vaga ideia de nossa origem. Eventualmente, por intuição, que muitas vezes pode ser difusa. Mesmo, também, por deduções lógicas, é possível concluir algo a respeito de nossa individualidade, mas, certeza absoluta, só teremos quando do retorno ao mundo espiritual, ocasião em que o oculto será claro e perceptível à nossa consciência de espíritos, criados de uma parcela da Divindade, para que, experienciando na matéria, Deus possa conhecer-se quem é.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 19 Fev 2017 - 9:34

04/01/2015
O consciente exterior de nosso corpo, quando não preparado e educado para sua função primordial, que é dar condições ao espírito de quitar suas pendências cármicas, torna-se mais um entrave ao espírito, condicionando-o a criar mais resgates. Embora ele não tenha como saber a real situação de seu espírito que é quem o faculta pensar, falar, agir e manter o perfeito funcionamento do corpo físico. Aí está a importância de dar às crianças, desde o seu nascimento, princípios e limites e especialmente vivência espiritual, que é o que vai manter o espírito acordado e intuindo o consciente exterior a direcionar-se para as coisas que o engrandecem e o encaminha para sua evolução espiritual. Propriamente, desde a mais tenra idade é que se molda e direciona o consciente exterior do ser humano. O consciente exterior é como um livro em branco, que começa a ser escrito ainda no ventre materno, e essa escrita continua até o momento em que o espírito deixar o corpo, que o carrega junto consigo, e será o protótipo de seu novo corpo, quando reencarnar.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 893
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 72
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO (BOOKESS.COM)

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 33 de 35 Anterior  1 ... 18 ... 32, 33, 34, 35  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum