PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Página 2 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 5 Jun 2017 - 8:56

15/04/2015
A maioria dos princípios que regem a nossa vivência social, é ditada pela filosofia materialista. É isso que nos foi imposto desde nossos primeiros dias de vida na matéria. Raramente se recebem preceitos morais ou que se relacionam à outra perna de nosso conjunto homem/espírito. Ao menos, assim funciona aqui no ocidente. A matéria sobrepujou o espírito. Em última instância, pôs o espírito a dormir. Sempre que o espírito é relegado para segundo plano, ele é forçado a dormir. Sempre que ele dorme, vai tornando estéril a decida à matéria. Perde a oportunidade de evoluir e ainda adquirirá mais carmas a serem resgatados em suas próximas encarnações. A Lei de Deus pode parecer dura, mas somente o é para aqueles que a desobedecem. Uma parte da Lei é o Livre Arbítrio, que nos faculta o fazer ou deixar de fazer. A outra parte da Lei é “A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. Se fizermos uma coisa contrária à Lei, isso se transforma em carma. Se não fizermos uma coisa que precisamos fazer, também se transforma em carma. É muito claro o dito de Jesus: “Não passará da Lei nem um til, nem um jota sem que tudo seja cumprido”.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 6 Jun 2017 - 8:45

16/04/2015
Quando a matéria se sobressai ao espírito, há a desarmonia. Isso é o que está acontecendo em nosso planeta. Com exceção de algumas filosofias orientais, todo o restante do planeta sofre dessa dicotomia entre a matéria e o espírito. Parece que muito pouco adiantou, ao menos para parte da população deste planeta, os dizeres de Jesus: “É muito mais fácil um camelo passar pelo buraco de uma agulha do que um rico entrar no reino dos céus”. Precisamos aqui entender perfeitamente essas palavras. Por rico, Jesus quis se referir àqueles que são apegados às coisas materiais. A riqueza não é condição de perdição. A condição está no apego aos bens materiais. Pode-se possuir muito pouco e ser apegado a eles. Como também pode-se possuir muito e não lhe retribuir apego. Os bens materiais podem encher os bolsos, mas não podem entrar no coração. Os bens materiais são necessários para a manutenção do corpo, para que se possa ter tanto o corpo como o espírito sadios. Não podemos descurar de nenhum deles, pois ambos são importantes para nossa vida na matéria. Como diriam os latinos, “Anima sana in corpore sano”.


Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 7 Jun 2017 - 8:46

17/04/2015
A civilização exercida pela raça humana atual parece que está degenerando. Esqueceram-se da convivência gregária. Lançaram-se ao individualismo, e, no máximo, congregam ainda o grupo restrito de seus familiares. Quem foge a este grupo, há o “quem pode mais chora menos”. A lei de Gerson impregnou-se no consciente exterior dessa humanidade, que, os que não são de seu círculo familiar só servem como degrau para poder subir mais. Ainda rendo palmas às civilizações indígenas, que vivem para o todo, para o grupo. Fora o tempo necessário para coleta de alimentos, passam o restante do tempo em suas danças, na adoração de seus deuses particulares. Semeiam, mas só colhem o necessário para o alimento diário. Estes quase são como as palavras de Jesus: “As aves do céu não semeiam nem colhem, no entanto, o Pai do céu as alimenta”. Grande parte desta civilização atual parece ter perdido, ao menos conscientemente, a sua condição de filhos de Deus. Dessa forma, precisam juntar tudo o que podem com medo de lhes faltar. Se se lembrassem de sua condição de filhos de Deus, saberiam que o Pai jamais negaria o alimento a quem tem fome.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 8 Jun 2017 - 9:10

18/04/2015
A vida é o extravasamento da Essência Divina na matéria e também fora dela. A vida é o que nos liga com a Divindade. Ela é a expressão máxima da união de tudo no universo, como a Energia Criadora, o Deus Pai/Mãe, a Grande Energia, o Alfa e Ômega. Esse princípio, do qual surgiu tudo o que existe no universo, e tudo o que existe no universo, faz parte dele. Cada átomo, planeta, estrela ou galáxia é também um ser vivo, onde o Todo se manifesta e exerce o seu poder criador, regedor e mantenedor de formas a manter a estabilidade de tudo o que existe. O nosso conhecimento de vida é muito restrito, pois foi calcado sobre a matéria perceptível ao olho humano. Com o advento das máquinas mais sofisticadas, pôde o ser humano perceber que na menor partícula da matéria existe movimento, só não se flagrou de que movimento é vida, e vida é a Essência da Divindade. Não percebeu, também, que no momento em que cessar o movimento, há a morte, e que a morte é o retorno da matéria ao seu estado primevo, a Fonte donde surgiu para transformar-se em matéria. Em síntese, tudo é Deus em ação.


Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 9 Jun 2017 - 8:52

19/04/2015
A ressurreição é um termo que precisa ser muito bem entendido. A reencarnação é um termo muito mais fácil de ser entendido. Ela se efetua quando o espírito sai do mundo espiritual e vai habitar no mundo físico, dentro de um corpo de carne e, por um tempo já predeterminado, deverá permanecer lá, a fim de ressarcir infrações contra a Grande Lei, e também experienciar os conhecimentos Divinos, evoluindo em consequência. Quanto à ressurreição, é a volta à vida daquele que estava morto aos olhos materiais. Por morto, precisamos entender o desligamento da vida, a vida como um todo, o retorno da matéria que compõe o corpo à forma primeva, dos elementos que a compõem. Esta é a verdadeira morte. A outra apenas está temporariamente desconectada da Fonte donde promanam todas as coisas. Esta é a aparente morte a que estão sujeitos todos os seres humanos, pois ela só acontece com eles, quando se desviam do caminho que leva a um fim pacífico, para ingressarem no descaminho da perdição, da imoralidade, da insanidade social e da destruição de todos os princípios que nos diferenciam da animalidade e da barbárie. Os que andam neste caminho em realidade estão mortos, pois não estão vivos, vegetam como ser social e racional.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 10 Jun 2017 - 9:53

20/04/2015
O Cristo afirma: “Vós sois Deuses”. Quem somos nós para duvidar das suas palavras? Precisamos, sim, em primeiro lugar, convencer nosso consciente exterior dessa realidade. As igrejas deveriam insistir, explicitar, incutir e incentivar os seus fiéis a buscarem o entendimento dessa grande realidade. Nosso consciente exterior, já no início de sua formação, é enchido com tudo o que se refere à matéria, e é descurado totalmente o conhecimento e a vivência do espírito ou das coisas espirituais. Assim, desde a mais tenra idade, educa-se o pequeno ser como se fora um computador, cheio de dados, mas sem princípios. Já na base familiar, o desviam do caminho proposto e preparado na erraticidade para aquele espírito posto na matéria, lançado no mundo, mas sem ser do mundo. Essas religiões, em vez de nos incentivar a sermos “Deuses”, nos pecham de pecadores e nos impingem um pecado que não cometemos, nos condena ao fogo eterno. É certo que nossa capacidade intelectiva não consiga entender a Deus, mas isso não quer dizer que não possamos esforçar-nos para ao menos compreendê-lo e tentar vivenciar os conhecimentos que nos tem passado através dos Mestres que manda para nos instruir.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 11 Jun 2017 - 10:12

21/04/2015
A necessidade do ser humano em conseguir alcançar a evolução espiritual está calcada em diversos fatores. Primeiro, o espírito precisa, em um corpo físico, experienciar os conhecimentos Divinos, em todas as facetas da atividade humana. Para isso, precisa reencarnar nas mais diversas regiões do planeta, nos mais diversos países, raças e culturas. Fator também importante é que terá que passar pela sete raças-raízes e suas sub-raças. Isso deve acontecer num período de tempo de quatorze mil anos. Mas a raça humana desviou-se do caminho que conduz à perfeição e enveredou pelo caminho da matéria, que somente retribui aos que a ela se entregam, dando-lhe retribuição imediata, enquanto no corpo físico. Quando o corpo abandona o espírito, ele retorna ao mundo espiritual sem nada, como se diz “com os bolsos vazios”, e muito mais carmas para serem queimados. Outro fator que também influi bastante é que o ser considerado civilizado se esqueceu de sua condição gregária, lançando-se de corpo e alma no individualismo, que o torna avaro, mesquinho e egoísta.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 12 Jun 2017 - 9:47

22/04/2015
A descida do espírito humano à matéria é condição “sine qua non” para a sua evolução espiritual. Embora, isso não seja regra absoluta em sua visão geral, só acontece quando o espírito já tenha certa evolução e se condicione a contrato coletivo, de continuar no mundo espiritual a fim de participar do outro lado da vida, de projetos muito bem elaborados no sentido da evolução geral da humanidade. Isso muito facilmente acontece. Quando o espírito reencarna, o seu consciente exterior não possui registros de seu conhecimento, então, os que participam do seu contrato evolutivo passam-lhe, em sonho ou em forma de intuição, os conhecimentos de que precisa. Não posso afirmar que seja o caso, mas Albert Einstein dizia que, quando precisava descobrir algo, ia dormir. Para esses casos, a condição “sine qua non” já foi cumprida, e, assim, também evoluem do outro lado da vida. Evoluem porque participam de um contrato coletivo e, para isso, não precisamos estar encarnados em um corpo físico. O fazem para o bem da humanidade.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 13 Jun 2017 - 9:46

23/04/2015
Precisamos nos conscientizar de nossa filiação Divina. Isso é de primaz importância para impulsionar nossa evolução espiritual. A maior dificuldade está no esquecimento de nossa origem e de quem realmente somos, quando imersos no corpo físico. Esse esquecimento é importante para que possamos experienciar o conhecimento Divino, sem, no entanto, sabermos que somos Deuses em Ação. O consciente exterior do nosso corpo não tem o conhecimento de nossas vidas pregressas simplesmente porque não as experienciou através dos cinco sentidos. Isso é necessário enquanto nosso espírito não for bastante evoluído para poder reconhecer-se quem é. Enquanto isso não acontecer, o consciente exterior estará impossibilitado de receber informações que não sejam de sua experienciação. Conforme há a evolução do espírito, paulatinamente haverá a retirada do Véu de Maya de sobre a existência do espírito anteriormente a seu atual corpo físico. Precisamos ter sempre consciente em nossa mente que tudo está perfeito no universo. Por isso, precisa ser exatamente assim, para que não se promova a desarmonia e se ponha em risco a harmonia universal.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 14 Jun 2017 - 10:04

24/04/2015
O conhecimento de uma civilização que conseguiu alcançar a Idade de Ouro e depois se encaminha para a extinção, não quer dizer que todos os seus elementos, todos os seus habitantes também desaparecem. Muitos sobrevivem, imigrando para outras terras, mas saindo, geralmente, não conseguem levar junto a evolução havida na sua civilização de origem. Os que o conseguem, com o tempo vão perdendo o conhecimento que haviam adquirido, por não poderem repassar a seus sucessores esses conhecimentos e, com a sua morte, também desaparece o conhecimento, tendo os sobreviventes que reiniciar tudo novamente. Assim, percorrem um logo tempo até que consigam, novamente, adquirir o conhecimento. Mesmo assim, não será igual ao da Idade de Ouro. As novas condições são totalmente adversas e diferentes, que auxiliam a dificultar o desenvolvimento da nova civilização. Isso com relação às civilizações já extintas, todas eram circunscritas, ao passo que a civilização atual, por ser globalizada, não poderá ter o mesmo fim e reinício. Terá que ser uma transformação evolutiva para uma oitava superior.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 15 Jun 2017 - 10:01

25/04/2015
O amor, especialmente em relação aos pais, que nos possibilitaram a existência terrena, é uma questão que não pode ser balanceada. Ele é tão imperioso como a nossa própria existência. A eles devemos não só o material que formou o nosso corpo, mas também a formação de nosso caráter. Não importa quem sejam. Sempre lhes devemos obediência, amor e deferência. Podem ter-se tornado mendigos de rua, traficantes, assassinos, não importa, pois sempre corre e sempre correrá em nossas veias o seu sangue. Sua carne sempre será nossa carne. Incorremos em infração à Lei estabelecida por Deus, quando lhes temos desprezo. Isso será motivo de pesados resgates. Talvez não nesta existência, mas com certeza na, ou melhor, nas próximas. Toda a infração à Lei ou Harmonia Universal são resgates que precisam ser ressarcidos. Não podemos nos esquecer das palavras do Cristo: “Não passará da Lei nem um til nem um jota, sem que tudo seja cumprido”. Esse cumprimento se fará dentro da eternidade, não importa quanto tempo será necessário. Também temos que prestar atenção a outras palavras do Cristo: “A semeadura é livre, mas a colheita é obrigatória”. Isso é Lei estabelecida por Deus e nunca será revogada.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 16 Jun 2017 - 9:23

26/04/2015
A nossa existência, tanto no corpo físico como na morada celeste, está concatenada, fixa, condicionada e imprescindível com todos os seres que estejam na matéria ou fora dela. Somos uma individualidade consciente, pensante e, na matéria, autônomos em nossos atos, palavras e pensamentos, mas ligados a todos e a tudo no universo, pois somos uma partícula da Divindade, da mesma forma como tudo o que existe no céu ou na Terra, como também debaixo dela. Não somos um excremento, abandonado por alguém, em qualquer lugar no espaço. A nossa ligação com tudo e com todos é tão efetiva que levou Jesus a dizer: “Vós sois Deuses”, (João 10:34). Dessa forma, não há diferenciação entre um átomo, que também é uma morada de Deus, como um Arcanjo, que é o distribuidor das Energias Divinas. A única dificuldade em entender isso é o nosso consciente exterior, que é cego como uma mula de carroça, que não vê os lados, porque tem uma viseira que lhe encobre o seu príncipe divino e a percepção daquilo que não passou pelos seus cinco sentidos. Em síntese, aquilo que experienciou. Por isso, com facilidade se considera dono da verdade e até procurador de Deus na Terra.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 17 Jun 2017 - 8:54

27/04/2005
A dificuldade de novos conhecimentos serem liberados para a humanidade prende-se ao fato de que seu consciente exterior é bitolado, forma como que uma viseira que impede a visão para os lados. Isso de certa forma, é consequência de religiões que seus dirigentes não admitem algo que possa ser diferente do que pregam e acham. Julgam-se senhores da verdade como se fosse procuradores de Deus na Terra. Não se conscientizaram ainda de que sua inflexibilidade impossibilita o surgimento de novos avanços que facultarão maior desenvolvimento. Não se conscientizaram, também, que nem Deus intervém no Livre Arbítrio de quem quer que seja, muito menos os seus mensageiros o fariam. Se o próprio ser humano não se abrir aos novos conhecimentos, eles continuarão a escorrer, como a água da chuva, pela parede de um edifício. O livre arbítrio não isenta da culpa de quem foi chamado a fazer e não o fez. Das escolhas, fazer ou não fazer, recai o mérito ou o demérito. Assim como quem planta tem que colher, quem não planta terá que retornar para fazer o que não fez.


Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 18 Jun 2017 - 9:46

28/04/2015
O esquecimento de nossa verdadeira identidade facilmente leva o ser humano a desviar-se do seu objetivo proposto, tanto pela Divindade, quanto de nossa criação como individualidades, como do projeto de nossa atual encarnação. O nosso consciente exterior, quando nascemos, é como um livro em branco que deverá ser escrito por nós mesmos. Nele está tudo que nossos cinco sentidos conseguiram captar. Em síntese, tudo o que experienciamos em nossa existência terrena. Somos seres altamente impressionáveis, facilmente nos dobramos às opiniões, especialmente de nosso grupo de vivência, inicialmente, pela família, depois pelos colegas e depois pela sociedade onde estamos inseridos. Essas primeiras impressões são as que nortearão nossos pensamentos, palavras e obras. Se o ser tiver uma mente aberta, poderá redirecionar os objetivos impostos anteriormente, por toda a gama de conhecimentos, experiências e vivências adquiridas. A mente humana é maleável quando o ser se dispuser a buscar novos conhecimentos e objetivos para sua existência. Caso contrário, permanecerá estacionado e remoendo seus silogismos e vomitando-os para todos os lados.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 19 Jun 2017 - 9:25

29/04/2015
A grande dificuldade de novos conhecimentos serem aceitos nas religiões já estabelecidas prende-se ao fato de seus adeptos serem bitolados pelos conhecimentos aceitos pela religião que praticam, como se Deus fosse exclusividade desta ou daquela. Cada uma se julga possuidora da verdade, embora esta seja muito grande para caber na cabeça humana. Formam redutos intransponíveis, não admitindo que novos conhecimentos adentrem em seus círculos religiosos, e impedem sua própria evolução espiritual. Se não abrirem suas metas, nem que seja para os mentores de suas casas poderem falar sobre esses conhecimentos, jamais lhes será imposto nada. Nem Deus intervém no Livre Arbítrio de quem quer que seja. O Livre Arbítrio não exime de responsabilidade a quem que, estando no mando, impedir que seus subordinados, possam receber conhecimentos que lhe seriam muito úteis ao seu desenvolvimento espiritual e no caso dos Raios Divinos auxiliando-os a limparem seu EU SOU das cascas de energias negativas acumuladas sobre ele no decorrer de suas encarnações.


Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 20 Jun 2017 - 9:21

30/04/2015
“A messe é grande e os operários são poucos”, dizia Jesus. Em sua época, acontecia isso porque sua doutrina estava recém implantada no seio da humanidade. Foi necessário muito sacrifício dos seus seguidores para que as sementes plantadas por Jesus começassem a dar frutos. Foram necessárias muitas jornadas para que sua voz se espalhasse pela Terra. Suas palavras eram transmitidas de boca a boca. As distâncias eram longas; as estradas não eram asfaltadas; os únicos meios de comunicação era a boca para falar e os ouvidos para receber. Mesmo assim, elas, pode-se dizer, conseguiram dar a volta ao mundo. Continuamente se está recebendo novos conhecimentos, novas chamadas lançadas no consciente exterior da humanidade, que precisam, como na Parábola do Semeador, cair em terra fértil. Hoje, não se admite mais ouvidos moucos. A palavra não precisa andar com o mensageiro pelas estradas até alcançar os ouvidos que a ouçam. Hoje, no momento em que lanço a palavra, instantaneamente do outro lado do mundo, ela poderá ser ouvida. E, aqueles que a ouvem, ou que não a querem ouvir, serão tão responsáveis como aqueles a quem foi dada uma responsabilidade e não a executam.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 21 Jun 2017 - 9:36

01/05/2015
O mundo espiritual está sempre pronto para nos auxiliar em nossas necessidades. Podem ser elas de ordem material ou de ordem espiritual. Mas esse auxílio está sempre condicionado ao Livre Arbítrio de cada ser humano. Ninguém jamais, nem mesmo Deus, interferirá no Livre Arbítrio de quem quer que seja. Para tanto, precisa, absolutamente, que haja a concordância, o pedido do ser humano. Isso com relação a tudo na vida. É imprescindível que nossa mente esteja aberta para receber, sejam eles bens materiais, espirituais ou até novos conhecimentos. Mesmo os novos conhecimentos, para que sejam liberados, há a necessidade de haver mentes abertas e em condições de os receber. Todos os conhecimentos são indispensáveis para impulsionar o desenvolvimento espiritual da humanidade. Quanto mais esses conhecimentos demorarem para penetrar o consciente exterior do ser humano, mais demorada será também a evolução. Aqueles demasiadamente apegados a conceitos e normas, invariavelmente levarão mais tempo para alcançar a sua mestria. O segredo do conhecimento está apenas na mente humana.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 22 Jun 2017 - 9:49

02/05/2015
A busca do conhecimento é condição indispensável para consegui-lo. O conhecimento que nos é possível adquirir está aí, assim como o ar que necessitamos para viver. Por exemplo: se o pulmão não puxar o ar da atmosfera, não poderá adquirir o oxigênio para alimentar as células. Da mesma forma, com relação ao conhecimento. Precisamos abrir nossa mente exterior para estar disponível a receber os conhecimentos. Isso é de primaz importância. Pode-se fazer uma comparação com a concha que somente poderá produzir a pérola se ela se abrir para sugar a água do mar e junto com a água vieram algum grão de areia. Se ela permanecer fechada, morrerá, porque não se alimentou com a água e também não produziu a pérola. São comparações bastante chulas, mas nos podem dar um melhor entendimento de que precisamos estar constantemente alertas e de mente aberta para podermos aproveitar as oportunidades de melhora em nossa evolução espiritual. Se não nos dispusermos a receber novos conhecimentos, eles não serão impingidos. Porque nem Deus interfere no nosso Livre Arbítrio. Se eu não quiser, não acontece.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sex 23 Jun 2017 - 9:33

03/05/2015
A humanidade não é sábia. Simplesmente aceita ou rejeita algo sem, no entanto, examinar, procurar explicações, buscar em outras fontes formas de examinar a veracidade daquilo que é apresentado. A sabedoria está na pesquisa, em encontrar respostas que possam elucidar aquilo que se quer conhecer. O simples fato de, mesmo antes de buscar elementos, descartar, é sinal de imaturidade, de falta de sabedoria. Nada é definitivo no universo. Aquilo que hoje temos como verdade absoluta amanhã poderão surgir novos elementos que alterem aquilo que considerávamos definitivo. A vida é dinâmica, o conhecimento também é dinâmico. O pensamento do ser humano é um poder criador, e, com tal, poderá criar novos parâmetros, novas formas de ver e de relacionar aquilo que hoje existe, e se considera como uma verdade absoluta. Quem vai fazer toda essa estruturação é a sabedoria, que sempre procura entendimento das coisas que se apresentam em nossa vida, de forma que as possa compreender por inteiro.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Sab 24 Jun 2017 - 10:19

04/05/2015
A solução para nossas necessidades, quer sejam de ordem material ou de ordem espiritual, está dentro de nós mesmos. Com facilidade nos esquecemos de que temos dentro de nós o poder criador. O pensamento é esse poder que nos iguala a Deus, aliás, Jesus já disse em seus ensinamentos: “Vós sois Deuses”, (João 10:34). A conscientização desse tão importante fator faz toda a diferença. Só precisamos exercitar esse poder para torná-lo efetivo. O segredo está nas palavras de Jesus, “Busca em primeiro lugar o Reino de Deus e sua justiça, e tudo mais vos será dado de acréscimo”. Parecem-me muito claras essas palavras de Jesus. O problema é que não nos dedicamos a elas. Queremos um “milagre” e, no entanto, o apego às coisas materiais é maior que o nosso querer. Estamos sempre servindo a dois senhores. Não podemos querer usufruir benefício dos dois. Ou ama a um ou ama ao outro. Aí está o âmago da questão. Estamos sempre sobre o muro, como se diz. Assim, nunca conseguiremos alçar voo ao infinito, na busca de nossa evolução espiritual, pois estamos sempre ligados às coisas materiais.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Dom 25 Jun 2017 - 9:06

05/05/2015
Por mais escura que seja a noite, sempre que se tem uma luz, facilmente se encontra o caminho. Isso não se aplica somente às coisas materiais, mas também às coisas espirituais, e especialmente a essas. A luz do espírito é aquilo que lhe damos enquanto encarnado. É nesses momentos em que ele pode mais facilmente aumentar a sua luz. Porque é aqui que ele experiencia o conhecimento Divino. É aqui que ele põe em prática a programação que ele avalizou para a sua reencarnação. Apesar de estar condicionado pelo Véu de Maya, sempre receberá instruções de seu próprio Eu Superior ou de seu Anjo de Guarda sobre a melhor forma de direcionar sua vida na matéria. É aqui que o seu consciente exterior precisará estar sempre atento para não deixar passar nada que seja importante e necessário para o espírito avançar, lenta, mas progressivamente, rumo à sua mestria. Quanto mais o consciente exterior for ligado, for parceiro do espírito, mais facilmente conseguirá o desenvolvimento espiritual, necessário para que possa alcançar a mestria, que é o objetivo de cada espírito, em sua caminhada evolutiva.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Seg 26 Jun 2017 - 9:06

06/05/2015
O consciente exterior da humanidade ainda não se conscientizou, mas há uma verdade que precisa ser descoberta, embora esteja bem na frente do nariz. Tudo no universo está ligado por laços indissolúveis que vêm da energia Divina. Ela comanda tudo no universo, está em tudo e tudo é essa energia. Ela se expressa através do amor, por isso Jesus insistia tanto no amor incondicional. Mandava, inclusive, amar até os inimigos. Igualou o amor ao próximo com o amor a Deus. Ninguém pode amar a Deus se não amar o próximo. Ninguém, também, pode amar o próximo se não amar profundamente a si mesmo. Por que Deus está em tudo e tudo é Deus. Se amarmos aos minerais, os vegetais, os animais e os humanos, estaremos amando também a Deus, porque Deus está em todos eles. Não podemos ver a Deus, mas precisamos perceber a sua presença pelos sinais que Ele deixa. Por isso, é preciso abrir os olhos e especialmente os olhos do coração e buscar esses sinais que estão bem na frente de nosso nariz e não percebemos. “É pelas suas obras, que os conhecereis”, é pelas obras que conseguimos entender a Deus, e, para isso, só precisamos abrir os olhos.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Ter 27 Jun 2017 - 9:09

07/05/2015
O conhecimento é progressivo. Podemos constatar isso no conhecimento humano. Ele se desenvolve progressivamente, para que a criança possa intelectualizá-lo conforme o crescimento de seu consciente exterior. Assim, há a absorção de conceitos que formarão o seu intelecto. Passa pelo primeiro grau, segundo grau, faculdade, mestrado, doutorado e especialização. Essas se referem exclusivamente ao conhecimento humano. Com relação ao conhecimento Divino, também é liberado, mas de acordo com a evolução de no mínimo uma parte da humanidade. Não pode ser liberado todo, pois a humanidade não iria, nem poderia intelectualizá-lo. Aliás, o Dalai Lama disse em uma de suas passagens pelo Brasil, que “O conhecimento é muito grande para caber em nossa cabeça. Cada um possui parcelas de conhecimento ou da verdade”. Ninguém pode considerar-se possuidor da verdade, porque ele não é. Em vista disso, precisamos estar sempre de mente aberta para receber novas verdades ou conhecimentos. Quando estivermos disponíveis, ele virá. Não importa a forma ou como, mas ele virá. Sábio é aquele que busca a verdade.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qua 28 Jun 2017 - 8:51

08/05/2015
O processo depurativo do espírito humano é muito longo, pois muitas foram as encarnações em que foi dominado pelas paixões da carne, deliciando-se como elas e levando também aos seus irmãos. Pode-se até dizer que muito mais esteve mergulhado nos prazeres do que no recolhimento de seu pensamento para buscar algo acima de “terra a terra”. Muito mais agiu como um animal feroz do que como um companheiro de jornada, em toda a sua trajetória pelas mais diversas civilizações e talvez em outros planetas. Mergulhado em uma das sete raças-raiz ou suas sete sub-raças, pouco aprendeu. Essa cabeça dura continua, hoje, demonstrando sua sina selvagem, como diz Saint Germain em seu livro, ‘O Livro Alquímico de Saint Germain’, “O ser humano é como um leão faminto, na mata, atacaria qualquer coisa para satisfazer seus desejos”. Muitos ainda estão ali. Não têm o menor escrúpulo para roubar, matar e esfaquear, contanto que seja satisfeito o seu desejo de posse. Não interessa como, contanto que consigam. Não é de estranhar a situação atual da humanidade. Em nome de um Deus inexistente, destroçam comunidades inteiras. Em nome de um poder econômico, devastam países, tudo para satisfazer seus desejos.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Miguel Arcangelo Faccio em Qui 29 Jun 2017 - 8:22

09/05/2015
O sucesso em qualquer atividade, sempre tem uma base sólida. Geralmente é um tripé, qual seja: a vontade, a Constância e a persistência. É em cima desse tripé que se cria, se mantém e se alcança o sucesso. Para as coisas materiais se diz sucesso, mas para as coisas espirituais se diz mestria. O sucesso geralmente surge em pouco tempo. A matéria retribuir com rapidez, ao passo que a mestria necessita de muito tempo, pois o espírito precisa experienciar muitas encarnações, em cada uma das sete raças-raiz e suas sete sub-raças. Na matéria, é necessário, a cada encarnação, recomeçar tudo novamente, ao contrário, o espírito agrega, cada encarnação, as suas aquisições, jamais perde os avanços adquiridos. Pode até retornar a um corpo físico em situação bem inferior que em sua anterior encarnação. Isso não é um retrocesso, são experiências pelas quais ele precisa passar para completar todas as atividades humanas. Por isso suas encarnações são sempre muito diferenciadas. Precisamos entender que Deus nos faculta vidas, de reis a mendigos, para que, em nossa evolução, possamos ter experienciado todas as atividades, as raças, as religiões e as civilizações humanas. Após isso, teremos alcançado a mestria.

Miguel Arcangelo Faccio

Mensagens : 1079
Data de inscrição : 03/01/2011
Idade : 73
Localização : Passo Fundo (RS)

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: PENSAMENTOS LANÇADOS AO VENTO II (BOOKESS.COM) - LIVRO 12

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum