CENTROS PLANETÁRIOS

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: CENTROS PLANETÁRIOS

Mensagem  fadinha em Sex 6 Set 2013 - 11:53

Esta mensagem é um tanto antiga, mas em relação ao assunto, nada é bastante antigo, tudo ainda é...

LYS é a Nova Aurora


Lisboa, 03/06/2003; 23:30h

A MÃE foi dada agora à Humanidade porque é o momento em que a Humanidade está no estágio para a Consciência da MÃE.

O desenvolver o Consciente Direito agora, para o usar equilibradamente com o esquerdo mais adiante é o passo de descobrir a vibração Feminina de Deus, o descobrir a Deusa. É o tempo da Missão Y. Tempo da Sensibilidade, da Doçura, da Compaixão.

http://www.oshengrah.com/Instrucao/LYS_pt.html
No ano 2000 entrou a energia feminina ausente...não, velada...da Terra há milênios. É o sentido daquilo que se perdeu, algo que a humanidade havia perdido. Com o Trânsito de Vênus em 2004 foi ancorada a energia da Deusa Vênus (ela é tão linda que não existem palavras para descrevê-la) na Terra (Iemanjá é a Deusa Vênus...) e como consequência temos o início do desenvolvimento do hemisfério direito do cérebro, começado, na verdade, há décadas atrás. Representando essa energia temos o olho direito de Hórus. Quando Hórus aparece com o olho direito e esquerdo ele representa o homem completo, integral. Era o sentido dos desenhos do Sol e da Lua que tanto enfeitaram nossas casas e bijuterias dessa época.
A missão Y a que ele se refere acima, entendo que é o Centro Intraterreno de Ybez que está conectado ao de Lis ou Lys Fátima. Pode ser, pode não ser.
O ciclo de Vênus se completou em 2012, mas a passagem de Vênus na frente do Sol não pode ser vista aqui no Brasil.

fadinha

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENTROS PLANETÁRIOS

Mensagem  fadinha em Sab 7 Set 2013 - 12:56

Carlos Carvalho descreve uma visita ao centro de Lys:

Chegamos ao local da entrada para o Centro de Lys
Após saudação interna, silenciosa, as Hierarquias se nos revelaram.
No céu uma nave fazia a custódia do lugar e do grupo que ali estava.
Impregnou de Ono-zone toda a zona.
A seguir, a Devi local manifestou-se, voando no seu gracioso corpo de luz branca e com a diafanidade da sua essência constituída de etérico-astral.
Ela estava dando as boas vindas e ao mesmo tempo que tutelava todas as hostes de Espíritos da Natureza que ali estavam.
O Anjo-da-Paisagem também estava presente, os espíritos das árvores, as fadas, os elfos, os silfos do ar, os silfos da terra, os silfos da água, os espíritos da terra... Tudo era uma perfeita simbiose onde todo se unia numa expressão de serenidade e harmonia indescritível, que não se encontra em qualquer lugar.
Um toque de encanto e magia preenchia o lugar.
Toda a natureza se unia connosco, interpenetrava-nos e nos fazia participes do próprio local.
Anjos deslizavam sobre nos e no local, na perfeita integração e aceitação do mundo espiritual e dévico no reino humano.
A MÃE atraía-nos com a sua Consciência e a cada um falava à Alma, aquilo que a Alma precisava de escutar.
Isso deu-se no silêncio, na interiorização.
Em LYS é importante que cada um saiba cuidar da sua mente de forma a controlá-la, para não a deixar “fazer ruído”.
O fluxo das ideias aí, até isso é como que uma profanação ao tão sagrado espaço...
O Santuário, o Verdadeiro IKI SHAMUAYKA, é mesmo inviolável e apresenta-se no seu aspecto de externar a Energia Virginal.
Todos tiveram uma experiência única, profunda e indescritível. A MÃE, o local, a magia da paz profunda, a simbiose das borboletas que interagiam connosco, o canto das aves e o RIO, era algo de inesquecível e único.
Assim é LYS, comunhão total, integração, fusão, LUZ e Alimento da Alma.

Carlos Carvalho.

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENTROS PLANETÁRIOS

Mensagem  fadinha em Qua 18 Set 2013 - 21:56

Já passou a data, mas é interessante saber...

sábado, 11 de maio de 2013

7 Dias com a Mãe Universal



Alinhamentos com os 7 Aspectos da Mãe Divina nos Centros Planetários

A Mãe Universal se manifesta em cada campo de vida por meio dos Centros Planetários (que para o planeta são como chacras, faixas de frequência do ancoramento do Espírito Planetário). Em nosso planeta, a Mãe Divina se manifesta por meio de sete Centros Planetários (que se referem à expressão da Divindade ao nível solar, bem como no nível físico e tridimensional) e outros cinco Centros Planetários (que ancoram energias universais, galácticas, e se referem à expressão nas dimensões etéreas de vida).

O contato e a comunhão com a Face da Mãe Divina que se revela em cada Centro Planetário é essencial no atual período, pois representa para a alma a consumação de sua Realidade interior e a Fusão com suas origens intra e extraterrestres.

A Mãe Divina pede a seus filhos e filhas que, unidos a Seu Sagrado Coração de Fogo, se abram e acolham Seu Toque de Amor. Nos próximos sete dias, a partir deste domingo 12 de maio de 2013, a Mãe Divina por meio de Seus 7 aspectos estará irradiando mais intensamente Seus Atributos às almas em encarnação. Os horários indicados para as comunhões são os horários cardinais do relógio (de acordo com o fuso horário do local onde se estiver, às 06 horas, 09 horas, 12, horas, 03 horas, diurnas ou noturnas), momentos em que a irradiação estará mais potente e o alinhamento pode ocorrer de maneira mais fluída.


O estado interior pedido pela Mãe é de entrega e acolhimento, pelo tempo que se sentir adequado e que durante todo o dia se mantenha atenção à Presença da Mãe Divina. Durante a comunhão a intenção e a atenção devem estar totalmente voltadas para a recepção da Vibração irradiada e transparência para a retransmissão desta Vibração aos demais irmãos e irmãs encarnados.


Segue a tabela dos dias e os respectivos Aspectos atuantes, bem como sugestões de chaves mântricas e preces:


Domingo 12.05 – Mãe da Contemplação que se manifesta por meio do Centro Planetário Mirna Jad (este Centro irradia impulsos à Contemplação, Reverência e acolhimento da Vontade do Pai, nele está ancorado o Arcanjo Gabriel).


“Mãe Divina da Contemplação
Meditamos em Tua Graça
Concede-nos Serenidade.”
Meruêni Shakti Maritumi.


Segunda 13.05 – Mãe da Alegria que se manifesta por meio do Centro Planetário Lis (este Centro irradia impulsos à Alegria, Pureza e Androginia, nele está ancorado o Arcanjo Anael).


“Puríssima Mãe Universal
Fonte de toda Alegria
Envolve-nos em Tua Doçura”

Isinláh Shakti Maritumi.


Terça 14.05 – Mãe da Sabedoria que se manifesta por meio do Centro Planetário Aimerã (este Centro irradia impulsos ao Despertar da Alma, Entrega e Devoção, este Centro guarda a Memória Cósmica e nele se ancora o Arcanjo Jofiel).


“Mãe de Sabedoria
Nos entregamos a Ti
Revela-Te em nossas almas”
Aimerã Shakti Maritumi.


Quarta 15.05 – Mãe da Cura que se manifesta por meio do Centro Planetário Aurora (este Centro irradia impulsos à Cura Cósmica e Alinhamento ao Propósito, nele se ancora o Arcanjo Rafael).

“Mãe da Luz Viva
Sob Teu Manto nos refugiamos
Cura em nós a raiz do esquecimento”
Semekh-Rá Shakti Maritumi.


Quinta 16.05 – Mãe da Eternidade que se manifesta por meio do Centro Planetário Iberah (este Centro irradia o Fogo de Transmutação da Matéria, nele se ancora o Arcanjo Metatron).


“Te saudamos Mãe Eterna
Alma vivente do Mundo
Desperta em nós o Coração de Fogo”
Farlon-Ishin Shakti Maritumi.


Sexta 17.05 – Mãe do Amor que se manifesta por meio do Centro Planetário Erks (este Centro irradia impulsos à Fusão e o acesso à Consciência Solar, nele se ancora o Arcanjo Miguel).

“Mantenedora da Vida
Nós te saudamos
Realiza em nós a Consciência Solar”
Santoshi Shakti Maritumi.


Sábado 18.05 – Mãe do Silêncio que se manifesta por meio do Centro Planetário Miz Tli Tlan (este Centro irradia impulsos ao Silêncio e à Dissolução, nele se ancora o Arcanjo Uriel).


“Mãe Primordial
Sopro do Tempo-Espaço
Em Ti silenciamos e nos dissolvemos”
Eron Shakti Maritumi.


A todos uma maravilhosa semana, embalados nos braços da Mãe Divina, gozando de Sua Presença e Doçura.


Agnaye Swaha,
Agnimitra


Postado por Agnimitra

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENTROS PLANETÁRIOS

Mensagem  fadinha em Seg 23 Set 2013 - 14:16


“E aqueles que foram vistos dançando,

foram julgados insanos

por aqueles

que não podiam escutar a música” ....



Nietzsche


fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENTROS PLANETÁRIOS

Mensagem  fadinha em Seg 7 Out 2013 - 12:48

Sobre Lys...

LYS - CAMPO INTERDIMENSIONALPublicado por Ana Cristina Correia

em 25 setembro 2009 às 23:48 em LYS



O Espelho de LYS está emerso-integrado na rede de comunicação galática que vivifica as relações de energia-informação entre todos os pontos de Vida-Consciência, que se mantém em Sintonia Axial com o Centro Cósmico Maior, Ordem Celeste Central, Realidade que se encontra na Eternidade, estabilizada no Plano Cósmico Arquétipico.

Este Espelho, o Espelho-LYS, é o gerador do Campo Interdimensional, que está activo na área de Maior Impacto de LYS no etérico planetário.

Este Campo Interdimensional, gerado pelo vórtice de LYS em planos que são Mente Cósmica, acentua interpenetrações de diferentes dimensões cósmicas e dos níveis planetários correspondentes.

O espectro de dimensões abrangidas por este Campo Interdimensional é desconhecido. Provavelmente, a única percepção que nos pode ajudar a compreender a amplitude do Campo Interdimensional de LYS é a noção de que esta Civilização, como Missão, é uma face do Programa de MIZ TI TLAN.

Assim, necessariamente, existem frequências nesse Campo Interdimensional que correspondem directamente à Indução do Centro Celeste Maior.

Como Campo Interdimensional LYS é um eixo de interligação de Energias Inteligentes, de Informações, e de Entidades com proveniência de vários pontos do Cosmos e de diferentes dimensões.

Sendo activo como "Conector" o Centro de LYS é uma confluência de Energias provenientes dos mais elevados Programas Cósmicos de Elevação dos Mundos.

LYS realiza a ligação Céu-Terra. Isso implica que através do Templo Central desta Civilização é feita a ligação entre o âmbito planetário de frequência e o seu pólo de transmutação, o âmbito Solar.

Como "face" do prisma MIZ TI TLAN, LYS opera dentro do Programa definido por este Centro e pela sua Hierarquia Maior para a zona que, geograficamente, conhecemos como Europa, Mediterrâneo e Próximo Oriente – Tunísia, Turquia, Grécia, Egipto, etc.

Mónadas e partículas substanciais transmutáveis, que estejam coligadas à área de Comando que vela sobre o Continente Europeu, tem como Centro Ordenador de Transmutação o Templo Central de LYS.

Consciências Despertas em tarefa no continente Europeu poderão obter, através da Sintonia com LYS - MIZ TI TLAN, os primeiros contactos com os chamados "mistérios" do Sol.

Isso, contudo, não é fixo, nem pré-determinado.

Como se sabe o facto de um ser estar em serviço numa zona geográfica não o coliga prioritariamente a um Centro Interno com correspondência física nessa zona.

"Sois pontos focais conscientes da Intenção Omnipresente.

Estais mergulhados num Oceano de Inteligência Divina.

Permiti que a vossa Última Realidade cure o vosso quotidiano.

Procurai aninhar a vossa vontade externa no Seio da vossa Vontade Interna.

O imenso Poder Criativo que, como filhos do Cosmos, haveis herdado, poderá então fluir através de vós."



~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~ ~

Como Espelho, LYS é uma Missão. Este dado está protegido hermeticamente: cada um o aprofundará de acordo com a sua Vida Interior.

No entanto, alguns auto-convocados têm sentido que essa Missão está ligada à manifestação de uma Energia com acção muito próxima dos níveis humanos.

Na Câmara Interna de LYS existe um sistema de Contacto quase instantâneo com Câmaras Gémeas noutras planetas ou em bases estabilizadas no éter cósmico. Também por esse sistema se estabelece o acesso ao Conselho dos Veneráveis, sempre que determinados pareceres sejam considerados úteis.

O Conselho dos Veneráveis é um vasto Conclave de Sábios desta Galáxia, que mantêm um Conector Cósmico activo, em carácter permanente, para fins de comunicação. Estes Sábios de diferentes proveniências desempenham Programas de acompanhamento de Devotos, em diferentes pontos do Cosmos, recebendo, contudo, um sinal interno de chamamento a partir do Conector Cósmico, sempre que necessário.

A profunda sintonia que estes Sábios têm com a Vida Interna do Universo e com as Verdades Básicas que regem a Vida e o Espaço-Tempo permite essa liquidez de contacto.

O Conselho conhecido na superfície como o Conselho dos Vinte e Quatro é um parcial do Conselho dos Veneráveis. Também o Conselho Alfa-Ómega é uma célula - de suma sabedoria - do Conselho dos Veneráveis.

Conjunturas energéticas especiais podem ser estabilizadas para a manifestação nos Conselhos de LYS - no externo, inclusive - das mais remotas Hierarquias Paralelas. Devas, que são a Inteligência de correntes ígneas no Cosmos, mantêm contacto permanente com o Conselho de LYS, bem como com outros Conselhos de outros Centros de Processamento de Energia, no Planeta.

O Campo Interdimensional, activado pela intercessão do ponto de incidência do Raio Único com a pureza interior dos seres de LYS, protegido com o selo de MIZ TI TLAN, permite a livre circulação dos habitantes de LYS, entre várias dimensões.

Um ser estabilizado no pré-físico, pode instantaneamente emergir no físico ou ascender aos níveis subtis da Vida, seguindo sempre Programas e linhas de acção previstas pelo Triângulo.

Por isso, não é útil definir excessivamente o quotidiano dos seres que habitam a Civilização de LYS. Definir esses seres como habitando exclusivamente as frequências física-paralela do planeta é desconhecer realmente a liberdade que experimentam no que se refere às viagens interdimensionais.

Ao entrar num Portal Interdimensional, em pleno Campo de Interligação dos Mundos, um ser tem, automaticamente, reconhecidos e detectados todos os seus estados interiores e exteriores.

Essa "leitura" é executada pela própria Inteligência do Campo Interdimensional. Nessa fase, quase instantânea, o real estado do indivíduo é Espelhado nos Éteres do Campo. Todos os vórtices involutivos presentes nos veículos do indivíduo são isolados. Todos os pontos de Consciência Superior que estão a germinar são também reconhecidos. Deficiências fisicas ou descompensações emocionais passam também por este "olho" impessoal.

Após este reconhecimento, o próprio Campo retém todos os dados possíveis sobre o indivíduo, de forma a reconhecer a real necessidade desse ser. Em função disso e, segundo a Economia, a Necessidade e a Compaixão Cósmicas, o ser poderá ser automaticamente "endereçado" para a zona de contacto interno, considerada mais apropriada para ele.

Este processo é belíssimo, pois resulta da própria Vida Oculta do Universo, auto-gerando-Se, auto-corrigindo-Se e auto-educando-Se. É um processo totalmente impessoal, assistido por Hierarquias que respondem ao endereçamento do ser admitido.

"És um filho do Sol. És uma Partícula Sagrada no Seio da Explosão sem Limites. És um Raio do Sol de Silêncio. No âmago do Ser Divino a que pertences e que te habita está a chave que faculta à Consciência o acesso ao teu Nível Sublime. Até hoje, caminhaste com os teus pés e conheceste a Alegria dos Encontros Intermédios. Caminha agora com os pés do teu Senhor, do teu Núcleo Cósmico de Vida, para que o Insondável encontro se dê, para que o Alento Virgem possa harmonizar os teus corpos cansados."

Um portal interdimensional pode conter também, de forma informal e superior, todas as acepções de um Templo.

Se o ser humano, em fase de aproximação, estiver em sintonia com o seu Núcleo Interno de Comando - Monádico - ele poderá contactar um Vórtice de a-Tempo, a contraparte espiritual do Tempo, Eternidade de onde emerge e para onde se dirige a espiral temporal.

Estes Vórtices de a-Tempo, presentes também no Campo Interdimensional de LYS permitem que o autoconvocado experimente a Memória do Eterno, de forma indelével. Sabe-se que muitos seres voltarão profundamente transformados com esta experiência de contactos futuros.

O Contacto com o a-Tempo gera um Vazio Criativo, (Plenitude Cósmica e Conhecimento) que possibilita à Mónada do Indivíduo uma aproximação ao seu campo veícular inferior, mais afectiva. A intensidade desta experiência é sempre regulada pela Mónada, dentro do Programa de LYS.

Através do Campo Interdimensional de LYS os habitantes intraterrenos podem transladar-se para outros Centros Intraterrenos do planeta, para Naves ou para bases no Espaço.

De um ponto de vista superior, descriminadas que estejam - na medida das nossas limitações - as diferentes funções dos Centros Internos do Planeta Terra, podemos considerar os habitantes e Entidades destes Centros, como comutáveis entre os vários Centros, sendo incorrecto limitar o desempenho de uma Entidade a um único Centro de serviço. Além disso, a mesma Entidade - devido à sua mobilidade interdimensional – pode desenvolver tarefas diferentes. A dinâmica interna destas diferentes tarefas poderia ser descrita como "sinfónica", ou seja, apesar de estarem em actividades diferentes - Padrões, Hierarquias, Programas e Tarefas - tudo é realizado dentro de uma total harmonia.



~ ~ ~ ~ ~ ~



Emerso na Aura de um Portal ou sob a influência protectora de uma Nave ou Hierarquia, o Peregrino pode, de alguma forma, entrar em contacto com o Campo Interdimensional de LYS.

Pela acção desse Campo de Interligação pode acontecer a recuperação, em parte, da sua memória pré-natal, da sua vivência anterior à formação do seu actual cérebro físico. Não nos referimos aqui ao reviver de experiências passadas em vidas anteriores. Essa é uma área de trabalho desactualizada e que pode atrasar os passos de sublimação necessários à emergência do Homem Novo.

Pelo contrário, o regresso ao estado de consciência pré-natal – em que ele é um Ser Espiritual puro em "orbita" da Terra entre encarnações - traz ao Eu Consciente a vivência, em parte, do seu verdadeiro ponto de realização da Consciência e dos compromissos profundos para a presente encarnação. Por ser o reingresso, em parte, em alguns dos seus estados suprafísicos, o Peregrino pode então ser reenergizado, com novos estímulos e novas visões do que deverá ser o seu caminhar.

Num Portal, devido à presença de uma forte energia de dinamização dos pontos de intercepção interdimensional, o ser recebe com maior clareza os impulsos vindos do seu Eu Superior, ou da Mónada, se for esse o caso.

Durante esses contactos alguns podem entrar numa visão VIRTUAL das suas capacidades e qualidades interiores, isto é: tomar consciência do seu potencial maior. Nesses momentos, aspectos criativos, até então velados, do Ser Interno surgem na consciência do indivíduo.

Porém, essas qualidades não devem ser empoladas, pois são somente a antevisão do Poder, do Amor e da Inteligência que o Devoto possui, na Quarta dimensão do Ser Total, ao qual pertence e não correspondem, normalmente, a uma realização actual dessas qualidades nos níveis tridimensionais de Serviço. Isso torna-se presente no Consciente e no Coração de cada um, devido a uma conjuntura favorável, estimulada pelo Campo Interdimensional. Quando essa antevisão ocorre, ela é já um indício da existência de um laço sagrado entre a consciência tridimensional e os Níveis Profundos. O Peregrino saberá acolher essas Visões do seu próprio potencial, numa atmosfera de recolhimento e Silêncio.

Com esse novo referencial, ele estará pleno de Auto-Respeito e de Auto-Doação, qualidades que a Alma busca plasmar no Eu Consciente, através dessas Visões.

~ ~ ~ ~ ~

Apesar de parecer um tanto insólito, um dos meios mais actuais de Emersão numa Zona de Contacto, é CAMINHAR. Além da quietude silenciosa, um dos exercícios propostos para a aproximação a LYS, resume-se, simplesmente, em ANDAR, em atravessar a pé, certas áreas de contacto. Contudo, este caminhar não é o andar comum.

Trata-se de Caminhar em Sintonia Axial.

Durante os passos físicos sobre áreas de contacto, cada um saberá que está emerso num campo que favorece o contacto com as Energias Superiores, de forma que a atitude interna e a qualidade da vibração da Consciência, determinarão o ângulo de Sintonia

Entende-se por Sintonia Axial, aquele estado interior, no qual a Essência Última de um Ser pode reflectir-se, com um mínimo de desfasagem e de distorção, nos corpos desse Ser. O termo Oração parece definir também a Sintonia Axial, se bem que, dentro desse termo, se entenda, por vezes, estados que nada têm a ver com uma Sintonia Profunda com a Verdade no Centro do Ser.

Atravessar Zonas de Contacto em Vazio Interno - estado que permite a Sintonia Axial - pode ser, para alguns, uma acção efectiva de Disponibilização. Pérolas da mais alta realização interior podem emergir na Vida do Peregrino, como um bálsamo indefinível, inestimável para os corpos deteriorados por inúmeras vidas de desencontro com a PAZ.

À medida que o indivíduo atravessa a Zona de Contacto, se a sua atitude interior for correcta, Naves e Entidades poderão introduzir no seu campo vibratório mais denso as frequências Superiores, de âmbitos Cósmicos acima do planetário Terrestre.

É sabido que não é condição para Contacto a presença física em Zonas sensíveis. Tudo o que acontece nessas Zonas, como Vida e Realização no interior dos autoconvocados, pode dar-se noutros pontos, até mesmo em sítios que, dentro de uma percepção tridimensional, estão completamente degradados.

Mas, em certos indivíduos, a presença física em locais activados para o Contacto pode estimular o desenvolvimento de um processo de Contacto latente, como foi o nosso caso.

Por ressonância a interdimensionalidade de um Centro Interno estimulará a própria dinâmica interdimensional daquele que busca.

A imagem que, normalmente, alimentamos de nós mesmos, com visões distorcidas da nossa Identidade Real e da nossa Vida Profunda, imagem que se encontra contaminada pela dissolução geral dos velhos compostos civilizacionais de superfície, pode passar por profundas alterações.

Compreender que somos, numa dimensão mais próxima da Realidade Ultima, um Ser Cósmico de Consciência Infinita, poderá calar, definitivamente as vozes que, emergindo do subconsciente próprio e colectivo, tentam manter-nos dentro das definições arcaicas e lineares de uma civilização hoje provavelmente perdida.

No âmago do nosso Centro Vivo, no Núcleo do nosso Comando Cósmico de Elevação, existe um Oceano de Amor, de possibilidades inesperadas.

Dentro dos Campos Interdimensionais ou de alguma forma em contacto com eles, aprenderemos, como crianças espirituais que somos, a libertar o Amor Cósmico que é parte da nossa Verdadeira Identidade.

Andar em Sintonia Axial com o Amor, que nos define como Seres Cósmicos, é percorrer não só as Zonas de Contacto externas mas, pela Lei da Correspondência Vibratória, percorrer os Campos Internos de Auto-Revelação.

Este CAMINHAR deverá ser lento e sem ansiedade, pleno de confiança.

Na Presença das mais Altas Hierarquias Espirituais, uma civilização é considerada evoluída, quando atinge o estado em que exterioriza, através dos planos substanciais, que lhe estão vinculados, o Núcleo Profundo que o anima, o seu Arquétipo.

Isso implica um estado de refinamento das substâncias e da aplicação das LEIS SUPERIORES, que pode ser descrito como SUBLIME.

O estado SUBLIME, como frequência vibratória da Consciência e dos seus correspondentes no plano da Substância, é a Meta de qualquer Civilização Superior.

A manifestação do SUBLIME, súmula da energia criativa destinada à acção de uma Civilização de Substância, inflecte, depois, no sentido do Imanifestado, quando entra em curso a fase de Sublimação da acção física seguida pela Fusão das Consciências que compõem essa Civilização, no Núcleo Profundo que é a Essência Civilizacional.

Nesse processo de tracção/atracção, que pode ser colectivo ou individual, as Mónadas passam a gerar veículos, apenas nos mundos subtis: a Civilização, como expressão material tridimensional, desaparece.

Nessa ascensão, o estado de Consciência, que é a Síntese do Ciclo Civilizacional, ampliado que foi pelo Ciclo de manifestação na Matéria, é transportado para os níveis subtis.

O Núcleo Profundo de uma Civilização - seja ela qual for - é um Vórtice Ascencional no plano planetário das Causas e está sempre em correspondência com um vórtice no Plano Mental Cósmico ou, no caso de MIZ TI TLAN, com um vórtice no próprio Plano Cósmico Arquetípico.

Estes Vórtices no Plano Cósmico Arquetípico podem ser compreendidos como os Signos Cósmicos.

Estes Núcleos de Atracção Infinita podem ser de um ou de outro Raio, determinando assim o tipo de acção de uma Civilização sobre a consciência e sobre a matéria, física ou subtil.

Estes Núcleos Irradiantes, receptores e transmissores do Infinito, são a origem das Civilizações, Casa Sagrada nos planos cósmicos dos Arquétipos designados para cada Civilização.

Os seres que aprofundaram, realmente, o impulso inicial de uma Civilização e penetraram no Signo Cósmico que as animava, chegam impreterivelmente a uma "zona" de consciência que liga o âmbito terrestre ao âmbito Solar, e este ao âmbito estelar e Orionico.



Nessa "zona" de consciência realizam qual a Origem de todo o impulso civilizacional. Aí, nesse Corredor Interno, em plena viagem interdimensional, encontram, como "habitantes" dos Núcleos Irradiantes, os Instrutores, os Mestres, os Arhats e as Energias que fecundaram a substância planetária com os impulsos civilizacionais Originais, em contacto com Energias, Códigos, Programas e Entidades de origem solar e extra-sistémica.

Muitas chaves do processo planetário são veladas por esses Guardiões.

Este percurso iniciático, além do campo individual de Evolução, com aprofundamento do Impulso Inicial de uma Civilização foi vivido, no passado, por Iniciados como Akenaton, Parmenides, Heráclito, Platão, Plotino, S. João, entre tantos outros.

Também hoje muitos seres estão a ser preparados para uma compreensão interna dos impulsos que geraram as antigas Grandes Civilizações. Nessa compreensão virão também os estados que permitem comungar do desígnio profundo da futura civilização terrestre, uma Síntese de Conhecimento Intraterreno, Extraterrestre e da Superfície. Esse desígnio profundo emana de um Signo Cósmico que se projetará na nova civilização e do qual Jesus-Sananda é o portador em coligação com outros seres, entre os quais Elias e Mikael.



Essa Síntese acordada de Civilizações e de estados de consciência correspondentes caminhará, dentro da Lei dos Ciclos, para a sua subtilização definitiva.

O Núcleo Central de Energia e Meta de Consciência dessa futura Civilização é o estado de Vida conhecido como MIZ TI TLAN.

LYS é uma Civilização já em fase de progressiva subtilização. Hoje, seres que são parte da vida de LYS, rumam ao encontro do Vórtice Mental Cósmico que, acima do tempo, gera LYS como Consciência e Missão.

Contudo, para que a Redenção seja completa, esta Civilização deverá exteriorizar-se nos níveis de superfície do planeta, o que acontecerá assim que estes tiverem ascendido à Quarta dimensão da manifestação universal.

Nesse ciclo, o Campo de Substâncias que está Integrado em LYS, como Missão Salvífica, será curado das forças materiais cegas que ainda o possam limitar, permitindo a penetração da LUZ do Vórtice Gerador de LYS, mesmo nos mais densos planos da Substância Planetária.

Tudo isto é parte do Propósito de MIZ TI TLAN.

A materialização de Templos, no próximo ciclo de expansão planetária, é possível graças a um movimento duplo e complementar.

Por um lado, o plano físico do planeta ascende a um novo patamar de Evolução, vibrando dentro do espectro físico da 4ª dimensão; isto significa um "passo" da massa planetária, no sentido do Espírito. Simultaneamente, indo ao encontro deste movimento, as Civilizações Internas, Hierarquias e Correntes Evolutivas, que se manifestam junto ao pré-físico, exteriorizam-se "automaticamente" no sub-nível que corresponde exactamente ao nível físico da 4ª dimensão.

O cruzamento destas duas correntes tornará os Templos, as bases de Operações e as Hierarquias visíveis/tangíveis à percepção da futura humanidade de superfície.

O "plano de encontro" entre a percepção sensorial do futuro homem de superfície e o nível mais denso de manifestação das Civilizações Intraterrenas dar-se-á, não no actual físico (que deixa de existir no grau de densidade em que o experimentamos actualmente) mas, num sub-nível imediatamente acima – num novo nível físico.

O que está em curso não é tanto uma "materialização" das Realidades Internas mas, antes, uma "desmaterialização-subtilização" das existências externas.

Tal como num fenómeno fotográfico, quanto mais sensível for a substância planetária mais profundas serão as Realidades que se poderão plasmar nessa "película", revelando Mundos até então desconhecidos.

Tudo é controlado pelos Núcleos do Mental Cósmico, que são Essência/Programa das Civilizações Intraterrenas ou Extraterrestres, em sincronia com as expansões do Logos Planetário. Estes potentes Núcleos de Irradiação, que geram civilizações inteiras, são como notas de um acorde musical, cuja tónica, na Terra, é o Vértice de MIZ TI TLAN.

O Triângulo de Entidades que está encarregado do Comando do processo de LYS, mantendo assim um alinhamento axial, com o propósito de MIZ TI TLAN, é gerado por um Vórtice de Energia em Nível Divino.

A exteriorização de Centros Internos de Operações Interplanetárias, com Missão Iniciática é uma forma de GRAÇA. Dentro dos Programas Civilizacionais que são a Energia e Essência destes Mundos Internos está a Missão de Redenção da Substância Planetária.

Essa Missão é, contudo, um acto de puro Amor e Doação. Alguns dos Centros Iniciáticos, que estão hoje activos no planeta, como manifestação de um estado de Consciência, poderiam já ter ascendido a Planos de Expressão que os colocariam totalmente fora do alcance da percepção terrestre.

Muitas das Civilizações Intraterrenas já terminaram os seus Ciclos de "incubação" colectiva e encontram-se prontas para, em qualquer momento, ascenderem aos níveis extraterrestres de Vida, rumo aos Vórtices Profundos no Mental Cósmico, seguindo o esteio supermagnético dos Signos Cósmicos que as geraram. Se não o fazem é porque a Missão de Redenção da Substância Terrestre existe como Vocação Profunda destes Centros, como Doação.

Contudo a consciência dos Despertos entre a humanidade de superfície é essencial para que essa Redenção se faça, pois, unida forma um Espelho de Captação de Energia de Síntese, é a Energia que Opera a Redenção.

Assim, só após a integração do Campo Substancial terrestre na Consciência/Vida Interdimensional e Eterna, que é Irradiada pelos Espelhos destas Civilizações, é que estas iniciarão, já dentro de um Campo de Consciência Unificada que permeia todos os planos da manifestação planetária, a sua subtilização rumo à fusão com as suas Essências-Programa, Núcleos Profundos, situados no Mental Cósmico ou acima, dependendo da Missão de cada Centro.

Neste sentido MIZ TI TLAN, como Campo de Consciência de Seres Libertos, actua como um Grupal Bodhisatwa de Compaixão, ascendendo à Eternidade, mas mantendo-se no Umbral para acompanhar o caminhar de milhões de Consciências, renunciando, de certa forma, à Plena Fusão com o Oceano Infinito.

Creio que o mesmo se passa com com AURORA, com ERKS, com LYS e principalmente com MIRNA JAD.

O Espelho de uma Civilização Interna tem, entre outras funções intermédias operativas, a capacidade de agir como um Chacra do Núcleo Profundo que, no Mental Cósmico, gera essa Civilização.

A Energia no Mental Cósmico que vela um Signo Cósmico e anima uma Civilização e a razão de ser dessa Civilização são uma e a mesma coisa.

Pela consecução destas Missões, a Realidade Interna Terrestre eleva-se, transmudando-se assim o sistema "endócrino" do planeta.

Tags:



Compartilhar
http://portograal.no.comunidades.net/index.php?pagina=1682651994

fadinha

Mensagens : 783
Data de inscrição : 03/11/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: CENTROS PLANETÁRIOS

Mensagem  Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum