O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Página 7 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Angel em Ter 22 Maio 2012 - 21:52

Mentira de Obama Cinco trilhões de dólares

Michael Snyder
O colapso econômico
Terca-feira maio 22, 2012
Por que não é a economia dos EUA em uma depressão agora? A razão número um é porque o governo federal tenha roubado mais de cinco trilhões de dólares das gerações futuras desde que Barack Obama foi eleito e tem usado esse dinheiro para bombear o nosso padrão grosseiramente inflado de vida.

Se o governo federal gasta dinheiro sabiamente ou tolamente, a verdade é que a grande maioria dos que ainda acaba nos bolsos do povo americano que, em seguida, usá-lo para comprar as coisas que eles precisam para suas vidas diárias. Se o governo dos EUA não haviam tomado emprestado e passou um extra de cinco trilhões de dólares que não tivemos ao longo dos últimos anos, gostaríamos de estar no meio de uma depressão econômica rip-roaring agora. Assim, qualquer discurso que Barack Obama é "melhorar a economia" é uma farsa total. É uma mentira de cinco dólares trilhão. A realidade é que Barack Obama eo Congresso dos EUA foram roubar trilhões de dólares das gerações futuras, a fim de tornar as coisas tolerável no presente. Se o governo federal aprovou um orçamento equilibrado no próximo ano, a prosperidade alimentado pela dívida que nós estamos actualmente a beneficiar de começaria a desaparecer muito rapidamente e todo o inferno se soltar na América.
Neste ponto, os EUA dívida nacional é mais de 15,7 trilhões de dólares.
Quando Ronald Reagan assumiu a presidência era inferior a um trilhão de dólares.
Se você tivesse que dividir a dívida nacional se igualmente, que chegaria a mais de US $ 50.000 para cada homem, mulher e criança nos Estados Unidos.
Assim, a parcela da dívida nacional para uma família média de quatro pessoas seria cerca de US $ 200.000.
Quando o governo toma emprestado, e gasta o dinheiro que ele não tem, que aumenta a quantidade de dólares em circulação e faz com que o PIB a subir.
Essa é uma das razões pelas quais os nossos políticos gostam de tomar emprestado e gastar o dinheiro que não temos. Faz com que as estatísticas econômicas com bom aspecto. Eles podem apontar para essas estatísticas económicas como motivo para enviá-los de volta para mais um mandato.
Esta é uma grande falha no nosso sistema. A maioria dos nossos políticos não se importam sobre como eles estão estuprando as gerações futuras financeiramente. A maioria deles só se preocupam com ser eleito novamente.
Se você vai notar com cuidado, nem Mitt Romney nem Barack Obama são promissores para equilibrar o orçamento em breve. Como tantos políticos no passado, eles prometem fazer "eventualmente", mas "eventualmente" nunca chega.
De acordo com um artigo recente no Washington Times , Mitt Romney declarou durante uma aparência recente campanha que ele não tem planos para equilibrar o orçamento federal em seu primeiro ano ....
"Meu trabalho é fazer com que a América de volta no caminho certo para ter um orçamento equilibrado. Agora eu não vou cortar US $ 1 trilhão em um ano "
Por que ele diria isso?
Por que ele não quer equilibrar o orçamento?
Ele passou a explicar que ....
"A razão", explicou ele, "está tomando um trilhão de dólares para fora de uma economia de 15 trillion dólar faria com que a nossa economia a encolher [e] iria colocar um monte de pessoas sem trabalho."
Romney está certo sobre isso. Tomando um trilhão de dólares para fora de uma economia de 15 trillion dólar nos precipitar em um pesadelo econômico.
E que o fizesse ficar ruim.
Claro, se Obama ganhar a eleição, podemos apenas esperar mais do mesmo dele também.
Por exemplo, basta verificar o que White Chief Casa de Pessoal Jack Lew tinha a dizer sobre o equilíbrio do orçamento recentemente ....
"O tempo de austeridade não é hoje", Lew disse à NBC News "Meet the Press". "Se tivéssemos de pôr em prática medidas de austeridade agora, levaria a economia no caminho errado."
Porque é o momento de austeridade não hoje?
É porque a eleição 2012 está chegando e Obama quer que as estatísticas econômicas de boa aparência.
Mas você pode culpar os políticos por ser covarde ?
Basta olhar para o que está acontecendo na Grécia . Após vários anos de austeridade que estão no meio de uma completa depressão econômica e ainda não ter equilibrado seu orçamento.
Não queremos acabar como a Grécia?
A maioria dos americanos não percebem isso, mas os EUA já tem mais dívida do governo per capita do que a Grécia, Portugal, Itália, Irlanda ou Espanha.
Então, por que não temos caiu ainda?
Bem, porque continuamos a emprestar quantias cada vez maiores de dinheiro.
Levou desde a fundação da América até 1995 para o governo federal para acumular 5 trilhões de dólares de dívida.
Sob Obama, temos acumulado mais de 5 trilhões de dólares de dívida nova em pouco mais de 3 anos.
Surpreendentemente, Obama acrescentou mais para a dívida nacional de George W. Bush fez durante seu mandato ano inteiro 8 .
E que não haja nenhum erro - George W. Bush era um gastador selvagem. Um conservador fiscal, ele certamente não era.
Mas Barack Obama não parece incomodado por nada disso.
Barack Obama é empinado sobre o campo elogiando o seu "plano econômico" grande, mas a verdade é que a única razão pela qual a economia não desmoronou totalmente é porque ele está roubando 150 milhões de dólares por hora de nossos filhos e netos.
Infelizmente, a maioria dos americanos não entendem que o atual nível de prosperidade que estamos aproveitando é uma grande ilusão. A maioria dos americanos ainda esperar que as coisas para voltar à forma que costumava ser, e eles são cada vez mais irritado que ele está demorando tanto para voltar lá.
Na verdade, uma série de pesquisas recentes têm mostrado que os americanos estão muito insatisfeitos com a direção que a economia está indo na ....
Quatro pesquisas recentes descobriram que, em média, apenas 28% dos americanos estão satisfeitos com a condição do país, enquanto 70% estão insatisfeitos. Três pesquisas recentes descobriram que entre 69% e 83% dos americanos acreditam que o país está ainda em recessão (não é), e apenas a metade acredita que uma recuperação está em curso.
O que eles não percebem é que, se não foram massivamente arrancando nossas crianças e nossos netos coisas seria muito, muito pior.
Thomas Jefferson entendeu que a dívida pública é essencialmente o mesmo que roubo das gerações futuras.
Ele uma vez fez a seguinte declaração ....
E eu sinceramente acredito que, com você, que os estabelecimentos bancários são mais perigosos do que exércitos permanentes, e que o princípio de gastar dinheiro a ser pago pela posteridade, sob o nome de financiamento, mas é futuridade burla em larga escala.
O que estamos fazendo para nossos filhos e netos é tão imoral que é difícil colocar em palavras.
Nós estamos correndo até trilhões de trilhões de dólares de dívida em seu nome apenas para que nossa vida pode ser mais confortável agora.
A Dvertisement

Como podemos ser tão egoísta?
O triste é que, mesmo com toda essa gastança imprudente nossa economia ainda não está em grande forma.
Na verdade, a classe média continua a decrescer a uma velocidade alarmante. A seguir, são apenas algumas estatísticas de um artigo recente que fiz sobre esse fenômeno ....
-Hoje, cerca de 48 por cento de todos os americanos são actualmente uma das consideradas "baixa renda" ou estão vivendo na pobreza.
-Em 1960, os benefícios de assistência social composta de aproximadamente 10 por cento de todos os vencimentos e salários. No ano de 2000, benefícios de assistência social composta de aproximadamente 21 por cento de todos os vencimentos e salários. Hoje, os benefícios sociais compõem cerca de 35 por cento de todos os vencimentos e salários.
-Os Estados Unidos tem realmente uma maior percentagem de trabalhadores que fazem o trabalho de baixos salários que qualquer outra nação industrializada faz outro grande.
-Todos os anos, agora, vemos milhões de americanos cair da classe média. Em 2010, mais 2,6 milhões de norte-americanos desceu para a pobreza . Esse foi o maior aumento que temos visto desde o governo dos EUA começou a manter estatísticas sobre esta de volta em 1959.
-Neste momento, cerca de 22 por cento de todas as crianças americanas vivem na pobreza.
-Quando Barack Obama tomou posse, havia 32 milhões de americanos no vale-refeição. Agora, há mais de 46 milhões de americanos no vale-refeição.
Então, quanto pior as coisas seriam se um trilhão de dólares de gastos federais foi subitamente retirado da economia?
Você está começando a obter a foto?
Tão mau como as coisas estão agora, eles estão prestes a ficar muito pior.
Então, por que não podemos simplesmente continuar a emprestar e gastar para sempre?
Bem, assim como a Grécia descobriu , a dívida sempre alcança com você eventualmente.
Durante o ano fiscal de 2011, o governo dos EUA gastou mais de 454.000 milhões de dólares só em juros da dívida nacional.
Mas, assim como estamos vendo na Europa, se a confiança nos EUA dívida pública começa a desaparecer o governo dos EUA pode acabar enfrentando taxas de juros muito mais altos para emprestar dinheiro.
Se a taxa média dos EUA dívida pública só cresceu para 7 por cento (no passado, foi realmente muito maior do que isso), então o governo dos EUA estaria gastando cerca de 1,1 trilhões de dólares por ano só em juros da dívida nacional.
Durante o ano fiscal de 2011, o governo dos EUA gastou 3,7 trilhões de dólares , mas só trouxe em cerca de 2,4 trilhões de dólares .
Então, se nós estávamos gastando 1,1 trilhões de dólares só em juros, que seria quase a metade de todas as receitas do governo federal traz dentro
Agora, a Reserva Federal está a manipular o sistema em uma tentativa desesperada de manter os juros baixos. Durante 2011, a Reserva Federal comprou cerca de 61 por cento de toda a dívida pública emitidos pelo Tesouro dos EUA.
Mas a maioria dos americanos não tem idéia do quão frágil é o nosso sistema financeiro.
A maioria dos americanos simplesmente assumir que estaremos sempre a maior economia do planeta e que não há nada para se preocupar.
Infelizmente, de uma forma ou de outra esta bolha da dívida vai estourar e então a nossa prosperidade alimentado pela dívida falsa vai desaparecer.
A maioria dos americanos não vão entender o que está acontecendo e eles estão indo para ir absolutamente louco.
Artigos similares / relacionados
avatar
Angel

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/11/2010
Localização : Sáo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Angel em Ter 22 Maio 2012 - 22:05

OS ESTADOS BÁLTICOS E A CRISE (3)
Lituânia, modelo de austeridade
22 abril 2010 THE NEW YORK TIMES NOVA IORQUE

Comentar


Text larger
Text smaller
Send
Print
E viva a austeridade! Dançarinos numa "flash mob" no bairro antigo de Vilnius, a 19 de Abril de 2010
AFP
Com o país gravemente afectado pela crise económica, o Governo lituano impôs – como nenhum outro Governo à excepção do irlandês – cortes severos nos gastos públicos. Apesar de a austeridade ainda não ter provocado o mesmo nível de protestos da Grécia ou de Espanha, os custos individuais e sociais são tremendos.

Landon Thomas Jr.
Se os dirigentes de muitos países endividados do mundo querem ver o que é austeridade, devem visitar esta nação do Báltico, com 3,3 milhões de pessoas. Confrontada com défices crescentes, que ameaçavam levar o país à falência, a Lituânia cortou 30% na despesa pública – incluindo a redução de 20 a 30% nos salários do sector público e de quase 11% nas pensões. O próprio primeiro-ministro, Andrius Kubilius, teve um corte de 45% no seu ordenado.

Mas o Governo não se ficou por aqui. Subiu impostos sobre uma grande variedade de bens, como produtos farmacêuticos e bebidas alcoólicas. Os impostos sobre o rendimento de pessoas colectivas subiram de 15 para 20%. O IVA subiu de 18 para 21%. O efeito líquido nas finanças do país foi uma poupança equivalente a 9% do Produto Interno Bruto, o segundo maior numa economia desenvolvida, depois da Letónia, desde que a crise do crédito começou.

A austeridade tem, no entanto, um preço alto em termos de dificuldades sociais e individuais. Os pensionistas, devido aos cortes provocados nos seus rendimentos, acorrem em massa às cantinas dos pobres. O desemprego subiu para os 14% e a já trémula economia registou uma contracção de 15% no ano passado. O que é notável é que a austeridade foi imposta com o apoio contrariado dos sindicatos da Lituânia e dos partidos da oposição, e ainda não provocou o tipo de protestos expressos pelas greves e manifestações de rua a que se assiste na Grécia, em Espanha e no Reino Unido.

A pensar em 2014

Claro que Kubilius tem muitos críticos, dentro e fora do país. A austeridade do Governo, no meio de uma recessão, contraria a abordagem keynesiana de aumento da despesa pública para lutar contra o afundamento económico. Seria o caminho que a maioria dos países escolheriam. Kubilius e a sua equipa dizem, porém, que, com um défice orçamental de 9% do PIB, uma moeda ajustada ao euro e mercados internacionais pouco dispostos a conceder empréstimos à Lituânia, o Governo não teve outra hipótese senão mostrar ao mundo que conseguiria superar a sua própria desvalorização interna, cortando na despesa pública, restaurando a competitividade e recuperando a boa vontade dos mercados financeiros. Outra motivação é cumprir as regras de integração na união monetária do euro, a que a Lituânia espera aderir em 2014.

Na verdade, além da Irlanda, nenhum país europeu se aproximou de cortes tão severos como os da Lituânia sem o auxílio do Fundo Monetário Internacional. A Irlanda aprovou o orçamento mais austero da sua história, em que os cortes salariais do sector público representam uma peça central do esforço reformador do Governo. Enquanto as nações europeias avaliam os custos sociais e políticos das medidas que tomam para cortar a despesa do sector público, a Lituânia torna-se um caso para estudo dos compromissos sociais em tempo real.

Tal como a Letónia e a Estónia, a Lituânia conheceu, no início do século, um enorme crescimento económico, centrado nos sectores da banca e do imobiliário. A construção civil acabou por dominar a economia e as baixas taxas de juro levaram a um crescimento espectacular da aquisição de habitações. Muitos lituanos contraíram hipotecas a juros baixos em divisas estrangeiras. Com o início da crise, os preços das casas desceram a pique, a construção civil parou e, de repente, milhares de pessoas perderam os empregos e começaram a falhar nos pagamentos das dívidas. Monika Midveryte, estudante universitária, e a sua mãe sustentam a família depois de o pai ter perdido o trabalho na construção civil. Segundo ela, ele passa os dias sentado diante da televisão, a beber para esquecer os problemas: “Perdeu completamente a esperança”.

Suicídio em vez de revolta

Os custos psicológicos são enormes. Os suicídios aumentaram, atingindo uma taxa de 35 por 100 mil, que é já uma das mais altas do mundo, dizem peritos locais. Algirdas Malakauskis, padre da confraria de São Francisco e São Bernardino, conhece os custos da recessão em primeira mão. Tem vindo a celebrar um número crescente de funerais de pessoas que acabaram com as próprias vidas. Os paroquianos vêm agora pedir-lhe trabalho e os seus próprios pais, idosos cujas pensões foram cortadas, estão muito zangados. Tal como um número surpreendente de pessoas, contudo, não se volta contra o Governo. “Percebe-se que estão a fazer tudo o que podem para manter a estabilidade da situação”, diz o padre.

“A estratégia de recuperação interna parece ter conseguido uma estabilização a curto prazo, mas a que preço?”, pergunta Charles Woolfson, professor de Ciências do Trabalho na Universidade de Glasgow, especialista sobre os Estados Bálticos. Segundo ele, o aprofundamento da alienação social na Lituânia conduziu ao maior crescimento da emigração desde que o país aderiu à União Europeia, em 2004: “Dantes era uma migração de gente esperançosa. Agora é a migração dos desesperados.”

Não há maior ícone dos excessos do frenesim financeiro que deu à Lituânia uma das mais altas taxas de crescimento da Europa em 2007 do que o reluzente edifício da sede do Swedbank. Terminado no ano passado, tem 16 andares e monopoliza a modesta linha de horizonte de Vilnius. O Swedbank é o banco dominante na Lituânia e os seus empréstimos agressivos a compradores de primeira casa continuam a ser um marco para muitos. Na área de recepção da sede do banco, os banqueiros riem e bebem cerveja num bar bem fornecido, com música rock ao fundo. Um quadro bem distante do da cozinha económica da igreja de São Pedro e São Paulo, em Vilnius, onde 500 pessoas formam fila, todos os dias, para obterem uma refeição gratuita de sopa e panquecas lituanas.
avatar
Angel

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/11/2010
Localização : Sáo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Daniel Estulin - Visão da crise mundial, conferencia no parlamento europeu

Mensagem  Angel em Ter 22 Maio 2012 - 23:08

avatar
Angel

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/11/2010
Localização : Sáo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Angel em Ter 22 Maio 2012 - 23:20

Atualidades-Alertas Proféticos Sobre a Crise Mundial
Postado por Revista Impacto em 13 jul, 2011 em O Segredo.. Verdade ou Mentira? | 0 com
entários

Diante dos profundos abalos que sacudiram a economia mundial nas últimas semanas, achamos por bem publicar uma seleção de profecias e percepções de homens de Deus recebidas há alguns anos (ou décadas). Veja como são extremamente atuais.
“Vivemos à beira de uma grande confusão econômica mundial. Vejo uma grande crise econômica que se abaterá sobre Europa, Japão, Estados Unidos e Canadá e, depois, todas as demais nações. Haverá uma recessão ou retração econômica temporal de tal magnitude que afetará o estilo de vida dos trabalhadores da América do Norte e do mundo. Os maiores economistas do mundo não conseguirão dar uma justificativa satisfatória. Antes, porém, teremos anos de fartura e crédito fácil. Seremos testemunhas da quebradeira das maiores instituições financeiras do País. As pessoas não conseguirão quitar seus débitos com os bancos…”
David Wilkerson, A Visão, abril de 1973.
avatar
Angel

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/11/2010
Localização : Sáo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Convidad em Qua 23 Maio 2012 - 12:04

Um ensaio sobre o Real Valor do Dinheiro:

http://pensandoadiante.blogspot.com.br/2012/05/o-real-valor-do-dinheiro.html

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Bolsas europeias fecham em queda diante de notícias sobre a grécia

Mensagem  Angel em Qua 23 Maio 2012 - 20:35



Após os ganhos de registrados ontem, as principais bolsas da Europa encerraram o pregão desta quarta-feira em queda com investidores cautelosos com relação a uma possível saída da Grécia da Zona do Euro. Além disso, os números da agenda europeia vieram positivos. No final da sessão, o DAX, em Frankfurt, fechou com queda de 2,33% aos 6.285 pontos; o índice CAC-40, de Paris, desvalorizou 2,62% aos 3.033 pontos. E em Londres, o índice FTSE 100 registrou perdas de 2,53% aos 5.266 pontos.

Em meio ao clima tenso que contagiou o mercado global, as bolsas europeias caíram diante das notícias negativas envolvendo a Grécia. Em entrevista ao The Wall Street Journal, o ex-primeiro-ministro Lucas Papademos admitiu a possibilidade da Grécia sair do euro e advertiu que a situação pode repercutir em países fora do bloco monetário. Apesar deste cenário ser pouco provável e não ser desejável para a Grécia nem para os outros países, não podemos descartar que existam preparativos para conter as consequências potenciais de uma saída da Grécia do euro, disse Papademos. A saída da Grécia teria consequências econômicas catastróficas, advertiu o subchefe do Banco Central Europeu (BCE) em suas primeiras declarações públicas desde que cedeu o poder a um governo transitório na semana passada.

Ainda com relação a Grécia, o Bundesbank, Banco Central da Alemanha, considerou muito preocupante a evolução da Grécia e descartou a ampliação da ajuda financeira ao país, no relatório mensal publicado nesta quarta-feira. Caso a Grécia não cumpra os objetivos de reformas, teria que suportar as consequências, advertiu o Bundesbank. Neste caso, os desafios para a Alemanha e a Eurozona seriam consequentes, mas superáveis, destaca o relatório.

Na Espanha, o presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, negou nesta quarta-feira que os bancos espanhóis, afetados por uma crise de confiança sobre seu nível de solvência, precisem recorrer a algum tipo de resgate externo.

Por fim, na agenda do Velho Continente os números vieram positivos, mas não conseguiram elevar as bolsas. Na Zona do Euro tivemos uma surpresa positiva no resultado da conta corrente em março refletiu ganhos em exportações, afirmou. Com isso, a conta corrente na zona do euro alcançou um superávit de 9,1 bilhões no mês de março, de acordo com informações ajustadas sazonalmente divulgadas pelo Banco Central Europeu (BCE). No mês anterior, o déficit registrado foi de 1,3 milhões.

(Michele Rios Agência IN)
avatar
Angel

Mensagens : 85
Data de inscrição : 11/11/2010
Localização : Sáo Paulo

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Zero em Ter 29 Maio 2012 - 8:29

Um cometa vem na nossa direção:: Vinícius Torres Freire
Mundo espera estupefato decisões de Alemanha e Grécia, que podem causar desastre como o de 2008
O mundo da finança e os os governos mais relevantes do mundo estão estupefatos e quase paralisados devido às incógnitas europeias:
1) O que será da política da Grécia (se o país sai ou não do euro depois da votação do dia 17 de junho);
2) Se bancos europeus vão falir;
3) O que a Alemanha vai fazer em relação aos pontos 1 e 2.
Sim, outra vez parece difícil acreditar que a política grega ameace tamanho descalabro. Mas, sim, a Grécia é outra vez a gota d”água que pode estourar a represa da crise financeira que vem desde 2008.
A vitória dos partidos contrários ao acordo greco-europeu na eleição da Grécia tende a provocar:
1) Recusa grega de continuar o arrocho exigido pela União Europeia;
2) Com a recusa, a Grécia fica sem os empréstimos europeus;
3) Em seguida, o governo dá o calote, sai do euro e imprime seu dinheiro a fim de pagar suas contas;
4) Bancos e empresas quebram em massa, o governo confisca os euros, a Grécia entra em depressão;
5) O mero risco de que outros países frágeis da Europa sigam o “exemplo de Atenas” causa danos a bancos e às economias desses países, que mimetizam por contágio o efeitos de uma saída do euro;
6) Os calotes e quebras bancárias causam pânico, secando o mercado de crédito no mundo inteiro.
Apenas a probabilidade de vitória dos partidos antiacordo greco-europeu pode antecipar tal cadeia de eventos (com medo de perder seus euros e da quebra bancária, gregos e europeus de países frágeis correm para sacar dinheiro de seus bancos, levando-os à lona).
A Alemanha é o líder econômico da Europa. Opõe-se à revisão dos acordos que arrocham as economias do continente. Opõe-se à emissão de dívida europeia (bancada por todos os países, em especial pela Alemanha mesmo): que a União Europeia se endivide a fim de bancar países quebrados ou semiquebrados.
Por ora, a Alemanha não oferece nada para aplacar a ira sociopolítica crescente nos países arrochados. A Alemanha, como o faz desde 2009, início da crise grega, espera até o último minuto antes de fazer concessões. De início, não admitia nem que haveria ajuda à Grécia. Quando o caldo engrossou, recuou, nisso e em tantas outras coisas.
O risco mais imediato agora é de agravamento da crise bancária. Talvez a Alemanha ceda para evitar esse problema: isto é, admita que o Banco Central Europeu empreste dinheiro para o fundo de socorro europeu para países quebrados, que então emprestaria dinheiro para os bancos no bico do corvo (mas não para governos semifalidos).
Isso não “resolveria” a crise, que seria apenas empurrada com a barriga, como ocorre desde 2009.
Enquanto não houver decisões alemãs (ou um resultado pró-Europa na eleição grega), o mundo fica em suspenso, à beira do pânico, do medo de uma crise semelhante à que explodiu em 2008. Os investimentos produtivos ficam na gaveta, o crédito mundial vai ficando difícil, o dinheiro sai de ativos de risco (Bolsas, ativos de “países emergentes”, commodities etc.). Os governos do planeta se preparam para o pior.
Apenas o medo desses desastres causa os pânicos destes dias, que já provocam por si só uma crise. O mundo, o Brasil inclusive, virou espectador involuntário, mas atento, desse coliseu de horror da finança.
FONTE: FOLHA DE S. PAULO
avatar
Zero

Mensagens : 536
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Luiz em Ter 29 Maio 2012 - 15:24

Zero meu querido.

A Grécia fica no Euro ( ninguém é burro em deixá-la SAIR) .

Diante disso, toda essa reportagem baseada em Hipóteses, publicada pela folha de São Paulo, cai por terra.

Forte Abraço amigão.
avatar
Luiz

Mensagens : 3017
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 59
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Chico em Ter 29 Maio 2012 - 22:36

A Grécia ficando na Zona do Euro vai pesar para todos os países da Europa e bagunçar suas economias.
A Grécia saindo acaba com os investimentos já feitos e leva as outras economias à bagunça.
Não há saída... Estão só adiando a bancarrota.

Chico

Mensagens : 32
Data de inscrição : 21/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Luiz em Qua 30 Maio 2012 - 12:57

Fala Chico.

A Grécia ficando ( e vai ficar) de fato adia as coisas, mas.... esse adiamento visa " ajustes" que poderão ou não acontecer.

Agora, se a Grécia sair ( o que não vai acontecer, porque de burros eles não têm nada) o sistema desmorona agora, sem chances para os possíveis ajustes, espero que me entendas amigão.

Terminando, nunca, mas, nunca, subestimem a capacidade deles e do capital de se recuperar e de se refazer.

Forte abraço.
avatar
Luiz

Mensagens : 3017
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 59
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Zero em Qui 31 Maio 2012 - 8:49

É oficial: Rockefellers e Rothschilds se UNEM. O pior está por vir?
Por quais motivos, os Rockefeller e Rothschild estão se unindo?
O que está sendo preparado?
Seria apenas por causa da crise mesmo? Conte-me outra...
Veja:

As duas dinastias de financistas mais famosas na Europa e EUA, as famílias de Rockefeller e Rothschild, concluíram uma aliança estratégica. A partir de, uma empresa conjunta dirigirá os ativos de quase 40 bilhões de dólares.

David Rockefeller, de 96 anos, e Jacob Rothschild, de 76, mantêm relações pessoais há mais de 50 anos. A Fundação Rockefeller surgiu em 1882, quando John Davison Rockefeller fundou uma das primeiras empresas no mundo para gerir capitais privados. Ao longo de mais de 100 anos de existência, a companhia tem gerido ativos de famílias ricas, fundos e instituações financeiras.

Os peritos acreditam que esta união das dinastias pode ter sido provocada pela crescente instabilidade na economia mundial e pela crise da zona do euro.

Fonte: http://portuguese.ruvr.ru/


Leia mais: http://www.libertar.in/#ixzz1wRnLVsak
avatar
Zero

Mensagens : 536
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Luiz em Qui 31 Maio 2012 - 13:08

fala ZERO.

Que Deus tenha piedade de nós e nos proteja.

Tem alguma coisa acontecendo. ( e já não é de hoje que venho percebendo, tem algo no ar)


Pai nosso, que estás no céu, santificado seja o vosso nome, venha a nós o vosso reio, seja feita a vossa vontade, assim na terra como no céu, o pão nosso de cada dia, nos dai hoje, perdoai nossas ofensas, como perdoamos a quem nos ofende, não nos deixeis cair em tentação, MAS LIVRAI-NOS DO MAL, AMÉM.


Forte abraço.
avatar
Luiz

Mensagens : 3017
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 59
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  bushido em Qui 31 Maio 2012 - 18:23

Que assim seja...
avatar
bushido

Mensagens : 94
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 48
Localização : por aí...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Convidad em Sex 1 Jun 2012 - 0:07

John D. Rockefeller sempre foi um dos grandes aliados dos Rotschild nos EUA. O crescimento vertiginoso da Standard Oil se deu principalmente em função ao apoio financeiro que esta família de banqueiros deu a ele.

Digamos que eles sempre foram amigados, só que agora estão se casando de papel passado...

Convidad
Convidado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Zero em Ter 26 Jun 2012 - 9:25

Os clientes navegar por produtos com desconto em uma "loja de um euro 'em Atenas Foto:. AP
Se você quiser ficar com medo, verdadeiramente aterrorizado, ouvir a Mark J. Grant.Ele pode estar certo.

Nos últimos dois anos, Grant, diretor executivo de um banco de investimento regional, na Flórida, foi prever a falência da Grécia e uma cascata de caos em toda a economia global, atraindo muitos seguidores em Wall Street no processo.

"A Grécia vai ser forçado a voltar para a dracma e desvalorizar, e o colapso fará com que corridas bancárias e dinheiro que flui para a Alemanha e os Estados Unidos como a única viável aposta paraísos seguros", declarou ele, nos dias antes das eleições gregas de domingo, independentemente da partido que ganhar. "A Grécia irá ao colapso, porque não há outra escolha, independentemente da política de ninguém."


Premiê espanhol Mariano Rajoy na Cimeira do G20 em Los Cabos, no México Foto: Reuters




" Ele então atravessou os dominós caindo: "Vai bater o [Banco Central Europeu], os bancos do outro lado dos contratos de derivativos, todos os bancos gregos que estão realmente em falta no presente e sendo carregados por Europa, bem como a nação, e o colapso grego espalhar haverá infecção em muitos lugares que não podemos imaginar, porque muito está oculto e escondido no sistema financeiro europeu. "

Ele diz que não pensa como tal, ele o chama de "realidade". " Ele me disse, quase irremediavelmente, "Só há tanto dinheiro para ir ao redor."

Em 13 de janeiro de 2010, o relatório Grant prevê que o calote da Grécia em dívidas de seu governo, um dos primeiros a publicar tal prognóstico .

Grant poderia ser o Nouriel Roubini (Dr. Doom) da crise europeia. Roubini, o economista da Universidade de Nova York, disse que o céu subprime dívida estava caindo por um longo tempo antes de cair. Poucas pessoas ouviram, em parte, porque ninguém nunca tinha ouvido falar dele. Agora todo mundo já ouviu falar dele. O tempo dirá, mas logo todo mundo pudesse saber de Grant.

De janeiro de 2010 um relatório, escrito dois anos antes da Grécia, de fato, entrar em colapso, fez dele o meteorologista do colapso da Europa para alguns dos maiores investidores do mundo. Apelidado de Wizard, Grant, que trabalha para a Securities Southwest, envia um relatório diário, muitas vezes assustador em seus detalhes e corriqueiramente, por e-mail a um quem é quem das maiores instituições do mundo, fundos de hedge e fundos soberanos. Inscritos como Bill Gross, fundador da Pimco, o fundo mundial de títulos, pagam milhares de dólares por ano para receber as opiniões de Grant em suas caixas de entrada.

Nunca um para adoçar suas opiniões, seu sucesso é em parte uma função de sua maneira de fala simples de fazer idéias complexas simples.

"Há apenas uma maneira de sair dessa bagunça e isso é se a Europa continua entregando dinheiro a Grécia como se faz para uma tia idosa que não pode sustentar-se, mas isso é uma decisão da família", escreveu ele. " Mas, ele argumenta: "A Grécia exige dos 16 outros membros da família para apoiá-la em conjunto e as políticas em muitos desses países, incluindo Alemanha, está a tornar difícil para a charada para continuar."

" Seu ponto de vista do esforço de funcionários europeus para "ring fence" os países-problema é igualmente simples: "Esse assunto todo é uma farsa na minha opinião de cavalos em um curral O fazendeiro continua tentando construir uma cerca mais e mais em torno dele.. cavalos, mas para quê? Para o pecuarista que é para manter os lobos para fora. "

" Grant, que adora misturar metáforas, leva sua metáfora fazendeiro ainda: "O problema real é que os cavalos estão doentes, infectados e que a doença da má gestão fiscal se espalhou para praticamente todos os cavalos no curral, exceto um, e não esperar que um , Alemanha, para ficar livre da doença por muito mais tempo. "

" Mergulhar em uma outra metáfora, ele acrescenta: "Você pode chamar um câncer frio, se quiser, mas não muda nada, não uma coisa."

Infelizmente, Grant não é prever o padrão de apenas Grécia, ele já está para a Espanha (ele chegou a essa conclusão antes de muitos outros, também).

"O país não pode dar ao luxo de pagar sua dívida regional, a sua dívida bancária", escreveu ele na segunda-feira ", e vários esquemas para evitar os Homens de Preto de assumir não vai funcionar nem os pedidos de" mais Europa "como as palavras boca pela Alemanha são voltados para o apaziguamento apenas e não encontrar aplicação em qualquer tipo de cronograma que vai fazer qualquer diferença. "

Ele se convenceu de que a Alemanha, o único país em posição de ajudar, não virá para o resgate. "Você pode confiar em uma coisa, se nada mais, os alemães não permitirá que seu custo de financiamento para subir ou seu padrão de vida a diminuir para ajudar as nações que tenham obtido se em apuros Você pode contar com isso." he wrote. , escreveu ele.

Como nós estávamos falando segunda-feira, ele disse que queria deixar claro que ele não acreditava Armageddon estava sobre nós. E não é como se Grant está desejando que isso aconteça, apesar de seu barco em Fort Lauderdale carregando o apelido de "desejos atendidos." "Eu não acho que o mundo está indo para o inferno", disse ele. "É muito negativo. O que está acontecendo é grave. Ela terá uma enorme quantidade de conseqüências negativas." Mas ele insistiu: "Eu não acho que vai ficar para 1930."

O mais provável, disse ele, estamos nos encaminhando para uma recessão com lotes "de choques no sistema.Ele diz que isso provavelmente vai acontecer nos próximos quatro meses, a menos que "não há perdão da dívida ou a Europa mantém entregando-lhes dinheiro, como eles estão sob a guarda do Estado.

"Ou", advertiu, "ela poderá vir mais cedo."


avatar
Zero

Mensagens : 536
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Zero em Sex 29 Jun 2012 - 10:22

Amigo Luiz


Essa é prara voce

Analista prevê colapso bancário e surgimento de um novo sistema financeiro até 2013







São Paulo – Não faltam visões pessimistas sobre os rumos da crise econômica, mas o ex-gestor de fundos hedge na GLG Partners e na Goldman Sachs e fundador do Global Macro Investor, Raoul Pal caprichou nas previsões tenebrosas.

Em uma apresentação compartilhada na internet, Pal prevê o colapso do sistema bancário mundial, com os governos das principais economias quebrando e o sistema financeiro passando por uma reorganização completa.

Quando isso vai acontecer? Para ele, entre 2012 e 2013. “Temos cerca de seis meses de negociação nos mercados ocidentais para fazer dinheiro suficiente para compensar as perdas futuras”, alerta Pal.

Na visão do analista, após o efeito dominó, que não pouparia Europa, Estados Unidos e China, o mercado de títulos morreria e só sobraria o ouro e o dólar.

“O colapso bancário e os calotes em massa trariam o maior choque econômico que o mundo já viveu”, diz Pal. “Gostaria de ver outro cenário com igual probabilidade, mas não consigo… Tudo que podemos esperar é que eu esteja errado, mas, de qualquer forma, um sistema completamente novo vai surgir e vai abrir uma série de oportunidades”, destaca o analista, em sua apresentação.

Veja, a seguir, trechos dos slides em que Pal explica por que, em sua visão, o fim está próximo:
◦O mundo não tem um motor de crescimento, com todas as economias do G20 entrando em “velocidade de estol” (velocidade abaixo da qual um avião não se sustenta mais no ar e começa a cair) ao mesmo tempo.
◦O mundo está prestes a entrar em sua segunda recessão, com uma depressão em andamento. Pela primeira vez desde a década de 1930, estamos entrando em uma nova recessão antes que os índices de produção industrial, encomendas de bens duráveis, emprego e PIB do setor privado tenham voltado ao patamar anterior.
◦Este será o pico cíclico mais baixo de crescimento do PIB na história dos países do G7, ou seja, é o alicerce mais fraco para se entrar em uma recessão.
◦As 10 nações mais devedoras do mundo têm uma dívida superior a 300% do PIB mundial.
◦A história mostra que quando uma nação dá o calote na dívida soberana, outros calotes vêm em seguida. Um calote da União Europeia significaria um calote do Reino Unido, seguido por Japão, Coréia do Sul, China, Estados Unidos e, finalmente, a maior crise bancária da história.
◦Não sabemos exatamente o que está por vir, mas podemos ligar os pontos entre o ponto que estamos agora e o colapso do primeiro grande banco. Há pouco espaço para resgates governamentais, o que permite facilmente ligar os próximos pontos entre o primeiro banco fechado e o colapso de todo o sistema bancário europeu, e depois a quebra dos governos.
◦Praticamente não há freios para evitar essa situação e quase ninguém percebe a seriedade da situação.
◦O problema não são os 70 trilhões de dólares em dívida do G10. O problema é o colateral de 700 trilhões de dólares em derivativos associados a eles. Isso equivale a 1200% do PIB mundial e está apoiando em bases muito, muito fracas.

Confira a apresentação completa, em inglês:

The End Game
avatar
Zero

Mensagens : 536
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Luiz em Sex 29 Jun 2012 - 14:49

Zero meu querido amigo.

Venho evitando fazer análises dentro dessa dualidade da 3D que vivemos, embora o parecer desse Sr Raoul Pal seja respeitável, mas a dualidade continua prevalecendo enquanto estivermos nesta situação 3D e para exemplificar o que acabo de dizer, posto abaixo as notícias econômicas de hoje:

Após acordo, bolsas europeias fecham em forte alta

Maior alta ficou com Bolsa de Milão, de 6,59%; Bolsa de Valores de Paris fechou a sexta-feira com ganhos de 4,75% e a de Madri, de 5,66%

As ações europeias fecharam preliminarmente nesta sexta-feira em seus maiores níveis em sete semanas, após novas medidas adotadas por líderes europeus no combate à crise da dívida na região impulsionarem os índices acionários de referência e de bancos.

Tempo real: Bovespa também sobe forte e dólar cai

Segundo números preliminares, o índice FTSEurofirst 300, que reúne as principais ações europeias, fechou em alta de 2,56%, aos 1.020 pontos, nível mais alto desde o encerramento de 11 de maio deste ano, quando foram registrados 1.022 pontos.

http://economia.ig.com.br/mercados/2012-06-29/apos-acordo-bolsas-europeias-fecham-em-forte-alta.html
avatar
Luiz

Mensagens : 3017
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 59
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Zero em Seg 2 Jul 2012 - 10:17

Luiz escreveu:Zero meu querido amigo.

Venho evitando fazer análises dentro dessa dualidade da 3D que vivemos, embora o parecer desse Sr Raoul Pal seja respeitável, mas a dualidade continua prevalecendo enquanto estivermos nesta situação 3D e para exemplificar o que acabo de dizer, posto abaixo as notícias econômicas de hoje:


ATE QUANDO ?
avatar
Zero

Mensagens : 536
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Luiz em Seg 2 Jul 2012 - 12:33

Zero meu querido amigo pergunta:

ATE QUANDO ?


Fala amigão, não sei te responder, peço mil desculpas, mas cada dia que olho para esta realidade que vivemos, vejo tanta manipulação, tanta coisa impossível de se prever de se analisar, que acabo ficando isento de analises econômicas, pois estas, embora sociais também são matemáticas e muito dependentes do Ego-Humano que cada hora vai para um lugar, manipulando, maquinando etc que vc sabe.

Mas uma coisa posso te dizer, e é sobre a análise do meu sexto sentido, e esta me diz, que algo de grande está para acontecer, que envolverá também a mudança desse sistema econômico mundial.

É TUDO QUE ME SINTO EM CONDIÇÕES DE DIZER POR ENQUANTO.

FORTE ABRAÇO
avatar
Luiz

Mensagens : 3017
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 59
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  bushido em Seg 2 Jul 2012 - 14:53

Amigo Luiz, também tenho o mesmo sentimento... Abraços.
avatar
bushido

Mensagens : 94
Data de inscrição : 27/10/2010
Idade : 48
Localização : por aí...

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Zero em Seg 2 Jul 2012 - 15:26

Luiz escreveu:Zero meu querido amigo pergunta:

ATE QUANDO ?



Mas uma coisa posso te dizer, e é sobre a análise do meu sexto sentido, e esta me diz, que algo de grande está para acontecer, que envolverá também a mudança desse sistema econômico mundial.

É TUDO QUE ME SINTO EM CONDIÇÕES DE DIZER POR ENQUANTO.

FORTE ABRAÇO


Ainda bem que não sou o único a pensar desta forma
avatar
Zero

Mensagens : 536
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  fox_2001 em Seg 2 Jul 2012 - 21:06

Zero escreveu:
Luiz escreveu:Zero meu querido amigo pergunta:

ATE QUANDO ?



Mas uma coisa posso te dizer, e é sobre a análise do meu sexto sentido, e esta me diz, que algo de grande está para acontecer, que envolverá também a mudança desse sistema econômico mundial.

É TUDO QUE ME SINTO EM CONDIÇÕES DE DIZER POR ENQUANTO.

FORTE ABRAÇO


Ainda bem que não sou o único a pensar desta forma

Nem Nunca serás o unico meu caro amigo somos muitos mesmos a pensar dessa forma.
A vida trilha caminhos e destinos mas o unico veiculo que temos para lá chegar somos nós mesmos com a nossa fé, a nossa verdade e o nosso amor.

Namasté
avatar
fox_2001

Mensagens : 58
Data de inscrição : 26/10/2010
Idade : 36

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Chico em Ter 3 Jul 2012 - 23:48

Se houver a tão esperada tormenta solar que vai eletrificar e queimar os transformadores das redes elétricas, talvez os computadores dos bancos estraguem e o dinheiro virtual desapareça.

Um amigo meu aconselhou-me a retirar dinheiro de banco assim que receber, pois somente cédulas valerão alguma coisa, dinheiro em contas poderá evaporar.

Abraço.

Chico

Mensagens : 32
Data de inscrição : 21/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Luiz em Qua 4 Jul 2012 - 0:46

Chico.

Desculpe a pergunta de um leigo. Está a caminho da Terra alguma tormenta solar de grande proporção

Forte abraço.

avatar
Luiz

Mensagens : 3017
Data de inscrição : 30/10/2010
Idade : 59
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Zero em Qua 4 Jul 2012 - 9:33

Luiz escreveu:Chico.

Desculpe a pergunta de um leigo. Está a caminho da Terra alguma tormenta solar de grande proporção

Forte abraço.


Prevista para hoje, Europa e hemisferio Norte, so não sei se é grande
avatar
Zero

Mensagens : 536
Data de inscrição : 26/10/2011

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: O SISTEMA FINANCEIRO DESMORONA?

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 7 de 9 Anterior  1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum